Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Ouro no Feminino

 

À Teresa, à Júlia, à Sum, à Fugi (espero não estar a esquecer-me de ninguém) agradeço comovida o prémio Blog de Ouro que generosamente me atribuiram. É uma coisa de mulheres, um reconhecimento de códigos, de ambientes e de sensibilidades.

 

De ouro é a vossa amizade, que me aquece a alma. Obrigada.

 

Para além das citadas e das que já vi premiadas (Luísa, Patti, Cristina Ribeiro, Margarida), passo o prémio às seguintes amigas bloggers: Meg, Leonor, Mad, TCL, Teresa, Sem-se-VerDaLhe, Mónica Bello, MariaVAdelaide, Marie, Grande JóiaAdriana, Catarina S e Maria SM.

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 12:53
link do post
Sábado, 25 de Outubro de 2008

Prémios

 

Decidi há muito tempo não atribuir ou exibir prémios entre bloggers, talvez porque na altura em que tomei essa decisão a prática ameaçava transformar-se numa paranóia generalizada, diária e incomodativa. Tudo servia de pretexto para a frase "and the winner is...", eternizada num selo (quase sempre de gosto duvidoso) a exibir, como um troféu de caça, na coluna lateral do blogue. Os critérios eram os mais disparatados: porque o blogue era "fofo", porque "não era mau", porque "tinha músculos", porque... sei lá, o que sei é que raramente fazia algum sentido ou parecia ter alguma consistência, para além de um afagar de egos entre amigos que se visitavam regularmente. Felizmente, a esquizofrenia nobelística acabou por ir desaparecendo, mas entretanto eu já tinha definido as minhas regras.

 

Nem sempre pensei assim, e no início das minhas lides bloguísticas - enquanto tudo era ainda novidade - cheguei até a criar os meus próprios prémios "Rosa dos Ventos" e a distribuí-los alegremente pelos blogues que frequentava. E não me arrependo. Eram prémios personalizados, que distinguiam a principal qualidade que eu valorizava em cada um.

 

Não tenho nada contra carinhos em forma de prémios, note-se. A amizade - mesmo a virtual - deve ser cultivada e reconhecida, e cada um de nós a exprime como entende.  No meu caso, apanhar a boleia de uma "corrente" para dizer aos amigos como gosto deles ou os admiro, com palavras e regras que não são minhas, é que não é muito o meu estilo. Só isso.

 

Tudo isto para tentar justificar uma atitude que pode parecer pedante ou mesmo arrogante, a propósito de uma saraivada de dardos que atingiu este blogue recentemente. O Prémio Dardos é muito diferente dos que refiro acima como exemplos, mais profundo e por isso mesmo mais significativo. Quero deixar aqui bem claro, a todos os que me nomearam , que fiquei realmente sensibilizada com o prémio e muito honrada por fazer parte das suas escolhas. É muito bom sabermos que somos queridos, sobretudo por aqueles a quem também queremos bem. Os vossos dardos foram direitinhos ao meu coração.

 

Aos amigos:

 

Leonor Barros (A curva da estrada)

Júlia Moura Lopes* (O Privilégio dos Caminhos) 

Adriana Freire Nogueira (A Senhora Sócrates)

Sum** (Coisas da Vida)

Marília (Ainda podia ser pior)

Pedro Cordeiro (Codornizes)

Samuel de Paiva Pires (Estado Sentido)

Carlos Barbosa de Oliveira (Crónicas do Rochedo)

 

o meu comovido e sincero OBRIGADA.

 

Espero não estar a esquecer-me de ninguém (essa é outra das perversões deste sistema de "corrente", a possibilidade de uma gaffe por desconhecimento ou por distracção...).

 

Perdoar-me-ão, mas não vou nomear 15 blogues. Os meus dardos vão para todos os blogues que me enriquecem nos meus passeios pela blogosfera, uns em que sou mais assídua do que noutros, mas todos ensinando-me alguma coisa.

 

 *   Nota 1: Só para não ficares "grilada", Júlia... ;-)

**Nota 2: À Sum agradeço em duplicado, já que fui duplamente premiada (o segundo dardo atingiu em cheio o Violinos no Telhado...)

 

Etiquetas: , ,
publicado por Ana Vidal às 11:09
link do post
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Nobel

 

Preguiçosamente - porque tenho tido pouco tempo e igual quantidade de paciência para a bloguice - roubei ao Luís Serpa esta citação belíssima do novo Nobel da Literatura: 

 

"Ceux qui sont immobiles sur la terre errante: les voyageurs.
Ceux qui fuient sur la terre immobile: les sédentaires.
Mais ceux qui fuient sur la terre errante, et ceux qui sont immobiles sur la terre immobile: comment les appeler?"


Não foi por acaso, certamente, que Le Clézio ganhou o prémio.

 

(Obrigada, Luís. É tão bom ter quem faça os trabalhos de casa por nós...)

 

Adenda: Meus amigos, confesso que fiz uma pequena batota: não pus aqui a citação completa, e fi-lo de propósito para provocar justamente o que aconteceu: cada um deu o seu palpite, e todos eles foram óptimos. Aqui está a solução (parcial) de Monsieur le Nobel:

 

"Ceux qui fuient sur la terre errante: je propose de les appeler "marins"."

 

E os outros?, perguntarão... Eu chamar-lhes-ia "mortos".

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 18:34
link do post
Sábado, 26 de Julho de 2008

Lobo Antunes - um discurso

 

Muito bom, o discurso de ontem de António Lobo Antunes ao agradecer a atribuição do Prémio Camões, nos claustros dos Jerónimos. Gostei muito de ouvi-lo. De improviso e perante uma plateia recheada de Chefes de Estado, falou de uma forma fluida e totalmente à vontade sobre a Língua Portuguesa e a importância que esta tem no mundo, sobre a sua experiência de escritor e de cidadão português, sobre as suas preferências literárias e sobre as suas emoções e memórias. Citou inúmeros nomes das letras lusófonas, mas sem aquele academismo que torna os discursos chatos, e conteve-se no auto-elogio e no pedantismo fácil.

 

Ao contrário do que seria de esperar (eu, pelo menos, confesso que não me admiraria muito se assim fosse) não houve no seu tom o mais leve laivo de amargura ou de cinismo. Enfim, mostrou ser um um homem com uma cultura vasta, sólida e integrada, como se espera de quem já conquistou quase todos os prémios literários que lhe interessariam. Para a glória total, faltou o Nobel. Será que ainda o sente como uma pedra no sapato? Se sim, não pareceu.

 

publicado por Ana Vidal às 12:25
link do post
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Óscares 2008

O meu vencedor já está escolhido.
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 11:47
link do post
Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

Paz podre

Não é de agora a minha decepção com os critérios que, nos últimos anos, têm presidido à atribuição do Nobel da Paz. Do inicialmente alto grau de exigência que reconhecia feitos de personalidades extraordinárias (no sentido de "invulgares") ao serviço de causas inequivocamente dedicadas ao bem da Humanidade, de uma forma altruísta, passou-se a uma moeda de troca política, conveniente e adaptada às circunstâncias.
Eu sei que figuras como Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela, Gandhi (que nunca o recebeu, apesar das sucessivas nomeações...), Martin Luther King ou Muhammad Yunus, para citar alguns nomes, não aparecem todos os dias. Mas era preferível que o prémio não fosse atribuído sempre que não houvesse, para recebê-lo, alguém deste nível. Juntar no mesmo saco, a estes nomes, os de políticos que se limitam a fazer o trabalho para que são (bem) pagos, movidos quase sempre por uma legítima (mas não premiável) ambição pessoal, é, quanto a mim, desvirtuar o próprio espírito do Nobel e fazê-lo descer ao nível da mediania reinante. Por isso o Nobel da Paz deixou de merecer o meu respeito, de há uns tempos para cá.
Os políticos que continuem a medalhar-se alegremente uns aos outros, e que tirem disso os dividendos esperados. Para mim, não valem por isso nem mais um cêntimo. Muito pelo contrário.

publicado por Ana Vidal às 14:45
link do post
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

Obrigada

O Porta do Vento foi distinguido com um simpático selo de qualidade, atribuído pela T do Dias que Voam. Agradeço a honra e espero continuar a merecê-la, embora com muito pouco tempo disponível nos últimos dias. De tal maneira que nem tinha dado por esta distinção.
Peço desculpa mas não vou nomear 5 blogs de qualidade, como me pedem. Conheço e visito regularmente muitos e excelentes blogs, seria difícil e injusto escolher apenas 5 deles. Assim, ofereço este selo a todos esses blogs onde me divirto, aprendo e me emociono tantas vezes.
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 00:35
link do post
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Convite

Entretanto, duas boas notícias:

1. Gostava muito de contar com todos no lançamento do meu livro Gente do Sul, que será na Azambuja (eu sei, eu sei, não é exactamente o sítio mais prático. Mas aviso que há comes e bebes, talvez convença assim os mais relutantes...), no próximo dia 15 de Dezembro (sábado) às 18h, no Auditório Municipal de Azambuja. O livro será apresentado pelo Dr. Joaquim Ramos, Presidente da Câmara de Azambuja. Apareçam por lá!


2. Soube agora mesmo que outro livro meu, A Poesia é para Comer, acaba de ganhar um prémio internacional: o Gourmand World Cookbook Award 2007, para o melhor livro português na categoria de Best Food Literature Book. Com este prémio, o livro fica automaticamente candidato ao prémio máximo, o Gourmand Best in the World, cujo vencedor será anunciado em Maio de 2008. Para quem não conhece, os Gourmand World CookBook Awards são uma espécie de Óscares para os livros de Cozinha, atribuídos por um júri internacional e muito concorridos. Só por curiosidade, o criador e presidente destes Prémios (belga ou suiço, não sei bem) chama-se, bem a propósito, Mr. Edouard Cointreau.
publicado por Ana Vidal às 17:24
link do post
Domingo, 14 de Outubro de 2007

PAZ à sua alma


Ou melhor, à do espírito que presidia, até há uns anos, à atribuição do Nobel da Paz.
Porque esse morreu, certamente.
E o seu herdeiro não me convence.
publicado por Ana Vidal às 13:13
link do post
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

5 Estrelas da Blogosfera

Recebi este texto do Lord Broken Pottery, que me deu a honra de incluir-me nos seus 5 nomeados para este prémio. Devo transcrevê-lo aqui e indicar, por minha vez, os 5 blogs que eu recomendo. Aqui ficam, portanto, o texto e as nomeações.
"O dia 31 de Agosto foi escolhido para ser o dia do blog, este foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. Então para dar uma esquentada neste dia eu resolvi criar um prêmio que consiste em escolher os cinco blogs, 5 estrelas da blogoesfera, e no dia 31 de agosto de 2007 será a divugação dos blogs escolhidos seguindo as regras abaixo. Regras do prêmio blog 5 estrelas:

1. Podem participar na votação todos os bloggers que mantenham blogs ativos há mais de um mês [os outros esperem por outra ideia brilhante que alguém irá ter].
2. Cada blogger deverá referenciar cinco nomes de blogs. A cada menção corresponde um 1 voto.
3. Cada blogger só poderá votar uma vez, e deverá publicar as suas menções no seu blog [da forma que melhor desejar], enviando-as posteriormente para o seguinte e-mail: elzinhalinda@gmail.com. No e-mail, além da sua escolha, deverão indicar o link para o post onde postaram as nomeações. A data limite para a publicação e envio das votações é dia: 27/08/2007.
4. De forma a reduzir alguns constrangimentos [e desplantes], e evitar algumas cortesias desnecessárias, também são considerados votos nulos:- Os votos dos blogger(s) em si próprio(s) ou no(s) blogue(s) em que participa(m);- Os votos no blog Nada pra mim.
5. Cada blog que for indicado ou indicar, deve conter de onde veio a origem do concurso, ou seja deverão manter um link para este blog afim de que outras pessoas possam conhecer a idealizadora da idéia. No dia 31.8.2007 serão anunciados os vencedores. "

Os meus escolhidos (uma vez que esta ideia partiu de um blog do Brasil, nomeio apenas blogs portugueses, cumprindo assim o objectivo da divulgação - a razão de ser deste prémio):

- Africanidades, do Jorge Rosmaninho
- O Boato, d0 Alexandre Borges
- O Rosto da Cidade, do J.G.
- Geração Rasca, de Vários
- Ultraperiférico, de Vários
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 11:35
link do post
Sábado, 4 de Agosto de 2007

Prémios Porta do Vento - III

E cá vão mais dois prémios, os últimos desta primeira fornada:

Prémio ELEGÂNCIA E NOBREZA - atribuído ao Blog Lord Broken Pottery

Prémio IRREVERÊNCIA - atribuído ao blog Azeite & Azia
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 02:58
link do post
Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007

Prémios Porta do Vento - II

Mais Prémios Porta do Vento:
Prémio ABRAÇO ATLÂNTICO - atribuído ao blog Sub Rosa, da MEG

Prémio AMIGOS DE ALEX - atribuído ao blog Arre Burro , do Baleal


Prémio TERNURA - atribuído ao blog Peter Pan e outras histórias , do João R. Andrade


Prémio ORIGINALIDADE E BOM GOSTO - atribuído ao Blog da Sabedoria , do J.G


Prémio CORAGEM - atribuído ao blog Devagar, mas com confiança , da Flora


Prémio REVELAÇÃO - atribuído ao blog Juro que tenho mais que fazer , da Madalena


Prémio EXCELÊNCIA BLOGUÍSTICA - atribuído ao blog Miniscente, do Luis Carmelo



Notas: A decisão do júri é soberana. Os prémios encontram-se à disposição dos contemplados e podem ser levantados a qualquer hora aqui na Porta do Vento, que nunca fecha. Se não forem reclamados no prazo de um mês, não acontece nada.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 03:54
link do post
Quinta-feira, 2 de Agosto de 2007

Prémios Porta do Vento - I

Vejam esta pérola do João Paulo Cardoso/Eldorado, com muita graça, como muitas outras que ele escreve:
"Que povo é este, que engole 6 telenovelas ao serão? Serão chuva, serão gente?
Gente não são, certamente. E a chuva não mata assim."
E por isso é com ele que se inauguram os Prémios Porta do Vento, exactamente com o

Prémio HUMOR - atribuído ao blog Eldorado

Podes levá-lo para casa, JP. É teu.
Como, não faço ideia. Desenrasca-te.

publicado por Ana Vidal às 13:03
link do post
Domingo, 29 de Julho de 2007

Prémios Porta do Vento


Mais um domingo, mais um dia de dolce fare niente.
Talvez por isso, hoje deu-me para inventar isto: já que estão tão em voga os prémios bloguísticos, vou armar em juíza e instaurar os
PRÉMIOS PORTA DO VENTO
Nada de "blog com tomates" ou com outras hortaliças ainda menos edificantes, "blog pensante" e outros clássicos da blogosfera. Os prémios Porta do Vento serão oferecidos aos blogs de que mais gosto, em vários aspectos, ou, pelo contrário, àqueles de que gosto menos ou me chocam por alguma razão. Não há categorias fixas nem regulamento: o Porta do Vento é um espaço livre, felizmente em permanente mutação, ao sabor de impulsos e de momentos mais inspirados.
Logo se verá o que sai daqui, nem eu sei. E que ninguém se melindre por receber um prémio menos simpático, ou por não receber aquele que mais gostaria de ter: esta brincadeira vale o que vale, ou seja, RIGOROSAMENTE NADA!
Deixo à votação os símbolos que se seguem, para quem quiser opinar:

Se não chegar a nenhuma conclusão válida ou houver empates, a minha decisão é soberana. Que haja ao menos um sítio onde eu ainda mande alguma coisa...
Pronto, votem. E não façam como nas últimas autárquicas de Lisboa, se não mando vir uma camionete de Alguidares de Baixo cheia de reformados delirantes, prontos a dar vivas a esta ideia depois de uma almoçarada de coiratos.

Nota acrescentada à noite - Os símbolos também podem ser estes, em conjunto e representando várias categorias:







Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 11:53
link do post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Ouro no Feminino

Prémios

Nobel

Lobo Antunes - um discurs...

Óscares 2008

Paz podre

Obrigada

Convite

PAZ à sua alma

5 Estrelas da Blogosfera

Prémios Porta do Vento - ...

Prémios Porta do Vento - ...

Prémios Porta do Vento - ...

Prémios Porta do Vento

favoritos

Fado literário

O triunfo dos porcos

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Subscrever feeds