Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Ventos Amigos (6)

 

A porta de mim é tua,

A tua de quem será ?

O vento que aponta à lua,

Aponta, não chega lá.

 

Tudo o que tenho te dou

Quando a noite se insinua

Dou-te tudo quanto sou

E a porta de mim, é tua 

 

 E tu, naquele universo 

Que um dia Deus te dará.

A minh’alma é do meu verso

A tua, de quem será? 

 

És brisa de primavera 

Que chega e não continua

És um compasso de espera

És vento que aponta à lua. 

 

Corre pois até ao dia 

Que a visão te faltará

E se falta a pontaria

Apontas, não chegas lá 

  

P.S.  (estraga a glosa, mas acaba em bem como eu gosto)

 

Corre de noite e de dia

Que a sorte te ajudará

Vai treinando a pontaria

E aponta, que chegas lá.

 

 

 

Texto enviado por: Manuel Bobone

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 21:40
link do post
4 comentários:
De Ana Vidal a 6 de Fevereiro de 2009 às 21:49
E digam lá se eu não tenho os melhores amigos do mundo!

A porta de mim também é tua, sempre. :-)
De marie tourvel a 6 de Fevereiro de 2009 às 22:00
Que lindo, Ana. Tens amigos maravilhosos mesmo. :)

Um beijo em você e no Manuel.
De Luísa a 8 de Fevereiro de 2009 às 00:05
Ah, mas um vento que não aponte apenas à lua e às estrelas mas também às nossas portas chega a todas elas, Manuel. Como é o caso do vento que sai desta «Porta do Vento». ;-)
De Ana Vidal a 8 de Fevereiro de 2009 às 00:25
Obrigada, Luísa. Mas nunca os meus ventos chegarão tão longe como os deste querido amigo, especialista em soprar brisas que chegam a todos os lugares, mesmo os mais longínquos! :-)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds