Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

Ventos Amigos (25)

 

- És de Braga??? Gritou o velho em tom repreensivo para a criança que acabava de sair da sala sem fechar a porta. O tempo era de frio, daquele frio acumulado de semanas, que já penetrou tudo e que o vento se encarrega de fazer chegar aos lugares mais protegidos.

Naquele gélido e enorme casarão só uma sala resistia estoicamente ao assalto do frio. Lareira acesa, aquecedor ligado, janelas calafetadas e, acima de tudo, as portas sempre fechadas, eram a receita para a criação de um ambiente aceitável para se estar. Mas esta, claro, era a perspectiva de um velho, de alguém que há muito deixou de gerar o seu calor próprio e que depende exclusivamente de condições externas para se manter aquecido. Para uma criança o frio incomoda menos porque é confrontado pelo calor que o movimento constante produz. Uma criança não tem, para além disso, preocupações espontâneas com o bem-estar dos outros. Um objectivo e uma vontade bem identificados fazem com que parta decidido sem pensar por um segundo se a porta deve ou não ser fechada e se o ancião vai, em consequência disso, sentir algum incómodo.

Só o medo de um castigo implícito no tom de voz do velho o faz parar. Isso e a curiosidade de saber o significado da pergunta.

- Se sou daonde?    

 

Texto enviado por: João da Câmara

 

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 21:30
link do post
1 comentário:
De Ana Vidal a 26 de Fevereiro de 2009 às 16:55
Obrigada, João, por este contributo chegado de tão longe! E sem cólera... :-)
Um beijo

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds