Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

Ideias à Solta

Manuel Fragoso de Almeida

 

Bem, hoje vou aligeirar um pouco este meu contributo e, apesar de já estarmos no período pós férias, vou andar um bocadinho para trás para vos deixar, passando a publicidade, dois sítios onde recomendo a vossa presença para um agradável jantar.

 

Caso vão ou voltem ao Algarve, entretanto…

 

Bom, antes do mais, eu gosto muito de praia, daqueles dias quentes em que passo o dia na praia, e depois “regresso a terra” para um petisquinho retemperador.

 

Prefiro as praias menos populosas, e portanto dispenso o terrível mês de Agosto, nas mais frequentadas. Se tiver um toque selvagem tanto melhor, se adicionar qualquer outro aspecto típico, acolhedor, humanamente diferente, estamos lá…

 

Pela descrição, facilmente concluirão que sou fã de Cacela-a-Velha. Bom, para não me estender muito na prosa, aqui fica a primeira recomendação: Casa Azul. É uma casa logo na entrada da povoação, do lado direito, que já foi a casa de família da dona e agora é um bar-restaurante excelente. Mantém o ambiente familiar, a decoração é gostosa contribuindo para a proximidade das culturas marroquina e portuguesa, muitas vezes expondo pintura de diversos autores.

 

Em baixo é o barzinho para o petisco, em cima é um moderno pátio algarvio em tons de azul, que é transcendente para um fim de dia quente, sem vento, com um luar luminoso, e com o prazer duma doce companhia e de um tinto a condizer. Enfim…

 

Bom, passemos à minha segunda recomendação: Chá com Água Salgada.

 

Não lembraria a ninguém, não é? Pois, mas neste caso é melhor mesmo fixar. Fica na areia da praia da Manta Rota e tem todas as condições para satisfazer o cliente mais exigente.

 

A ementa é requintada, com base obviamente no bom peixinho, e a simpatia é grande. Ideia tornada realidade por um jovem casal de arquitectos, que se recusou a ter filhos sob o permanente stress da cidade de Lisboa e que nos oferece agora boa cozinha e muita simpatia…

O cozinheiro - amigo do casal - é um mestre, e se acrescentar que ficamos numa varandinha sobre a areia, com uma luz discreta e o fim de tarde no horizonte… bem… 

 

Aqui fica, um fecho de férias com recomendações para qualquer altura do ano. Afinal estamos no Algarve, onde quase sempre há praia. Pelo menos para os indefectíveis da areia…

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 10:00
link do post
14 comentários:
De rita ferro a 14 de Setembro de 2009 às 10:27
Adoro Cacela e Manta Rota, estou lá caída na primeira oportunidade! Obrigada pela pista, fornecida com um mood aliciante... Beijos!
De Manecas a 14 de Setembro de 2009 às 14:57
Se precisar de apresentação prévia, pois cá estamos...!

Bjs
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2009 às 11:49
Não sou grande fã do Algarve (a não ser fora de época), mas tu escolheste a dedo os melhores locais, Manecas.
Espero que tenhas aproveitado ao máximo esse "fim de dia quente, sem vento, com um luar luminoso, e com o prazer duma doce companhia e de um tinto a condizer"... está lá tudo o que é preciso, não é?

Um beijo!
De Manecas a 14 de Setembro de 2009 às 14:55
Este Algarve vale a pena, e depois sabes há sempre uma recomendação de um amigo, a memória de outro alguém...

E lá está aberta mais uma porta, que deriva num novo laço...etc...

Acho que tenho este desígnio...mesmo quando passam os anos...é como se fosse ontem (como tu bem sabes...)

Beijinhos miudinha!
De Manecas a 14 de Setembro de 2009 às 15:02
...E ainda por cima...estava a comemorar a notícia da vinda de mais um neto...daí o tinto, um "Tia Ermelinda"...
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2009 às 15:58
Pois sei, pois sei.
Bem escolhido, o Ermelinda.
E MUITOS PARABÉNS!!!!!
:-)
De lord broken pottery a 14 de Setembro de 2009 às 16:59
Ana,
Já estava com saudade, não lia você desde que saiu em férias. Também gosto muito de praia e de mar, embora implique com as areias. Os mares ficariam mais bonitos se azulejados com azulejos portugueses. Além de mais limpos e cômodos, é claro.
Beijo grande
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2009 às 18:02
Já voltámos em força, milord.
E já lá vou espreitar a tua casa, a ver se também há rentrée por lá. Tudo bem com vc?
Um beijo, amigo.
De Luísa a 14 de Setembro de 2009 às 23:31
Manecas, como a Ana, não sou grande fã do Algarve, mas sou-o da noite e dos bons jantares. Por isso, fico à espera que vá subindo a costa e nos dê indicações de boas casas cá para as bandas de onde o Atlântico é mais feroz. ;-)
De Manecas a 15 de Setembro de 2009 às 13:19
É preciso não ver só o Algarve cheio de turistas e dizimado pela construção...Perde-se algumas coisas boas!

Mas posso, se a Ana permitir, ir deixando dicas sobre bons sítios para comer ao longo deste país único na gastronomia, e nas pessoas que nos acolhem...

Posso Ana?

Bjs
De Ana Vidal a 16 de Setembro de 2009 às 00:45
Se podes? Não só podes como deves, Manecas. Venham de lá essas dicas gastronómicas, que são sempre bem-vindas!
De meunikaki a 15 de Setembro de 2009 às 09:00
Onde é que fica o Algarve? Acho que vou ter que comprar um gps para lá chegar... só lá vou em trabalho, à média do 0,2 vezes por ano, mais décima menos décima, e nunca no verão.
As memórias (de verão) que tenho são de há quase 30 anos, deve ser de outro mundo e já era mau então, e como nunca gostei nem de águas quentes nem de águas paradas... não me atrai.
Não digam isto aos hoteleiros e restauradores locais!
De Manecas a 15 de Setembro de 2009 às 13:22
Bom, talvez tenha de reabilitar o Algarve que ainda vale a pena...Sobretudo para quem gosta de praia (sempre) e descobre os refúgios adequados e sossegados...
De meunikaki a 15 de Setembro de 2009 às 15:56
Já me estou a ver no Algarve algures entre Setembro e Maio para descobrir "os refúgios adequados e sossegados", seja na praia, seja na serra, de que todos se esquecem (até eu) mas onde, ao que oiço, existem refúgios igualmente adequados e sossegados. Está-se sempre a aprender :-)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds