Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Até breve

Agora vou ali,
e já volto!

Que o ANO NOVO traga, a cada um, o que ficou por fazer, por dizer, por Viver. E também o que ficou por sonhar, para que haja sempre expectativa e esperança.
Até dia 4 de Janeiro.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 11:46
link
21 comentários:
De Huckleberry Friend a 2 de Janeiro de 2008
Será o meu o primeiro comentário de 2008 na Porta do Vento? Se sim, ainda bem. Se não, fica o desejo de um ano tão bom quanto mereces, Ana. E um beijinho para apanhares quando vieres da Turcolândia!
De adelaide amorim a 31 de Dezembro de 2007
Bela escolha, Ana. Que o ano siga cheio de alegrias e realizações.
Beijos até a volta!
De Capitão-Mor a 30 de Dezembro de 2007
Desejo-te um óptimo ANO NOVO!!! E que continuemos com toda a força aqui nos teclados...
Abraço ultramarino!
De Saramar a 29 de Dezembro de 2007
Vim, por indicação da Meg.
Desejo-lhe uma excelente viagem, com tranquilidade e um ótimo ano novo!

beijos
De Lylilyn@ a 27 de Dezembro de 2007
Adoro visitar blogs, passei no teu e não posso deixar de dizer que vou voltar!
O meu blog é novinho, ainda não tem uma identidade...mas no minimo é curioso, se quiser me visitar, terei honra em receber você!
Liz
De RAA a 27 de Dezembro de 2007
Feliz Ano Novo!
De Meg (Sub Rosa) a 26 de Dezembro de 2007
Ana querida:
Vai bem e volta melhor ainda
Adoro essa terra e quero là voltar.
Tens encomenda chegando eu acho.
Um beijo, querida
Boa viagem, bom ano, realizações todas.
De palpi a 26 de Dezembro de 2007
Olá, Ana. MEG mandou-me aqui e mandou bem. Aguardo sua volta. :)
Boa viagem e feliz 2008!
Até mais.
Palpi
De Lord Broken Pottery a 26 de Dezembro de 2007
Ana,
Boa viagem, bom descanso, curta bem esses dias de lazer. Gostei da parte dos sonhos. Que o ano vindouro lhe traga os melhores sonhos, e que boa parte deles se realizem.
Grande beijo
De hfm a 26 de Dezembro de 2007
Bom Ano, ficamos à espera da reportagem!

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

Fado literário

O triunfo dos porcos

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 17 seguidores

Subscrever feeds