Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

Adivinhe quem vem jantar?

Luísa

 

Tem o olho da serpente. Não o olho que se alonga e fixa e magnetiza o passarinho, mas o olho claro, analítico, móvel, que revela uma inteligência fulgurante, apenas superada em rapidez pela própria língua com que discorre sobre as forças e as fraquezas do nosso mundo político, explora enredos e acrescenta ficções, frequentemente mais verosímeis do que a própria verosimilhança. Infelizmente, nestes tempos tristes, sem vocação nem apreço pelos jogos palacianos da especulação e da suave intriga, o seu crédito vai sendo relativo. Hoje, os tempos são pelos exercícios primários da propaganda mirabolante e da mentira grosseira. Nós, por aqui, continuamos a preferir a elegância das velhas artes. Mas não é só por isso que o nosso convidado nos merece a atenção. É também porque encarna, para nós, o expoente máximo da hiperactividade produtiva, roubando ao sono muitas horas de um trabalho insano no ensino, no estudo, na política (onde alguns lhe vaticinam o renascer das cinzas) e na televisão (em comentários da actualidade que têm, na sua elaboração mas, sobretudo, no elevado índice de falibilidade, toda a sua graça).

 

Sabemo-lo preocupado em manter, num tão alucinante ritmo de vida, a alma sã em corpo são. Sabemos que pratica desporto, nadando regularmente em águas salgadas – depois de um contacto com as doces Tágides, que não deixou saudades. E sabemos que é escrupuloso com dietas. Razão por que decidimos oferecer-lhe um jantar requintado, mas muito frugal e cozinhado com matérias-primas rigorosamente biológicas. Assim, para entrada, teremos um «consommé» perfumado com um toque de Madeira e uma folha de hortelã. Para prato principal, uma dourada fresquíssima, cozinhada em crosta de sal, acompanhada por uma batata nova e estreme, salteada em fio de azeite. O vinho, em homenagem às suas origens nortenhas, será um alvarinho monovarietal, fresco, de sabor complexo e macio, mas vagamente picante. Finalmente - cedendo à tentação das terminações em «oise» - concluímos com uma leve e arejada «bavaroise» de limão, polvilhado com raspas de chocolate. E pronto! Para uma cabeça sobrecarregada, um estômago leve!...

 

(Mas já agora, ainda que não seja nada bonito dizê-lo, informamos os nossos comensais menos «piscos» que podem servir-se sem acanhamentos, porque haverá mais na cozinha.)

 

publicado por Ana Vidal às 09:30
link do post
16 comentários:
De Manecas a 22 de Fevereiro de 2009 às 10:09
E ficaremos a saber algumas das escolhas do seu convidado em antecipação...?

BJs
De Luísa a 22 de Fevereiro de 2009 às 12:22
Claro, Manecas. Nestes jantares não há «tabus»! ;-D
De mike a 23 de Fevereiro de 2009 às 18:49
Nem jantares grátis, Luísa. (risos)
De Luísa a 24 de Fevereiro de 2009 às 02:07
Aqui no Porta do Vento acho que ainda os há, Mike. Convém aproveitar! ;-)
De patti a 22 de Fevereiro de 2009 às 10:21
MRS!
De Luísa a 22 de Fevereiro de 2009 às 12:24
Importa-se de especificar, Patti? :-D
P.S.: Mas as iniciais conferem...
De Si a 22 de Fevereiro de 2009 às 10:45
As pistas conduzem a uma única solução.
Tem nome de ditador, de barco duriense (quase, quase) e de comum português.
A ementa é tentadora, vou buscar uma cadeira e juntar-me aos convivas.
De Luísa a 22 de Fevereiro de 2009 às 12:33
Teremos muito gosto, Si. As doses, como diria o Tonecas das «Lições», serão mais «provas» do que «refeições», no melhor estilo «nouvelle cuisine». Mas, como também já informámos, haverá reforços no cozinha. :-)
De Grande Jóia a 22 de Fevereiro de 2009 às 19:26
Se é para jantar com Marcelo Rebelo de Sousa pode colocar mais um prato na mesa.
De Luísa a 22 de Fevereiro de 2009 às 22:48
Já está, Grande Jóia, com muito prazer! :-)
De mike a 23 de Fevereiro de 2009 às 18:51
Muito bom post, Luísa. Mas quando é que se convida uma senhora para jantar? ;)
De Luísa a 24 de Fevereiro de 2009 às 02:10
Diga-nos o que tem na manga, Mike, que a gente pode fazer o jeito. Uma vez que a Ana nos proporciona estes jantares grátis... ;-D
De JuliaML a 22 de Fevereiro de 2009 às 23:16
texto bem construido, Luisa, mas não fico para o jantar, estou sem apetite :-))
De Luísa a 23 de Fevereiro de 2009 às 13:50
Está sem apetite, Júlia? Posso então depreender que não foi o convidado que lho «tirou»... :-D
De Ana Vidal a 23 de Fevereiro de 2009 às 19:43
Pode pôr um prato também para mim, Luísa. O MRS diverte-me sempre, seria com certeza um belíssimo conviva para um jantar!

(acho que tem de começar a dificultar mais a adivinha, Luísa...) ;-)
De Luísa a 24 de Fevereiro de 2009 às 02:44
Tenho de confessar, Ana, que o meu objectivo íntimo não é só propor um mistério para desvendar, mas, sobretudo, aproveitar o ensejo para soltar a língua e insinuar o que penso de certas figurinhas que povoam (e, nalguns casos, assombram) o nosso pobre planeta. E se, para algumas delas, estes nossos jantares são um mimo, para a maioria, pretendem ser uma «vingança»... sempre, em todo o caso, servida a frio e requintadamente. ;-D
P.S.: Não será, portanto, muito fácil dificultar a adivinha, uma vez que é indispensável que conste o geralmente inconfundível rol de «podres» de cada personagem. Mas prometo tentar.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds