Domingo, 8 de Fevereiro de 2009

Novidades III

 

Envaidece-me e comove-me a quantidade e qualidade dos textos que têm chegado ao Porta do Vento, em resposta ao desafio que aqui lancei. Uma simples brincadeira bloguística (também extensível a quem não tem blogue, já que os textos me chegam via mail) transformou-se num corrupio de posts deliciosos (estão todos na calha, já preparados para sair a um ritmo diário, ou de dois por dia se a quantidade continuar a aumentar), que me dão a reconfortante medida do companheirismo e da amizade que têm entrado por esta porta virtual. Só por isso, já valeria a pena ter entrado no mundo dos blogues. E basta isso para me fazer permanecer nele, acreditem.

 

Cada vez mais me convenço de que tomei a decisão certa: abrir este espaço a outros nomes, outros estilos, outras ideias, só vem enriquecer este blogue e dar-lhe uma continuidade que estaria condenada a curto prazo, se me mantivesse sozinha. E se ele ainda tem o meu cunho muito presente - é natural, as "joint-ventures" são ainda muito recentes - espero que vá ganhando um maior pluralismo com o tempo. A diversidade é dos valores que mais prezo e, desde que haja um denominador comum (que, para mim, passa sempre pela sensibilidade e pela educação) é sempre saudável.

 

As restantes contratações estão feitas. Sinto-me uma espécie de Paulo Bento (é possível que esteja a dizer uma asneira monumental, mas é dos poucos nomes que conheço no futebol...): este plantel vai-se formando e solidificando "com toda a tranquilidade". Mas vou gozar o meu estatuto até ao fim e manter o suspense...  anunciando os nomes um a um, para "fazer render o peixe". Prerrogativas de dona da casa.

 

Hoje revelo mais um nome. Um nome de peso, que passará a ter aqui também uma presença semanal, às quartas-feiras: Rita Ferro. Convidei-a na qualidade de amiga de sempre e não na qualidade de escritora, pelo que não lhe pedi uma crónica (já lhe basta a profissão, para compromissos desses), mas uma coisa que lhe desse prazer. A Rita escolheu postar imagens especiais, legendadas com a irreverência e acutilância que a caracterizam. E assim será. Bem-vinda, amiga. Vais, tenho a certeza, arejar ainda mais este espaço, já de si uma porta aberta.

 

Fiquem atentos. O baile ainda agora começou.

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 19:25
link do post
11 comentários:
De patti a 9 de Fevereiro de 2009 às 14:28
Que óptima novidade, Ana!
Já tinha tantas saudades dela e dos golpes certeiros na sua escrita certeira.
De Ana Vidal a 9 de Fevereiro de 2009 às 16:55
Espera e verás, Patti. A Rita promete sempre surpreender-nos, já sabes...
De aexistencialista a 10 de Fevereiro de 2009 às 00:42
Tão querida, Patti!
De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 00:48
Olha a Patti, que saudades! Pois foi, a Ana convidou-me e aqui estou! Mas só imagens ou filmes, não tenho tempo para mais! Pelo menos para já! Beijos mil, até amanhã, RF
De fã ansioso a 9 de Fevereiro de 2009 às 15:13
Ena, ena, que luxo isto está a ficar. Mal posso esperar pelo primeiro post da Rita Ferro!
De Ana Vidal a 9 de Fevereiro de 2009 às 16:56
Fique atento, fã. Mas controle a ansiedade... o Porta do vento não se responsabiliza por síncopes e afins! :-)
De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 00:57
Não espere de mais, Fã, serão contribuições diminutas e perecíveis, LOL! RF
De mike a 10 de Fevereiro de 2009 às 00:03
Ena, ena... caso para perguntar, com uma vénia respeitosa... a menina dança? :)
De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 00:53
Viva, Mike, como está?? A menina escreve, infelizmente. Mas isto vai mudar brevemente, juro! RF
De mike a 10 de Fevereiro de 2009 às 21:58
Como a Ana disse que o baile começou... ;)
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 00:22
Pois é. Mas eu chego sempre atrasada a todo o lado :-)))

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds