Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

Lapsus Linguae

João Paulo Cardoso

 

 

Os 10 Mandamentos do Carnaval
 

Diz-se que a vida são dois dias e o Carnaval são três.
Por isso, depois de falar com diversos advogados, legisladores e constitucionalistas, cheguei à conclusão que o Carnaval é inconstitucional.

Publique-se então o seguinte em "Diário da República":

 

 
1. O chefe de governo anuncia que o feriado vai mesmo ser feriado e desaparece de cena.

2. É instaurada a monarquia, com a importação de Rainhas de Carnaval, made in Brasil

3. A capital do país passa a ser a Mealhada.

4. Faz frio, as rainhas não se despem.

5. O povo lamenta-se e repete descontente "no Brasil é que era".

6. Na Terça-feira Gorda, para fazer juz ao nome, um golpe de estado impõe a Simara como soberana.

7. A ASAE proíbe as matrafonas de bigode.

8. Na Quarta-feira de Cinzas, milhares de homossexuais reprimidos voltam a guardar esqueletos e roupas de mulher no armário.

9. O primeiro-ministro regressa a Portugal como se nada tivesse acontecido.

10. O Carnaval continua.

 

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 09:30
link do post
6 comentários:
De psb a 27 de Fevereiro de 2009 às 10:51
... o carnaval continua... e o Rei Momo retoma o seu trono...
João Paulo, proponho a introdução deste seu texto na próxima revisão constitucional, para que se oficialize a desbunda.
Um abraço
De sem-se-ver a 27 de Fevereiro de 2009 às 13:23
(desafio no meu blog)

(bom fim-de-semana :))
De Ana Vidal a 27 de Fevereiro de 2009 às 13:46
Considero-me desafiada, SSV. Vou acumulando correntes, um dia destes prometo responder a todas (de uma vez só, até tinha graça...)
Bom fim-de-semana!
De Luísa a 27 de Fevereiro de 2009 às 14:48
Meu caro JP, não dê, por favor, força de lei (ou de mandamento) ao que foi a realidade nua e crua dos últimos dez dias da nossa História (com a discreta «nuance» de que o chefe do governo não desapareceu de cena durante o feriado e antes assanhou o ridículo deste entrudo «monárquico»). E não se esqueça de retirar o 10.º mandamento, para que possamos ter a esperança, mesmo que ténue, de que os palhaços voltem para o circo e a nossa vida pública recupere alguma sobriedade e bom gosto. :-)
De carlosbarbosaoli a 27 de Fevereiro de 2009 às 16:57
Nem tudo é mau...sendo assim, hoje não tenho que fazer jejum e abstinência.
De mike a 28 de Fevereiro de 2009 às 09:57
Achas que continua, Ana? ;)
Creio que o Carnaval está instalado há tempos. :)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds