Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Parabéns (atrasados)...

 

À nossa Luísa, que fez anos ontem!

 

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 15:10
link do post
21 comentários:
De Luísa a 30 de Junho de 2009 às 15:37
Querida Ana, muito obrigada por me ter roubado (e tanto!) nas velas. ;-D
De Ana Vidal a 30 de Junho de 2009 às 15:59
É para compensar o atraso, Luísa... ;-)
De Margarida a 30 de Junho de 2009 às 16:49
Adoooro aniversários!! (dos outros)
Há bolo? (perguntinha sacramental...)

Muitos beijinhos à aniversariante: 'X' anos + 1 dia!
De Manecas a 30 de Junho de 2009 às 17:54
Aqui ficam os meus beijinhos de parabéns , a quem tem, não só a paciência de me ler com regularidade, como, ainda por cima, de emitir sempre doutos comentário, nada condizentes com a simplicidade da escrita.

Beijinhos e muitas felicidades Luísa !!!
De marie tourvel a 30 de Junho de 2009 às 18:03
Parabéns, Luísa, querida. Felicidades pra você.
Moça inteligente e maravilhosa.

Beijos!
De Rita Ferro a 30 de Junho de 2009 às 19:22
Parabéns querida Luísa! Cheguei de fora e só agora soube! Já estou a afiambrar as sandálias abertas! Antecipe-nos emoções do que vai ser o jantar logo à noite! Viva!!!
De José António Barreiros a 30 de Junho de 2009 às 22:42
Vindo das profundezas silenciosas do mutismo cibernáutico, aqui estou: parabéns Luísa! Recolho periscópio e regresso às vinte mil léguas submarinas.
De GJ a 30 de Junho de 2009 às 22:47
Querida Luísa, muitos parabéns com fotografias à mistura e velas para apagar.
Beijinho
De mike a 30 de Junho de 2009 às 23:36
Parabéns à Luísa!!! Onde é o jantar? :O
De imprevistoseacasos a 1 de Julho de 2009 às 10:37
Parabéns Luísa! Vale mais tarde do que nunca, certo? :)
Beijinhos da Fernanda
De Luísa a 1 de Julho de 2009 às 14:03
Meus caros Amigos, há uma cena num dos livros do Astérix que me vem sempre à memória em certas circunstâncias. A meio de uma viagem, o nosso herói e o seu companheiro Obélix entram numa «auberge» para jantar. A casa chama-se, prometedoramente, «Le rieur sanglier». Mas quando lhes servem umas discretas costeletas de javali, o Obélix exclama, indignado: «Le rieur sanglier? Je ne vois pas de quoi rire!». Pois eu, no quase invariavelmente «risonho» dia de S. Pedro e S. Paulo, também nunca vejo de que rir. Mas vi desta vez, graças à vossa atenção e imensa simpatia. Obrigada. :-)
P.S.: Infelizmente, não fiz bolo, nem jantar porque, desde que perfiz os cinquenta que só festejo meios séculos. ;-D
De Rita Ferro a 1 de Julho de 2009 às 14:12
Isso era dantes, Luísa! Agora vai ter que nos aturar ano após ano, e, se nos provoca, passa a ser todos os meses, ouviu?

Tome a versão católica:

Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida!

Que Jesus abençoe
Essa nossa oração
Que Maria te guarde
Dentro do coração.

Tome a versão evangélica:

Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida!


Com Deus ao seu lado
Num novo porvir
Que a vida lhe seja
Um eterno sorrir

Tome a minha versão:

Parabéns e Paramales conte com estes anormales!

Beijos!
De Margarida a 1 de Julho de 2009 às 14:24
Este estupendíssimo espírito deveria ser traduzido em milagrosas pastilhinhas para os desvalidos do humor...
Ai que as comprava todas!
Exemplar, excelsa Rita (vénia)...
De Luísa a 1 de Julho de 2009 às 23:16
Rita, fazendo minhas as palavras da Margarida, «tomo», decididamente, a sua versão. :-D
De Rita Ferro a 2 de Julho de 2009 às 14:25
Olha que querida, Margarida, aceite um obrigada sentido!
De Margarida a 2 de Julho de 2009 às 14:29







De GJ a 1 de Julho de 2009 às 15:35
Bem vinda aos cinquenta. Tem é de esperar pelos 54...
E o que acontece aos 54? Hum....tanta coisa:)))
De Ana Vidal a 1 de Julho de 2009 às 16:07
Ora, Luísa. A vida não começará aos 50, mas lá que ganha outra descontracção, isso ganha!

Respire fundo e atire-se de mergulho.

Mais um beijo
De Luísa a 1 de Julho de 2009 às 23:26
Mas os cinquenta já lá vão, minhas queridas GJ e Ana. Quanto à «tanta coisa» que acontece aos cinquenta e quatro, vou esperar para ver, GJ…
(Nota emitida «em surdina»: mas que tipo de coisas?) ;-D
De Ana Vidal a 1 de Julho de 2009 às 23:37
TODO o tipo de coisas, Luísa. Ou seja, todo o tipo que quiser que elas sejam... ;-)
De Rita Ferro a 2 de Julho de 2009 às 14:26
É a minha idade, GJ! 'Bora traficar experiências??? LOL

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds