Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Lapsus Linguae

João Paulo Cardoso

 

 

Frangos e Livros

Lisboa à tarde, entre feiras e montras ao sabor da crise.

 

A Nossa Senhora estava na margem sul, a minha senhora seguia para a margem norte, fácil de optar. Entre o que é de todos e o que é só meu, gosto de privilegiar a exclusividade.

 

O domingo meteorológico chocalhava o termómetro com brisas geladas e com bafos quentes, como que se aprestando para seleccionar os mais fracos, castigando-os com uma gripe sem direito a vogal em caixa alta, espera-se.

 

Almoço em família no Bonjardim, instituição da baixa, ali às Portas de Santo Antão, primeira casa a assar frangos no espeto em Lisboa e frango acabou por ser o almoço, recordando outros repastos 25 anos atrás.Faltou aferir a qualidade da mousse de chocolate, uma tradição gourmet (ou gulosa e alarve, segundo a perspectiva...) deste vosso projecto de badocha.

 

Pequena deambulação pelo Rossio e pela mostra Máscara Ibérica, cenários e sabores da península em destaque.Banho de bola em marketing, simpatia e originalidade para as representações espanholas.

O costume.

 

Destaque para as pouco conhecidas regiões da Cantábria e das Astúrias, estimulando a vontade de viajar mundo fora, assim a sorte milionária me bata à porta.


E depois a Feira do Livro, último dia da 79ª edição, com mais reticências do que pontos de exclamação.

 

A crise afasta entusiastas de sempre e curiosos de ocasião e não ajuda, de todo, o açambarcamento de praticamente toda a ala nascente pela Leya, com direito a circuito fechado, com seguranças à porta.

A rever em futuras edições.

 

O caminho de volta, sem livros no saco mas com dezenas de títulos ainda por ler em casa, fez-se com torpor e promessas de regresso, porque Lisboa continua a ser cidade branca, amada, desejada e motivo para peregrinações.

 

Inclusive da minha e da Nossa Senhora.

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 07:30
link do post
2 comentários:
De Luísa a 22 de Maio de 2009 às 13:56
Pois é por essas e por outras, João Paulo, que as minhas peregrinações dominicais pela «cidade branca, amada e desejada» evitam – como o diabo evita a cruz - o percurso em linha recta das Arcadas aos altos do Parque Eduardo VII. Esse percurso e as orlas ribeirinhas do Parque das Nações e do troço Alcântara-Belém são os pontos de concentração de turistas e «alfacinhas profundos», sempre em festa, ou em feira, e conseguem, definitivamente, mais do que a crise ou a ameaça de gripe com ou sem «vogal em caixa alta», afugentar entusiastas de qualquer outra espécie. ;-)
De José António Barreiros a 23 de Maio de 2009 às 08:10
«O caminho de volta», ainda que com livros, vindo da Feira do Livro, lembra-me as mãos vincadas, afogueadas, a asa dos sacos em plástico a afundarem-se nelas, ao peso da literatura, o tomar fôlego, arquejante , a meio da rampa, os olhos enrugados ante o holofote do sol, e a ideia vaga, difusa como hera a assenhorear-se das paredes húmidas da alma, que da próxima vou antes aos alfarrabistas, ao adelo, tudo menos o actual vistoso, como quem prefere uma vida com mulher velha onde sinta casa do que um instante com mulher nova em que pressinta quarto, apenas quarto.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds