Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Que las hay, las hay...

Não vou comentar a história em si, já que tem tido nos media cobertura mais do que suficiente e até excessiva, quanto a mim. É um caso triste de espalhafato mediático sobre um homicídio doméstico, alegadamente cometido por uma figura do jet set nacional (se é que isso existe por cá...), como lhe têm chamado as "revistas do coração". Erradamente, ainda por cima, porque esta pessoa era absolutamente desconhecida nesses meios não fosse o envolvimento, mais ou menos escandaloso, com outra figura dos mentideros portugueses: o inenarrável José Castelo Branco.
Apenas chamo a atenção para uma espantosa coincidência (ou será gralha do jornal?) que encontrei ao ler a notícia do Sol: o advogado de acusação - Paulo Cruz - tem exactamente o mesmo nome que a vítima, marido da acusada!! A ser verdade, é um caso invulgar daquilo a que costumamos chamar "ironia do destino"...
Adenda: Parece que era mesmo gralha, afinal.
publicado por Ana Vidal às 14:34
link do post
5 comentários:
De av a 8 de Abril de 2008 às 23:00
Jet três, quando muito...
De MariaV a 8 de Abril de 2008 às 19:44
Alguém viu uma carta da criatura publicada a semana passada na Lux? Vale a pena: uma letra horrível, pontuação completamente mal feita, português macarrónico... Jet set???
Bjs
De av a 8 de Abril de 2008 às 17:33
Paulo,
Não só se prestam a trocadilhos como são muito apropriados, no caso... não consegui abrir a notícia do CM, mas também achei que era coincidência a mais!
Quanto a si, não se preocupe. Calculo que não faça parte deste "jet set"...
Bjo
De O Réprobo a 8 de Abril de 2008 às 17:10
Querida Ana,
parece que foi engano, apesar de estes apelids de Cruz e dores se prestarem a trocadilhos. Ora veja aqui o nome do asvogado
www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=B51E9512-698C-4930-B1A4-E40D4318836A&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010
O pior é que, como os dois cúmplices também têm Paulo nos nomes, até eu já me sinto um tanto inquieto...
Beijinho
De filomeno a 16 de Abril de 2008 às 20:31
Haberlas haylas......

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds