Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Lapsus Linguae

João Paulo Cardoso

 

 

Grande Mostra Portuguesa de Suspeitos à Mostra

 

Portugal é um tribunal à beira mar plantado, tantos são os casos mediáticos à espera de resolução.

 

Será que os pedófilos da Casa Pia vão ser castigados?

Houve marosca no caso Freeport?

Quantos se alambazaram no BPN?

 

Mais importante ainda:

Quem é que levou o pastel de nata que tinha aqui?

 

Aproximem-se.

Quero ver quem tem os cantos da boca lambuzados pelo creme, digo, pelo crime.

 

Por esta altura, com a chegada da "Playboy" portuguesa, esperava que Portugal fosse já "um país de peitos", mas não, é um país de suspeitos.

Vestidos dos pés à cabeça, não se mostram como vieram ao mundo, quanto mais o que têm feito nos últimos anos.

 

Suspeitos há muito, peitos à mostra só houve, até agora, dois pares, um da Mónica Sofia, outro da Cláudia Jacques.

Segue-se o par da menina Malhoa, ela própria suspeita de ter subornado o gerente de uma casa de tatuagens.

 

Ela já merecia ver criada uma comissão de inquérito, mais que não fosse para averiguar se o talento aparece, enfim, debaixo da roupa.

 

Já estou a ver o intrépido Nuno Melo, também ele um 'playboy', interrogar de forma dura, literalmente, a menina dos tattoos...

 

"Vai-me desculpar, senhora Malhoa, mas continuo a não ver onde escondeu o talento.

Se puder mostrar essa tatuagem aí ao fundo das costas...isso aí é o quê? Uma rosa?

Desculpe não se percebe bem... Se calhar convinha tirar essa roupinha... para que esta comissão fique... ann... esclarecida..."

 

E isto das suspeições, de espreitar por cima do ombro, de segredar até listas de compras, parecendo que não, pega-se mais depressa do que uma Gripe A depois de ir para a cama com uma mexicana de nariz a pingar...

 

Eu próprio, no momento em que escrevo estas linhas, não confio em metade das teclas do meu teclado.

Parece-me estranho ver os algarismos na mesma fileira e haver uma tecla que promove letras pequenas a grandes, assim à laia de pagamento de favores...

 

Estou a pensar entregar pessoalmente esta crónica à Ana Vidal.

 

É que isto do e-mail também tem muito que se lhe diga.

E se o Oliveira e Costa, o Charles Smith, a Kate McCann ou o Vale e Azevedo andam metidos nesta coisa da Internet?

 

Ana, encontramo-nos atrás da casa amarela, está bem?

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 10:43
link do post
19 comentários:
De Si a 29 de Maio de 2009 às 11:55
Também fiquei na dúvida.
Será que comento ou não?
Será que estou bem segura atrás deste monitor?
Será que me vão perseguir à pedrada, por ser infiel a uns minutinhos de trabalho que suspendi para vir ler este post?

Nááááá´.

A mim também não me apanham.

A gargalhada que dei no final deste post foi pura mentira, ilusão de óptica e campanha negra. Nunca, jamais, em tempo algum, seria capaz de ter este tipo de comportamento!!
De Rita F a 29 de Maio de 2009 às 12:09
João Paulo, cuidado!!! «Casa Amarela» é o CD infantil da Ivete Sangalo!! Ainda vão dizer que pertencem a uma rede suspeita sabe Deus de quê!!!! Esperem, Casa Branca também não convém... Casa Azul nem pensar que é hoje o museu da Frida Khalo, conhecida pelas suas ligações ao Trotsky, que... etc... Que tal Casa Verde, que é um tracional bairro de sambistas da cidade de São Paulo? Cês topam?
De Luísa a 30 de Maio de 2009 às 01:18
Casa Verde também acho suspeito, Rita. Pode ser confundida com o albergue de uns leões bravios (e bravos!), aí da nossa praça… ;-D
De Rita F a 30 de Maio de 2009 às 06:21
Ai, que me esqueci dessa, Luísa!! Mas entre leões vocês estão sempre bem, acreditem! Viva o Spooooooorting!!!
De Ana Vidal a 29 de Maio de 2009 às 12:47
Pssst, psst, JP! Ei!

Estou aqui escondida, incógnita, atrás da Casa de cor indefinida (é melhor assim), para te entregar este comentário anónimo ao teu post explosivo.

Passa por aqui como quem não quer a coisa e leva-o, mas não digas que me conheces, ok?

Beijo clandestino
De João Paulo Cardoso a 29 de Maio de 2009 às 13:54
Ó Ana, estou aqui na Casa, há mais de duas horas, meio perdido entre os artigos para o lar, e nem sinal de ti!!

Será que fiz confusão com a Loja do Gato Preto?

Hummmmm.... isto é tudo muito suspeito.
De Ana Vidal a 29 de Maio de 2009 às 16:38
Olha... não querem ver que me enganei e vim parar ao Freeport??
De ulisses a 29 de Maio de 2009 às 14:43
«Quem é que levou o pastel de nata que tinha aqui?»

Porque é que não pergunta a este senhor: http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=136236 ?

Vai ver que ele diz logo, mesmo que não faça ideia... :-)
De mike a 29 de Maio de 2009 às 16:24
A Ana levou-lhe o pastel de nata e escondeu-se atrás da Casa Amarela para o comer? É uma diabinha, essa miúda. Não se preocupe que o cremenoso volta sempre ao local do creme. Boas risadas dei com este post, JP. :)
De Ana Vidal a 29 de Maio de 2009 às 16:54
Este cremenoso está de dieta rigorosa... só volta a cometer um creme lá mais para o Verão! :-)
De mike a 30 de Maio de 2009 às 00:59
Lá mais para depois do Verão, queres tu dizer, cremenosa... ;)
De ritz_on_the_rocks a 29 de Maio de 2009 às 16:34
... bem divertido

Rita V.
De Luísa a 30 de Maio de 2009 às 01:31
Apreciei, João Paulo, a elegância dos seus caracteres (Times New Roman?), mas não li, não compreendi, não sei de que está a falar, não quero saber e detesto quem saiba. Por favor, NÃO ME COMPROMETA! ;-D
De João Paulo Cardoso a 30 de Maio de 2009 às 10:50
Olá a todos e grato por tanto e tão bom feed-back.

(embora longe de um post da Rita Ferro, publicado há umas duas semanas, que teve para aí 120 comentários. Raios!)

Sinto-me impelido para a craição de novos e melhores textos, assim espero.

Vamos por partes, para adulterar a contabilidade comentarista.

Se os Centros de Emprego, os políticos e as velhas com mais de 90 anos adulteram os números, também posso.
De João Paulo Cardoso a 30 de Maio de 2009 às 10:54
Rita F:

"..entre leões vocês estão sempre bem, acreditem! Viva o Spooooooorting!!!"

Minha cara, como se atreve?

Vir para aqui rugir um "Viva o Sporting"?

Impressionante.

Ele há cada um...

Deixe-me procurar aqui a lista de amizades virtuais e verá que agarrarei no seu nome para o chutar... para cima.
Praticamente até ao topo.

Bem haja.

Beijos.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds