Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

Tiro ao alvo

Acabei de ouvir, na televisão, uma notícia espantosa: os elementos da PSP vão ser submetidos a um exame de tiro para apurar da sua perícia no uso de armas de fogo. Os que não provarem ter uma boa pontaria ficarão reprovados no dito exame, e consequentemente proibidos de usar armas daí em diante, no seu trabalho do dia a dia. Fiquei perplexa. Conhecida como é a penúria de equipamento destribuída aos guardas - que têm que adquirir, pelos seus próprios meios, fardas, coletes à prova de bala e até as próprias balas - imagina-se o vasto treino que estes homens terão de carreiras de tiro...
Sendo assim, presume-se que grande parte destes efectivos chumbará no exame e ficará sem poder usar uma arma em patrulhas, controle de bairros problemáticos, espaços nocturnos, etc. Some-se a isto a total desautorização de que têm sido vítimas nos últimos anos, mais o galopante número de armas de fogo ilegais em mãos desconhecidas, e o resultado desta medida é fácil de prever. Falta só um novo design de fardas para a PSP, com um alvo desenhado no peito.
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 23:54
link do post
2 comentários:
De av a 5 de Fevereiro de 2008 às 01:26
Olá, Vieira Calado, acabei agora mesmo de vir da sua casa. Boa receita, a sua "cuidada distracção".
Se fossemos capazes de ver as coisas assim, com essa distância prudente, muitos equívocos se evitariam.
Quanto aos polícias... inacreditável. E depois admiram-se que eles sejam corruptíveis.
De Vieira Calado a 5 de Fevereiro de 2008 às 01:09
E se calhar ainda têm que alugar uma carreira de tiro... para treinar...
Cumprimentos

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds