Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Porque hoje é... LUNDO

 

Os meus actores favoritos:

 

António Silva

 

publicado por Ana Vidal às 00:30
link do post
8 comentários:
De Luísa a 4 de Maio de 2009 às 01:33
Este também é, sem dúvida, um dos meus actores favoritos! :-)
De Grande Jóia a 4 de Maio de 2009 às 02:00
Até nem custa começar a semana. Um grande actor que muito contribuiu para o cinema português.
De Margarida a 4 de Maio de 2009 às 08:43
Este cavalheiro é um daqueles que adoraria tivesse sido meu antepassado.
Um tio-avô, p.ex..
Um amor orgulhoso.
Não o tendo sido, 'adoptei-o', e as suas pantominices deliciosas são parte do meu mais grato imaginário emocional.
Evocação deliciosa, querida Ana.
De mike a 4 de Maio de 2009 às 16:26
Antes de mais quero dizer que é uma boa escolha, Ana. É curioso que quando penso em cinema português só me lembro de actores favoritos (este é um deles) e nunca em actrizes. :O
De Manecas a 4 de Maio de 2009 às 19:38
Excelente escolha!

O António Silva é um dos maiores actores mundiais, e só não é reconhecido porque na altura estavamos "orgulhosamente sós".

É uma lição de representação permanente, e habituei-me a observá-lo quando a fala não é a dele e mesmo assim continua a representar...

Beijinhos

PS - Mike, hoje convém não abusar...
De mike a 4 de Maio de 2009 às 21:03
Tem razão, Manecas. ;)
De Cristina Ribeiro a 4 de Maio de 2009 às 22:29
Do melhor, Ana...
De Ana Vidal a 5 de Maio de 2009 às 00:08
Hoje apeteceu-me homenagear um actor português, e o meu favorito é mesmo o António Silva. Consegue fazer-me rir sempre de piadas tão velhinhas que já as sei de cor, e isso não é para todos! E mais: consegue fazer-me rir mesmo quando está calado, só com as expressões da cara. Fantástico.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds