Domingo, 12 de Abril de 2009

Adivinhe quem vem jantar?

Luísa

 

É Domingo de Páscoa, tempo de festa e, para alguns também, de férias ou de evasão. Nós, por aqui, sentimo-nos tão optimistas, com essa Primavera que desponta nas copas floridas das árvores, na roda-viva dos pardais e na luz quente que inunda a cidade, e tão cheias de ânimo inovador, que decidimos fazer hoje uma mudança.

 

Assim, não teremos o nosso habitual jantar de cerimónia, mas antes um «lanche-ajantarado», que arrancará pelas cinco da tarde e poderá, se o quiserem os presentes, alongar-se até às cinco da manhã, numa conversa «de cerejas», amistosa e devidamente «assaisonnée» com as tradicionais especialidades da época. Não faltarão, naturalmente, o imprescindível folar de Chaves (não confundir com «Chávez»), bem recheado de carnes, os salgadinhos do costume, o pão-de-ló e as amêndoas, a incontornável «mousse» de chocolate da nossa anfitriã, um mundo de doces conventuais e, com o andar da noite, um caldo quente de legumes, um «carpaccio» de borrego, um «tagliatelle», uma salada e outros pequenos confortos de estômago, produzidos numa cozinha que manteremos em laboração contínua.

 

Quanto ao convidado, esperamos alguém muito especial. Quem é? Compete-lhe a si adivinhar. Informamos que é pessoa de grande simpatia e charme, inteligente, interventiva e dotada de um sentido de humor que nos encanta, ora subtil, ora brejeiro e malicioso, se as circunstâncias o recomendam; que é pessoa cujo bom senso admiramos e com cujas diferenças de opinião convivemos bem, porque sabe defendê-las sem no-las impor; que é pessoa que temos por responsável, vibrante, sensível aos males do país e do mundo, ávida de justiça e de poesia. Não estamos certas da idade; não conseguimos detalhar os traços visuais; talvez nem pudéssemos identificá-la na rua… ou talvez sim, porque os «beaux esprits» confundem a Lei de Newton, introduzindo um factor empático que redobra a atracção da matéria. Já adivinhou? Exactamente! É consigo mesmo que contamos para abrilhantar o nosso dia. O convite é virtual, é certo, mas feito com todo o gosto... apostando na imaginação sem limites!

 

 

Resta-nos, enfim, enquanto aguardamos as cinco horas e a gloriosa ordem de ataque ao folar, adiantar votos de que tenha um excelente Domingo de Páscoa!

 

 

publicado por Ana Vidal às 09:30
link do post
35 comentários:
De Luis Serpa a 12 de Abril de 2009 às 11:16
Desta vez não adivinhei quem é, Luísa, mas tenho imensa pena: é decerto um homem de sorte (ia escrever "é de sorte um homem decerto", mas não soa bem, pois não?). A fórmula do lanche ajantarado é a ideal, sem dúvida - e o menu de fazer crescer água na boca ao mais eremita dos ascetas.

Uma muito Boa Páscoa para si - com tal conviva e tal mesa não há de certeza alternativa.
De Luísa a 12 de Abril de 2009 às 12:58
Meu caro Luís, ou me fez a desfeita de não ler o «convite», ou é a modéstia que também cega. Uma excelente Páscoa – com uma tal anfitriã e um tal menu (eu andarei pelos «fundos», assegurando a laboração contínua dos fogões) não tem realmente alternativa! ;-)
De Luis Serpa a 12 de Abril de 2009 às 17:36
Luisa e Ana, antes de mais nada: :-). Depois de mais nada: obrigado.

PS - Aconselho uma djellabah de inverno para a noite e uma de verão para o dia, que as noites andam gélidas, as pobres.
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 01:43
Depois de tanto «nada», Luís, nós é que temos de agradecer a sua dupla visita. ;-D
De Ana Vidal a 12 de Abril de 2009 às 11:32
A mousse já está no ponto, Luísa, à espera de que cheguem os nossos convivas. A mesa está linda, de tão colorida, e até já petisquei alguns docinhos conventuais (não resisti). Como hoje os convidados são todos "da casa", vou vestir a jellabah com que recebo os amigos íntimos. Quer uma também, Luísa? :-)

Boa Páscoa a todos.
De Luísa a 12 de Abril de 2009 às 13:08
Quero, sim, Ana. Fazemos equipa - além de que doze horas de «mastigação» recomendam farpela muito solta. :-D
Junto aos seus os meus votos de Boa Páscoa para todos.
E um beijo especial para si, nossa querida e generosa anfitriã. :-)
De fugidia a 12 de Abril de 2009 às 12:11
Ah, já estou a salivar com a mousse e todas as outras iguarias: estarei, obviamente, presente! :-)

Uma excelente Páscoa, Luísa, Ana e demais visitantes da Porta
:-)
De Luísa a 12 de Abril de 2009 às 13:14
Claro que estará presente, Fugi! Era o que mais faltava, que a convidada não aparecesse e nos encantasse com a sua simpatia, a sua inteligência, o seu humor e a sua sensibilidade! Uma boa Páscoa. :-)
De JuliaML a 12 de Abril de 2009 às 14:03

coloquem aí um lugar no "escano" e como entrada uma espiga de milho untada com manteiga, depois de passada pelas brasas.

Feliz Páscoa a todos os convivas
De Luísa a 12 de Abril de 2009 às 14:55
Ordens cumpridas, Júlia. E aí temos uma receita que nunca experimentei: espiga na brasa com manteiga… com ou sem sal? ;-)
Boa Páscoa!
De Pedro Barbosa Pinto a 12 de Abril de 2009 às 15:04
A este não quero faltar… que bom Luísa! já me cresce água na boca e não penso no menu, porque sou rapaz para me saciar com simples Pastéis de nada. A palavra mágica foi “cerimónia” – ou a dispensa dela para este repasto.
Para mim, vai ser juntar o útil ao agradável. O útil, porque para os maus fígados que me têm assolado, o médico de família aconselhou-me nada mais, nada menos, do que sessões de convívio com gente optimista e cheia de ânimo inovador. O agradável, por não ter que apertar a camisa até ao último botão. Vou de jeans e T-shirt (não se preocupem as anfitriãs, porque o meu gosto tende para abstractos) e levo um camisolão para vestir quando o Sol se esconder (estou a contar que as meninas estarão prevenidas para o forte arrefecimento nocturno).
Poder-me-ão acusar de pretensioso por me julgar o convidado. Talvez não me encaixe em todos os predicados que lhe são atribuídos, mas sei que pertenço aos “beaux esprits” porque faço gosto em confundir as leis de Newton. A relatividade geral é que está a dar.

Até já então :-)
De Luísa a 12 de Abril de 2009 às 15:24
Pedro, eu vou estar de jellabah, como a Ana (não esquecendo, embora, a camisolinha quente por baixo, que o tempo anda traiçoeiro, mesmo de dia). Mas a regra é da total informalidade.
E claro que encaixa nos predicados, que são os que potenciam, no universo humano aparentemente indeciso entre a «lei da gravitação» e a «teoria do caos», a irresistível atracção de certos espíritos (e associados substratos materiais). ;-D
Uma Boa Páscoa e até já!
De Si a 12 de Abril de 2009 às 16:27
Confesso que depois do respasto em que reuni a família, à volta dum cabritinho bem perfumado com limão e ervas, um esparregado com os últimos grelos da época e uma batata de cultura biológica, assada com pele, pouca fome me resta para me abalançar a provar esta ementa riquíssima para um lanchinho ajantarado.
Mas os convidados são irresistíveis e as anfitriãs idem, idem, aspas, aspas, pelo que eu sei que me perdoarão a ousadia de me intrometer nas animadíssimas conversas e até levar um pão de ló de Ovar, feito no Porto, que está uma delícia!
Só me falta escolher é a indumentária, mas devido à informalidade, vou mesmo alinhar numas calças de ganga com lycra e uma sweat, que disfarçará os excessos alimentares cometidos.....posso??
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 01:56
Si, agora que tudo se consumou, resta-me agradecer-lhe ter correspondido ao nosso convite. E sim, na próxima semana, estaremos todos disfarçando ou compensando pequenos ou grandes excessos alimentares. Mas não deixará, por isso, de ser uma boa semana, espero... :-)
De Grande Jóia a 12 de Abril de 2009 às 17:57
Já estou a calçar os ténis e a pegar na carteira. Como tenho parte da família aqui e os mais novos contam comigo, vou ter de levar a minha neta que está uma graça e vai adorar conhecer os amigos da avó. Imagino que a mousse só lhe fará bem e os pais não estão a ver.
O único requisito é arranjarem por aí um cantinho para o caso de termos de pernoitar, não vá o adiantado da hora e o estado da avó aconselhar repouso antes de conduzir até casa.
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 02:02
Ainda se há-de combinar um dia um encontro assim, GJ, um convívio de doze horas de mesa e conversa. Tenho algumas experiências óptimas deste tipo, que realmente me «encheram as medidas» do corpo e do espírito. Uma boa semana. :-)
De Manecas a 12 de Abril de 2009 às 18:20
BOA PÁSCOA para todos os convivas!

...e beijos para as anfitriãs!
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 02:03
Obrigada, Manecas. Esperamos que a sua também tenha sido óptima. Um beijo. :-)
De patti a 12 de Abril de 2009 às 19:32
Excelente, ainda cheguei a tempo!

Bom, eu trouxe um Folar Doce da Feira do Folar, de Barão de São João, terrinha no interior do barlavento, entre Lagos e Sagres. Uma dúzia de deliciosos e macios Arrepiados, uma dúzia de Dom Rodrigos, uma Tarte de Alfarroba, um pote de Mel de Eucalipto e outro de Rosmaninho, um Morgado da Serra de Monchique, uma garrafa de Licor de Laranja e outra de Aguardente de Medronho.

Onde é que posso colocar tudo?
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 02:07
Isso é que foram umas férias de exploração gastronómica, Patti! Espero que as tenha gozado bem, mesmo com este tempo caprichoso. Um bom regresso e uma boa semana. :-)
De RF a 12 de Abril de 2009 às 20:25
Quem quer uma lampreia de ovos intacta que me sobrou?
De Luísa a 13 de Abril de 2009 às 02:09
Eu, Rita. Posso mandar-lhe o meu estafeta? ;-D
Um beijo.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds