Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Ah, Tigre!!

Hoje de manhã, divertiu-me uma notícia insólita na televisão, a desviar atenções da novidade pardacenta da remodelação ministerial.
Na Azambuja, imagine-se, andaram tigres à solta! Acompanhei com a maior curiosidade - afinal de contas, sempre é a santa terrinha - a reportagem da SIC Notícias, em que uma jornalista ia descrevendo os acontecimentos in loco, com uma ansiedade compreensível, já que estava no próprio sítio onde se encontrava o último dos dois tigres fugidos do circo Chen, ainda à solta. Às tantas, a nervosíssima repórter - entre mirones, veterinários com tranquilizantes e domadores de circo - dizia esta estranha frase: "O animal encontra-se efectivamente naquilo que aparenta ser de facto uma quinta" (sic).
Humm... aquilo deixou-me intrigada. O que será um sítio que "efectivamente aparenta de facto" ser uma quinta, e não o é? Vi-me, de repente, transportada para uma inquietante twilight zone ribatejana. Depois de instalada a dúvida, todo o cenário se altera. Quem sabe, até, o animal à solta também "efectivamente aparentasse ser de facto um tigre", e não o fosse? Talvez fosse um gato, afinal. Na Azambuja, é bicho que não falta.
De circo, portanto, continuamos a estar bem servidos. O pão é que continua a faltar...

publicado por Ana Vidal às 10:53
link do post
2 comentários:
De av a 31 de Janeiro de 2008 às 00:08
Pois é, Capitão. É para que saibas: a Azambuja está no mapa dos safaris, a partir de agora!
De Capitão-Mor a 30 de Janeiro de 2008 às 18:50
Antigamente esse tipo de fenómenos só ocorria no Entroncamento! :) Mas sou levado a acreditar que o Ribatejo é uma enorme twilight zone como dizes...

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds