Sábado, 10 de Novembro de 2007

Aperta o papo

Pelas notícias da televisão, acabo de saber que Portugal já tem as suas máfias nocturnas, infelizmente bem organizadas e ameaçadoras. Pena que a tão apregoada segurança portuguesa, que fazia deste país uma espécie de paraíso na Europa, comece a desvanecer-se e a dar lugar a uma criminalidade cada vez mais frequente, de consequências cada vez mais graves. Pena. Era muito boa a sensação de poder sair sem medo (mesmo sozinha) a qualquer hora, de qualquer lugar da noite lisboeta. Isso, dizem-me, está a começar a tornar-se impossível.
Mas o que mais me chamou a atenção na notícia (desculpem, tenho um fraquinho pelo ridículo...) foi o nome do mais perigoso gang da noite alfacinha: "Aperta o papo"!!! Mesmo a despropósito, não consegui evitar uma gargalhada. Lembrei-me daquela velha cantiga, que dizia qualquer coisa como "Ó Zé aperta o laço, que o laço bem apertado, ai, ó José, fica-te bem" e imaginei logo uma cena do gang em acção, os mafiosos de lacinho ao pescoço e farpela domingueira, como se tivessem saído de um filme do António Silva ou de uma revista do Bordalo. Ou talvez, melhor ainda, assim como uns sucedâneos do Dâmaso Salcede do Eça, emproados e oleosos, com gestos falsamente elegntes e pose saloia.
Não sei porque carga de água um gang que pretende intimidar e dar-se ao respeito, vai escolher um nome destes. É ridículo. Dá, às vítimas, vontade de rir!
Tenham lá paciência, tudo menos "aperta o papo"! Só mesmo os portugueses, que não têm jeito para a violência (a não ser a caseira, bem regada a bagaço). Assim não metem medo a ninguém...

publicado por Ana Vidal às 18:37
link do post
9 comentários:
De ana vidal a 11 de Novembro de 2007 às 19:44
Tudo esclarecido, Roxy.
No problem.
De roxy a 11 de Novembro de 2007 às 18:41
Agora é que eu me sinto rídiculo, o facto de ter vivido muitos anos entre
duas culturas leva-me frequentemente a ter estes lapsos de compreensão da ortografia,agradeço o seu comentário.
De ana vidal a 11 de Novembro de 2007 às 15:54
Valha-me Deus, Roxy, agora é que não me percebeu mesmo: o nome ridículo é o do gang, não o seu. Não vejo porque é que Roxy havia de ser um nome ridículo! A mim também me lembrou logo os Roxy Music, de quem gosto muito. Quando digo "tal como parece ter acontecido consigo", o que quero dizer é que também você achou o nome "Aperta o papo" ridículo, como diz no seu primeiro comentário.
Entendidos, espero. E volte sempre, será muito bem vindo.
De roxy a 11 de Novembro de 2007 às 15:19
constato que o bom humor não falta neste blog,o bom gosto musical também não,para terminar e voltar para o meu silêncio habitual,considero como a sra,que Roxy é um nome um pouquinho rídiculo,mas as paixões são sempre factores desiquilibrantes,neste caso a paixão pela música,pela soul pelo blues, pela musica americana das últimas décadas,ROXY é sinónimo de resistência em New York,é uma das últimas casas de música ao vivo por onde passaram os grandes nomes da música ,estou a houvir OTIS REDING ,já me sinto melhor,beijinhos.
De ana vidal a 11 de Novembro de 2007 às 00:42
JG, acho que me percebeste...
De ana vidal a 11 de Novembro de 2007 às 00:40
Roxy, não achei nem acho graça a facínoras. Mesmo que os crimes cometidos fossem menores, não lhes acharia a menor graça. Achei apenas, como parece ter acontecido consigo, que tinham escolhido um nome ridículo. E às vezes a única arma que têm os indefesos, perante essas bestas, é ridicularizá-las. Só isso.
De JG a 11 de Novembro de 2007 às 00:37
Assim sendo, como este teste apareceu, vou repetir:

Terrível, terrível é o gang "Apertó gasganete".

O Sr. Roxy é que não sabe, mas esses é que à mais de 10 anos andam a aterrorizar Lisboa inteirinha. Os "Apertó Papo" são meninos de coro comparados com eles. Fora de brencadêras.
De JG a 11 de Novembro de 2007 às 00:30
Fiz aqui um comentário. Não apareceu. Este é de teste. Pode ir para o lixo.
De roxy a 11 de Novembro de 2007 às 00:15
Descobri o seu blog através do seu post sobre os aperta o papo,não costumo escrever em blogs mas a este não resesti em esclarece-la do seguinte esse gang ao qual achou piada,são um grupo de fascinoras que aterrorizam a noite Lisboeta á mais de 10 anos isto com cumplicidade da policia,tem no seu curriculo os piores crimes que um ser humano pode cometer,ou seja assassinatos,trafico de mulheres,que espacavam quase até á morte e isto em plena via publica,
algumas ficaram com sequelas para o resto da vida,extorção,os proprietários das casas da noite viviam em permanente terror porque sabiam que não tinham ninguém que os protegese,pois durante anos a policia nunca levantou a mão contra
eles,o cabecilha está em liberdade
e vai provavelmente continuar na sua senda criminosa,mas o nome continua ser ridiculo.mas não dá ás vitimas vontade de rir

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds