Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Sou sincera

Rita Ferro

 

Aroma a ruína 

 


 

O perfume Clive Christian's honrou-se este ano com uma edição limitada a cinco frascos - cinco -  feitos de cristal Baccarat e de gargalos cravejados de diamantes. 

Tão superlativamente chique que até baptizaram a edição: Imperial Majesty. Custa a ninharia de 35 MIL CONTOS. Fizeram-se cinco, venderam-se três. A marca é discreta e não revelou o nome dos compradores. Pudera! Eram executados no dia seguinte pelo Sindicato do Terceiro Mundo. Cheira-me é que o cheiro desta fragância - desculpem, deu jeito o pleonasmo - deve ser uma questão preety irrelevant, mesmo for those who can afford it. Para pindéricos como nós, então, é para nem cheirar.     

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 10:00
link do post
23 comentários:
De mike a 30 de Setembro de 2009 às 10:20
Sou sincero, Rita: mesmo que fosse multimilionário jamais pagaria 35 mil contos por um perfume, ou pelo frasco, ou o que quer que seja. Continuaria a usar o meu Marc Jacobs. 35 mil contos custa um Porsche Carrera turbo, caramba! Não será tão chique, mas é um t... (isso mesmo que os brasileiros dizem) ;)
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 13:04
Mas cheira a escape. (Aqui com duplo sentido, claro :-))
De mike a 30 de Setembro de 2009 às 20:23
eh eh eh... :)
De marie tourvel a 30 de Setembro de 2009 às 19:29
Com 35 mil pilas não dá pra comprar um Porsche aqui no Bananão. Sabe como é? Imposto pro Apedeuta governar e roubar e tal. Mas é um t... mesmo, Mike. :)))))
Quanto ao perfume, prefiro ficar com meu eterno cheirinho de banho. Tomo 3 por dia e dispenso o perfume. ;) Diamantes, cristal? Não faz minha cabeça. Prefiro viajar (coisa de terceiromundista mesmo) :))))

Beijos a todos
De mike a 30 de Setembro de 2009 às 20:26
Então ninguém teve coragem de lhe dizer que pila é pinto aqui em Portugal? (gargalhada)
De marie tourvel a 1 de Outubro de 2009 às 11:53
Juro que não. hahahahaha. Que vergonha!
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 23:33
Ah, o cheirinho a banho acabado de temar, indestronável!
De luis eme a 30 de Setembro de 2009 às 11:09
sempre tão bem informada e irónica, como convém a uma escritora, que também gosta de falar de costumes.

não é Rita?
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 13:06
E também como consumidora sempre rendida ao raro e ao novo, até nisto incoerente e contraditória :-))
De patti a 30 de Setembro de 2009 às 11:15
Olá Rita,

Seria excelente que esse lucro fosse empregue num projecto como o da Earth Water (http://ruiperez.wordpress.com/2009/04/28/earth-water-chega-a-portugal/)

Seria uma promoção muito mais realista, actual,virada para os outros, apesar de a solidariedade na prática ser muito relativa, ao contrário da teórica.

Ah e com valores destes por um exclusivo frasco de perfume, prefiro seguir na pinderiquice.
Beijinhos Rita.
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 13:08
Obrigada, Patty, vou espreitar o link :-)) Mas desde já lhe digo que concordo!
De João Paulo Cardoso a 30 de Setembro de 2009 às 12:21
Pressupondo que o perfume dê para umas 70 gotas bem contadas, vertidas delicadamente na vertigem sedutora de um colo ou na aconchegante doçura de uma nuca, é caso para exigir de um nariz masculino que se detenha, conhecedor e elogioso, nesses perfumados e milionários centímetros de pele.

"Ah, gostas do meu perfume, seu sacana? Espero bem que sim e que deixes a tua penca aí a marinar, porque só aí estão 500 contos!!"

"Sério?
Do meu cartão de crédito?"

"Não.
Do cartão do meu marido."

"Safada!!
Como cheiram bem os podres da tua vida!"

Beijos, Rita.
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 13:09
Eh, lá! Mas que grande história nos contas aqui, JPC :-))
De Margarida a 30 de Setembro de 2009 às 13:08
... havia outro..., escapa-se-me agora o nome, mas havia. E foi comprado por um cançonetista (sem querer faltar à verdade, mas arriscando muito, creio que o 'Prince') e um desportista daqueles de topo (tipo do basquete) e etc..,.
Pasmo com quem engendra a coisa, talvez mais do que quem vai atrás dela.
É inaudito, de facto, com tanto ser humno a morrer à míngua do básico e tanto animal a sofrer sem o essencial.
É aqui, nestes pontinhos cardeais que tanto encandeiam quanto ferem, que se coloca a magna questão: existe um deus? e um juízo final' ? Não para 'vingança', mas para 'justiça'.
Simples: "vê o que fizeste; recebe o que te foi negado. E pacifiquem-se todos."

...às vezes dói imenso viver.
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 13:12
Em suma, Margarida: o mais lodacento e nauseabundo perfume do Mundo :-))
De Anónimo a 30 de Setembro de 2009 às 22:22
«Aroma a ruína» ou a petróleo?
Aposto que pelo menos um dos três frascos terá sido comprado no Harrods por uma mulher vestida de negro, coberta até aos pés, a cara tapada, que não sabe falar outra língua além do árabe e por isso vai às compras acompanhada pela empregada filipina. Há dois anos 90% dos efectivos compradores que por lá vi eram assim...
De rita ferro a 30 de Setembro de 2009 às 23:34
Hummmm... Harrods? Não me parece. Upa, upa, puxadote :-))
De Anónimo a 30 de Setembro de 2009 às 23:46
Para mim uma visita ao Harrods é mais ou menos o mesmo que uma ida ao Jardim Zoológico, com a diferença que ali o bicho sou eu. E no fim, para disfarçar, sempre posso comprar uns pacotes de Earl Grey por um preço mais ou menos módico... :-))
De rita ferro a 1 de Outubro de 2009 às 12:11
Para isso não precisa de viajar até Londres, o chá, mesmo Earl Grey, ainda é baratinho...
De Luísa a 1 de Outubro de 2009 às 01:09
Também penso que o perfume não é ali o que interessa, Rita. O perfume é o pretexto para a concepção de uma jóia… que só não sei como possa realizar a sua função de jóia e ser usada em público, como todas as jóias. Mas quem a comprou há-de saber. O caso não me parece mais chocante do que o dos que gastam milhares em «Porsches» ou «Ferraris» ou até meras centenas em gadgets, cuja única utilidade é garantir estatuto. As despesas em luxos e coisas supérfluas podem sempre ser vistas como uma ofensa à pobreza.
P.S.1: Mas talvez estejamos a ignorar o reverso da medalha, que é a manutenção das empresas que os(as) fabricam e dos respectivos postos de trabalho.
P.S.2: Então só hoje se anuncia um blogue que já está em laboração há quase uma semana? Estou indignada! ;-D
De mike a 1 de Outubro de 2009 às 01:26
Hom'essa!!... querem ver? A Luísa a comparar Porsches e Ferraris com um frasco que tem dentro aroma sabe-se lá de quê... (risada)
De rita ferro a 1 de Outubro de 2009 às 12:21
Mas há uma ameaça que ainda me choca mais, Luísa, do que este perfume custar o que custa, os políticos de esquerda andarem de bmw, ou as beatas, nas igrejas, essa cortina de ferro que separa os fiéis dos padres, serem frequentemente cruéis para quem procura consolo: é a de perdermos a espontaneidade no auxílio, por sabermos as ONG's, por vezes, infestadas de gente desonesta! Hoje em dia, não sei se já reparou, ou damos esmola por medo de que o pedinte nos espete uma faca, ou a darmos de formas recomendadas, mas sem certeza nenhuma de chegarem ao destino! Que raio de século mais torturado, o nosso! Nunca foi tão difícil ser humano!
De Raúl Mesquita a 2 de Outubro de 2009 às 00:48
Rita, mais vale tarde...

1º- Perfume, concordo com a Luísa, frasco de perfume ou Ferrari, qual é a diferença? Só serve ao próprio, especialmente pela falta de low key para com os outros..., na indecente compra desses outros , que, poor souls , se deixam ofuscar.

2º - Aqui, Rita concordo contigo: O Harrods já foi, agora é museu para ser fotografado. O Harvey Nicks , talvez, mas, seguramente, na Sloane Street .

3º Bjs e até logo ou aqui ou ali (no outro). Raúl.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds