Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Semibreves

Ana Vidal

 

 

Nibelle et Baudouin (não sei se o nome é verdadeiro, mas esse pormenor não interessa muito para o caso) é uma antiquária francesa que fez um blogue na Blogspot, tal como milhões de outros utilizadores. Chamou-lhe Femme, Femme, Femme, povoou-o de obras de arte e de boa música clássica - tudo de um bom gosto absolutamente inatacável - e definiu-o (aproveitando para definir-se também) com estas palavras:

 

"Consultant en antiquités et passionné d'arts. J'ai en particulier choisi de mettre en lumière les peintres connus et moins connus ainsi que d'autres artistes dans un registre inhabituel qui est la femme. Qu'on ne s'y trompe pas! Ce blog, qui s'adresse aux amateurs d'arts, a pour usage de servir de guide simple pour vous orienter vers d'autres liens afin d'enrichir votre connaissance sur les oeuvres des artistes cités."

 

 

Acontece que houve alguém que - por puro moralismo saloio ou por uma qualquer vingança pessoal - "denunciou" o blogue como tendo conteúdos menos próprios, certamente os quadros de nu integral. Esta ferramenta da Blogspot permite a qualquer pessoa classificar um blogue e fazer com que ele fique codificado, com um bem visível Aviso sobre conteúdos que diz, entre outras coisas: Alguns dos leitores deste blogue contactaram o Google porque acham que o conteúdo do mesmo é reprovável. Depois de ler o aviso, somos convidados a escolher um de dois caminhos sugeridos: Compreendo e pretendo continuar ou Não pretendo continuar. Imagino que muitos eventuais leitores não seguirão em frente, desinteressados ou temendo o choque.

 

Nibelle et Baudouin reclamou para a Blogspot, indignada. Com toda a razão. Mas não teve sorte nenhuma: depois de várias tentativas, todas frustradas, viu-se obrigada a emigrar para outra plataforma (a Wordpress, no caso) e levou consigo o seu excelente blogue. Está agora neste endereço, onde continua a deliciar os seus leitores com obras de arte e boa música.

 

Tudo isto para dar-vos conta de um caso de claro abuso de um poder perverso, ao alcance de todos: o de interferir na vida de desconhecidos, incomodando e criando problemas, por pura maldade ou estreiteza de horizontes. A blogosfera é um mundo virtual, mas feito de e por gente real. E a gente real comporta-se aqui como em qualquer outro lado: com os seus defeitos e qualidades, com a sua grandeza e a sua mesquinhez. Sem que isso lhe traga grandes consequências, alguém mal intencionado pode meter-se em casa alheia e alterar as regras do jogo.  É fácil, é barato e dá (presumo) milhões de pérfido prazer.

 

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 09:30
link do post
27 comentários:
De meunikaki a 25 de Junho de 2009 às 12:52
Não é difícil censurar qualquer site que mostre "qualquer coisa" abaixo do pescoço e acima dos tornozelos, seja essa "qualquer coisa" em pedra, pintura, fotografia ou ao vivo; o comportamento mais cómodo é concordar: não concordar implica argumentar e isso é uma maçada para 99,99% da população mundial, em especial em países em que a permissão pode levar a pagamento de indemnizações aos "ofendidos" (EUA, por exemplo). Para não falar, na matéria em causa ou noutras quaisquer, perdoem-me, na ignorância cultural de muito boa gente (na qual me incluo, pois não sei tudo de tudo).
Hoje fiz um esforço: usei o corrector ortográfico e não foi necessário! É triste :-(
De Rita Ferro a 25 de Junho de 2009 às 17:17
Que pena, Polissilábico, começava a afeiçoar-me às suas fragilidades! Espero que a sua alma não tenha corrector, pois está muito bem assim, ouviu?
De meunikaki a 25 de Junho de 2009 às 17:22
A gaguês também pode dar nas mão (daí seguirá para os dedos -estranhos caminhos!-), chama-se, popularmente, "dança de S. Vito". Não fui visitar o Santo à Wikipedia, por exemplo, mas admito que lá conste algo sobre ele.
De Rita Ferro a 25 de Junho de 2009 às 17:37
Ahahahah!
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 18:37
É triste, não precisar do corrector? Pelo contrário, acho que é um bom sinal. Mas é uma ferramenta útil e não corrige o pensamento... porque não usá-lo? :-)
De GJ a 25 de Junho de 2009 às 13:11
O "Femme Femme Femme" é um dos espaços mais belos que anda pela blogosfera. Uma das minhas jóias em exposição. O que se pode aprender por ali é uma autêntica visista guiada pelos principais museus do mundo e a possiblidade de conhecer arte. Esse caso que já tem uns meses foi uma das patifarias de quem é ignorante e confunde obra de arte com pornografia barata.
É um espaço que tem a decência de permitir a publicação das imagens desde que se indique a referência e se registe.
Tenho passado este site a várias pessoas que gostam de arte.
De GJ a 25 de Junho de 2009 às 13:14
possibilidade, desculpem as gralhas num espaço bonito.
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 18:38
Também o conheço já há algum tempo, GJ. A classificação de imoral é inqualificável.
De Luísa a 25 de Junho de 2009 às 13:37
Ana, já encontrei esse aviso noutros blogues, em que, não obstante, entrei – porque eram recomendados – para me surpreender com a absoluta inocência dos conteúdos. Há coisas realmente lamentáveis. Este blogue, que agora nos indica, e por que já passei uma vista de olhos, exala bom gosto em todos os aspectos (incluindo o gráfico), as obras e autores estão identificados, não deixa a menor margem para confusões. A ignorância, que poderia explicar uma acção de censura no caso de uma imagem desgarrada ou isolada, já não pode explicá-la neste caso. Este só é, de facto, compreensível como acto de pura perversidade.
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 18:40
Acredito que tenha sido isso mesmo, Luísa, de contrário não vejo qualquer explicação lógica para o que aconteceu. A minha intenção foi dar a conhecer um espaço que merece ser visitado e que algumas pessoas talvez evitem, por não saberem da história.
De Rita Ferro a 25 de Junho de 2009 às 17:35
Ana, não conhecia o «Femme, F...», mas não é a primeira nem a segunda vez que esbarro com este dilema num blogue; e sabes qual tem sido a minha reacção? Não entrar, ou seja, desistir por pensar tratar-se de conteúdos pornográficos, para os quais não sinto a menor apetência. Vejo agora que o crivo pode obedecer a estes critérios histericamente puritanos. Obrigada pelo alerta, vejo que o Diácono Remédios arranjou trabalho depois de ser despedido da TV: anda os papeis por aqui, sem ter onde cair morto :-))
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 18:41
Pois é, foi por isso que falei aqui do caso.
Os blogues são espaços abertos e vulneráveis, prestam-se a intromissões e a perversidades destas.
De GJ a 25 de Junho de 2009 às 20:09
O RAA, fez logo um post de indignação quando isto aconteceu.
Eu continuei a entrar mesmo com o aviso porque já conhecia o site, mas acredito que esta seja a forma mais simples de cortar a palavra a qualquer um. Fez bem em falar, Ana.
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 20:28
Pois fez, é verdade, também li o post dele. E eu estava há que tempos para falar também no caso, com um lembrete para não me esquecer disso. Foi agora.
De Leitor atento a 25 de Junho de 2009 às 20:59
Há gente para tudo, realmente. Metem-se na vida dos outros e fazem estragos só pelo prazer de destabilizar. A net é um mundo perigoso nesse aspecto.
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2009 às 23:59
A net é um mundo perigoso e fascinante, simultaneamente. Como quase tudo na vida, leitor. :-)
De mike a 25 de Junho de 2009 às 23:09
Considerar o conteúdo do que vi reprovável é absurdo e vai para além de preverso. É doentio. E concordo contigo. É um excelente blog.
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 00:01
É mesmo, Mike. Ainda bem que gostaste.
De mike a 25 de Junho de 2009 às 23:52
Ah, esqueci-me de te dizer... a foto é fantástica. :)
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 00:02
Também gosto, e estava a ver que ninguém reparava na mudança! :-)
De mike a 26 de Junho de 2009 às 00:30
Devo estar a engajizar-me para reparar tanto nos detalhes... (risos)
De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 00:34
Só te fica bem! :-)
De ritz_on_the_rocks a 26 de Junho de 2009 às 09:17
Obrigada pela sugestão
bjs

De Ana Vidal a 26 de Junho de 2009 às 11:12
De nada, dona Ginja. Estamos aqui para servir VExa. :-)
De Ana Vidal a 27 de Junho de 2009 às 11:42
Beijo, Ritz.
De agenor a 27 de Junho de 2009 às 04:15
Se a Nibelle reclamou para a Blogspot e não teve sorte, é de culpar quem denunciou o conteúdo à Blogspot ou a própria Blogspot, por não ter verificado se a denúncia tinha ou não fundamento?
E por que é que acha que quem denunciou o conteúdo o fez por maldade ou estreiteza de vistas? Não pode ter sido apenas por achar que os conteúdos eram pornográficos? E não tem direito a ter essa opinião?
De Ana Vidal a 27 de Junho de 2009 às 11:47
É de culpar ambos, Agenor, mas é bem pior uma iniciativa individual consciente do que a aplicação de uma norma automática pela parte de um mecanismo pré-programado.

Porque acho? Porque só pode ter sido por uma dessas razões, ou pelas duas em simultâneo: o blogue não tem nada de pornográfico, objectivamente falando. E ainda que tenha direito a uma opinião estúpida e preconceituosa, já não tem o direito de agir segundo ela.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds