Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Biclicletas XII

Passam hoje pela Porta do Vento as últimas bicicletas de uma série que se estendeu por 12 posts. E esta série encerra precisamente como começou - com uma das minhas vozes e uma das minhas canções preferidas: Katie Melua, em Nine Million Bicycles. Que voltem todas para Pequim, de onde partiram em Agosto de 2007 para entrar, pela primeira vez, por esta porta. Todos os giros têm um final, e este chegou à linha da meta. Sem vencedores nem vencidos, mas com boas músicas e imagens curiosas. Outros temas virão.

(Katie Melua - Nine million bicycles)
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 00:38
link do post
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Bicicletas XI


(Anne Sofie von Otter & Elvis Costello - Broken Bicycles)

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 10:38
link do post
Sábado, 22 de Dezembro de 2007

Bicicletas X

(Vainilla - Bicicleta para dos)
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:40
link do post
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Bicicletas IX


(Greta - Pedro Guerra)

http://www.goear.com/listen.php?v=3b4d0a5
Mais uma canção do Pedro Guerra. Óptima, como sempre.

Se llamaba Greta como la famosa actriz ni tan rubia ni tan suelta ni tan frágil ni tan falta de complejos ni tan ágil de reflejos ni tan llena de carmín

Se llamaba Greta y era joven y feliz esperando la llegada de algún tren en la parada confundida sin saber que las heridas son el precio de vivir

Y llegaste tú con tu bicicleta y tu estrecha camiseta a volarle el corazón y llegaste tú pura dinamita con disfraz de agua bendita a volarle el corazón

Se llamaba Greta y aprendió como la actriz a llorar por las esquinas y después como si nada a decir agua pasada estoy curada la estrategia de mentir

Se marchó el ladrón con su bicicleta y sin flores para Greta que esperaba en el balcón pero ya no hay más ya no siente nada ya olvidó aquella jugada ya pasó lo que pasó

Se llamaba Greta y era joven y aprendiz le quedaron cicatrices de los días infelices engreído malnacido consentido ya no piensa más en tí

Ahora espera el tren o quizá la bicicleta o los ojos de otro atleta como no se encuentran dos y vendrá talvez y será un especialista y sabrá como un artista consolarle el corazón

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 20:13
link do post
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Bicicletas VIII

(Kevin Bloody Wilson - Hey Santa Clause Where's Me Bike?)
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:52
link do post
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Bicicletas VI


Yves Montand - La bicyclette
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 00:21
link do post
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

Putin e as bicicletas


O estranho aparato de segurança que acompanha Putin, visto - com graça - pela Falabarata:
PUT IN
Dos vários meios destacados para a segurança de Putin na sua visita a Lisboa, constam, de entre veículos, centenas de agentes e etc, 159 solípedes, 10 binómios e duas bicicletas.
Assim de binómios importantes só conhecia o binómio de Newton.
Quanto a ***pedes, constavam do meu vocabulário os quadrúpedes e os bípedes, mas confesso que solípedes nunca me tinham passado pelos olhos e ouvidos, que me lembre.
Aprendemos sempre imenso quando nos cruzamos com o léxico próprio de determinados grupos profissionais, embora, neste caso em particular, me mantenha na santa ignorância quanto aos binómios. Serão pares de solípedes, correspondendo portanto a 4 solas e respectivos pés?
De qualquer forma, o que mais me espantou nesta notícia foi a presença das duas bicicletas, curiosamente correspondendo exactamente ao número de helicópteros, também 2. Talvez trabalhem em grupo. O helicóptero vai lá em cima, vê qualquer actividade suspeita e contacta rapidamente com a bicicleta que lhe foi atribuída a qual, por sua vez, se deslocará na bisga para o local em apreço.
Mesmo com 1300 agentes, 99 viaturas, 83 motociclos, mais os binómios e os solípedes, parece-me que a segurança de Putin não ficaria completa nem seria eficaz sem as duas biclas.

publicado por Ana Vidal às 21:35
link do post
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Bicicletas V

Volto à minha colecção de bicicletas, ultimamente muito abandonada.

E esta é mesmo especial: uma bicicleta para ciclistas desavindos!

Mas ainda assim sintónicos, porque "eppur si muove".

Nota: Obrigada, JG. Tens sempre os melhores tesouros.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 14:52
link do post
Sábado, 29 de Setembro de 2007

Bicicletas IV


Bicycle races are coming your way.

So forget all your duties, oh yeah!


Bicycle Race.mp3

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 01:57
link do post
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

Bicicletas III

"(..) quero-te de bicicleta
quero-te outra vez de bicicleta sobre as folhas
quero-te ouvir chegar de bicicleta
quero o som macio que fazia na mata a tua bicicleta"
(Fernando Assis Pacheco)

A Bicycle built for two
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 17:17
link do post
Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Bicicletas II

Na minha bicicleta de recados
eu vou pelos caminhos.
Pedalo nas palavras atravesso as cidades
bato às portas das casas e vêm homens espantados
ouvir o meu recado ouvir a minha canção.
Na minha bicicleta de recados
eu vou pelos caminhos.
Vem gente para a rua a ver a novidade
como se fosse a chegada do João que foi à Índia
e era o moço mais galante que havia nas redondezas.
Eu não sou o João que foi à Índia
mas trago todos os soldados que partiram
e as cartas que não escreveram
e as saudades que tiveram
na minha bicicleta de recados
atravessando a madrugada dos poemas.
Desde o Minho ao Algarve
eu vou pelos caminhos.
E vêm homens perguntar se houve milagre
perguntam pela chuva que já tarda
perguntam pelos filhos que foram à guerra
perguntam pelo sol perguntam pela vida
e vêm homens espantados às janelas
ouvir o meu recado ouvir a minha canção.
Porque eu trago notícias de todos os filhos
eu trago a chuva e o sol e a promessa dos trigos
e um cesto carregado de vindima
eu trago a vida na minha bicicleta de recados
atravessando a madrugada dos poemas.
(Manuel Alegre)

Ennio Morricone - Il Postino

Nota: Est post foi modificado. Os Queen e a sua Bicycle Race ficam para a próxima. Il Postino, de Ennio Morricone, vem mais a propósito para este belo poema, oferecido pelo meu amigo MC.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 15:54
link do post
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2007

Para que serve uma bicicleta?

O meu gosto por bicicletas já provocou reacções, inesperadas e divertidas.
Recebi, de um amigo, esta provocação com uma explicação possível para essa queda por bicicletas (neste caso, mais por selins), sugerindo que afinal é comum ao género feminino. Será?
Anyway, não são bem estas as minhas razões. Mas nunca resisto ao humor.

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:20
link do post
Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007

Bicicletas I

Vá-se lá saber porquê, gosto de bicicletas. Já por aqui passaram nove milhões delas duma vez só, vindas de Pequim. Hoje, apenas uma. Mas hão-de entrar muitas mais por esta Porta do Vento, para fazer uma colecção que começa agora. Com esta, original e comestível:




Bicycle Song.mp3




Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 01:19
link do post
Quarta-feira, 8 de Agosto de 2007

Love and bicycles

There are 9 million bicycles in Beijin.
That's a fact. It's a thing we can't deny.
Like the fact that I will love you till I die.

Get this widget Share Track details



Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 13:53
link do post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Biclicletas XII

Bicicletas XI

Bicicletas X

Bicicletas IX

Bicicletas VIII

Bicicletas VI

Putin e as bicicletas

Bicicletas V

Bicicletas IV

Bicicletas III

Bicicletas II

Para que serve uma bicicl...

Bicicletas I

Love and bicycles

favoritos

Fado literário

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 18 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds