Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

Poemas escolhidos - 12




Transforma-se o amador na cousa amada,
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho logo mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.


Se nela está minha alma transformada,
Que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si sómente pode descansar,
Pois consigo tal alma está liada.
 

Mas esta linda e pura semideia,
Que, como o acidente em seu sujeito,
Assim co'a alma minha se conforma,




Está no pensamento como ideia;
[E] o vivo e puro amor de que sou feito,
Como matéria simples busca a forma.
 (Soneto - Luís de Camões)    (Pinturas sobre o corpo - Ema Hack)

 

publicado por Ana Vidal às 20:59
link do post
Domingo, 31 de Agosto de 2008

Palavras de luz

 

(Soneto - Fernando Aguiar)

 

 

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 01:45
link do post
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Escultura

 

Quem disse que só Rodin esculpiu mãos

de maneira sublime?

 

(Fotografia de Rodrigues, em Serpa)

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 23:16
link do post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Poemas escolhidos - 12

Palavras de luz

Escultura

favoritos

Fado literário

O triunfo dos porcos

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Subscrever feeds