Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

Novidades do sitemeter

 

Há muito tempo que não passava pelo sitemeter a saber das novidades. Encontrei dúvidas existenciais lancinantes, questões estéticas, gramaticais e culinárias, e até uma informação prática. Já que me procuraram, tentei responder a todos.  Espero ter ajudado...

 

 

Filho com namorado pais nao gostam?

Normalmente não adoram, não... são esquisitices, sabe?

 

Eu conto ou não que gosto dele?

Isso é lá consigo, amiga, mas decida-se. Ou será... amigo?

 

O que fazer os pais quando não gostam do namorado da filha?

Deserdá-la. E se ela teimar, mandá-la para um convento. Resulta sempre, é limpinho.

 

Quais os animais que não precisam respirar?

Os de peluche. (também há os que não mereciam respirar, mas isso é outra história).

 

Amigos perdoam aniversário?

Se os convidar para a festa, não vejo por que não hão-de perdoar. 

 

Quando pintamos che guevara, como chama a pintura?

Óleo, acrílico, aguarela, gouache... é conforme.

 

Porta salgada para ver

Ainda bem que é para ver, se fosse para comer não aconselhava.

 

La la laia,oh delicia/letra

Largue a droga, amigo...

 

Cronica sobre a chuva de granizo em perdões

Em "paredões" faz mais barulho, mas não é tão poética.


Dimenção de uma trave de futbol

Uma data de sentímetros, mas não cei quantos... 

 

Poemas de converção

Primeiro dedique-se ao português, que está fraquinho. Depois pense na matemática poética.

 

Como se faz o plural da palavra úlcera duodenal?

Das duas, uma: ou existe aí um sério problema com os plurais, ou você precisa de óculos... "úlcera duodenal" parece-lhe só uma palavra?

 

Menopalsa

É uma chatilce, pois é.

 

Ponto de fulga

Qualquer um serve para fulgir da menopalsa.

 

Estado civil no plural?

Divórcio, claro... quando os dois, que eram um só, passam a ser dois outra vez.

 

Tradução ne me quitte pas

Não me deixes, pá. Serve?

 

Beijo com chocolate

Sabe melhor ainda, acredite.

 

O cheiro do vento em áfrica

... depende da hora a que passa a manada de elefantes.

 

Precisa-se flautista autista

Para tocar para dentro?

 

Alugo quarto lisboa discreto hora

Ora aí está uma informação útil. Já agora... com ou sem brasileiras lá dentro?

 

 

publicado por Ana Vidal às 23:06
link do post
45 comentários:
De marie tourvel a 12 de Novembro de 2008 às 16:55
Adorei, Ana. Mas beijo pode vir acompanhado de qualquer coisa. É sempre bom, não é? ;)
De Ana Vidal a 12 de Novembro de 2008 às 17:18
Sempre, Marie. Acompanhado ou a solo... ;-)
De miguel a 12 de Novembro de 2008 às 17:20
Ora cá temos, de novo, o humor rápido e (mesmo)
genial...
da minha amiga (quase) virtual...
Ana Vidal!

Parabéns.
De Ana Vidal a 12 de Novembro de 2008 às 17:32
Ora, Miguel, não me comeces a habituar mal...
Agora que eu já estava calhada com as tuas provocações... os teus elogios baralham-me! :-)

(virtual... moi??)
De sem-se-ver a 12 de Novembro de 2008 às 18:21
ora ainda bem que me permite tirar uma duvida:
eu tenho o sitemeter mas nao encontro lá nada disso!! será que é porque a minha versão é basica/gratuita, e tal serviço só é disponibilizado a pagantes? se não, como devo fazer (onde procurar as tais palavras chave com que chegam ao meu blog?)

(uma amiga minha de adolescência traduzia o brel - desculpem que a palavra é feia... - por 'não me quilhes, pá'. o que tem imensa graça. :- )
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 01:22
A minha versão também é básica / gratuita, SSV. Nunca paguei nada para instalar o sitemeter ou o statcounter, e tenho ambos. É fácil encontrar as search words, eu ensino-lhe tal como me ensinaram a mim:

No Sitemeter - clicar em "Recent Visitors" e depois em "By Referrals"

No StatCounter - clicar em "Keyword Analysis" ou em "Recent Keyword Activity".

E as pérolas aparecem... :-)

De propagandaearte a 12 de Novembro de 2008 às 19:29
"Alugo quarto lisboa discreto hora
Ora aí está uma informação útil. Já agora... com ou sem brasileiras l'dentro?"

Ô, Ana! Que maldade!
Nem todas as brasileiras que vivem em Portugal são assim.
Um abraço entristecido do Marco.
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 01:29
É claro que não são todas assim, Marco!
Isto é só uma brincadeira, mas pode substituir a nacionalidade por outra qualquer, incluindo a portuguesa...

Não fique triste, Marco, não vale a pena.
De Pedro a 12 de Novembro de 2008 às 20:22
O do Ne me quitte pas também veio ao meu. Podia chatear só um, não era?!?
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 01:30
Calculei que iria lá também, Pedro... não seria mais simples ir ao dicionário?
De Leonor a 12 de Novembro de 2008 às 22:48
O sitemeter é um mundo. Farto-me de rir com o meu :-)
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 01:32
Eu sei, também tens tido belas pérolas por lá! :-)
De Mad a 12 de Novembro de 2008 às 22:48
Lindo, lindo. Mas a da manada de elefantes foi maldade pura!
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 11:01
:-) Nada disso, a tua cabeça é que é maldosa.
De carlosbarbosaoli a 12 de Novembro de 2008 às 23:40
Excelente colectânea, Ana! Nunca me lembrei de pesquisar no site meter, mas agora fiquei com vontade.
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 01:33
Quando quiser rir um bocadinho, experimente, Carlos. É espantoso o que nos vem parar aos blogues...
De Luis Serpa a 13 de Novembro de 2008 às 11:21
Hilariantes, os sesu comentários, Ana. Devia presentear-nos mais frequentemente com essa sentido de humor magnífico.

De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 21:58
A ver se não me esqueço de passar por lá de vez em quando, Luís. É sempre uma fonte interminável de disparates, que me deixa bem disposta. :-)
De Meloes a 13 de Novembro de 2008 às 16:45
Bem, nem queria acreditar!
Mas que me ri, la isso ri.
beijos
De Ana Vidal a 13 de Novembro de 2008 às 22:20
Então já valeu a pena teres passado por cá, Melões. Ainda bem.
Um beijo

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

Fado literário

O triunfo dos porcos

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Subscrever feeds