Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

ADN problemático

 

Já é suficientemente injusto que a morte de Farrah Fawcett, também ela um ícone da minha juventude - o romance com Ryan O'Neill, na vida real, derretia corações - tenha sido quase completamente condenada ao ostracismo pelo maior mediatismo de outra morte no mesmo dia, a de Michael Jackson. Pior do que isto, só a notícia que a Globo publica, que nos dá conta de que a actriz era "filha de uma dona de casa e de um petroleiro". (!!!) Seria cómico, se o assunto não fosse triste. Dando de barato que a palavra "petroleiro" seja aplicável a pessoas, no Brasil, registo mentalmente mais um argumento para a minha longa lista contra o famigerado acordo ortográfico.

 

E aproveito para deixar aqui a minha homenagem a Farrah Fawcett, um anjo (de Charlie) que muito provavelmente assumiu o estatuto, ao fim de tantos anos.

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 17:48
link do post
17 comentários:
De rocha a 26 de Junho de 2009 às 18:01
E que quer dizer petroleiro?? quem trabalha no petróleo é isso???
E quem da minha geração não chorou no Love Story ?? Quem não cantou " When do i begin....." e quem não teve , não quis ter, um cabelo como o da farrah??? Quem acharia que o cancro entra e corrói estes ícones da nossa fantasia??? Helas.......São reais afinal.
Fairwell Farrah...............
Yours
Rock
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 18:10
No Love Story era a Ali Mcgraw, mas na vida real era a Farrah... e nós invejávamos as duas!

E que me dizes desta coisa do "petroleiro", tu que viveste no Brasil, Rocha? (a propósito, onde andas tu neste momento???) LOL ;-)
De rocha a 26 de Junho de 2009 às 18:15
"gazetei"
LOL
Rocha
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 18:22
Olha, sendo assim vou-me pirar também... :-)
De Anjo vermelho a 26 de Junho de 2009 às 18:36
Descanse em paz grande atriz e guerreira.

^^
ela voa sobre nos agora.

beijos de anjo.
bom fds!
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 23:31
Obrigada, Anjo Vermelho.
Bom fds também para si.
De GJ a 26 de Junho de 2009 às 20:07
Também pensei e comentei hoje com uma amiga, as coincidências da vida. O Ryan O'Neill que se tornou famoso no Love Story, um filme que lidava com a leucemia. Um tema arrojado para uma época em que a palavra cancro não se dizia em voz alta. E vive o mesmo problema na vida real.
Vamos ver se faz alguma Fundação ou se dedica a outra causa humanitária.
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 23:36
É verdade, GJ. Ironias da vida. Uma fundação? É possivel, sim.
De ritz_on_the_rocks a 26 de Junho de 2009 às 21:39
eu acredito na vida depois da morte... mas confesso que para mim ...já são demais esta semana ...
vou recolher-me ... e reflectir um pouco ...

bjs
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 23:38
:-) Este comentário só podia ser teu, Ginja!
De ritz_on_the_rocks a 27 de Junho de 2009 às 16:29
...porquê?????
sou a única que acredito na vida depois da morte ou a única que precisa de reflectir?
ah ah ah
lol
De dulce a 26 de Junho de 2009 às 23:20
Ah os preambulos desta nossa lingua!!
Sem querer dizer que o pai da também minha ícone de juventude era um incendiário, mas simplesmente justificando que o termo pode ser sim usado, inclusive em Portugal para se adjetivar pessoas, leia isto:

Dicionário Priberam da Língua Portuguesa



Página Principal | Sobre o dicionário | Como consultar | Abreviaturas | Gramática | Downloads | Ligações Úteis
Acordo Ortográfico: Antes Depois

Pesquisar nas definições



petroleiro | adj. | s. m.



petroleiro
adj.
adj.
1. Relativo a petróleo.
s. m.
2. Navio de carga construído para o transporte a granel de cargas líquidas de natureza inflamável. (Também se diz navio-cisterna.)
3. Pessoa que se serve do petróleo para incendiar.
4. Por ext. Revolucionário, anarquista.


Bjs
Dulce

De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 23:30
Obrigada pela explicação, Dulce. Esse significado do ponto 3. nunca me teria ocorrido, confesso. Quando muito, alguém que trabalhe com petróleo...
De dulce a 27 de Junho de 2009 às 00:11
Disponha:))
Adorei a "NOTONA" sobre ELA e a "notinha" sobre ele!!
bjs
Dulce
De mike a 27 de Junho de 2009 às 14:20
Shiii, Ana, outra personagem que me passa completamente ao lado. Como pessoa e como actriz.
De Ana Vidal a 27 de Junho de 2009 às 15:51
Nunca foi uma grande actriz, Mike. Foi, sim, um ícone de beleza dos anos 70. E uma mulher de coragem nos últimos anos de vida, activa e generosa.
De Dulce a 27 de Junho de 2009 às 16:07
Mike
Ela pode lhe ter passado desapercebida, mas acredito que muitas com o mesmo corte de cabelo não:)) Como atriz a Ana já disse tudo.
Bjs
Dulce

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds