Sábado, 13 de Dezembro de 2008

Lua cheia

 

Linda, redonda e brilhante. Misteriosa, perturbadora de tão cheia. A sussurrar inconfessáveis ousadias. A noite de lua cheia - essa mágica noite que só nós, mulheres, entendemos - continua feminina. Como sempre.

 

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 02:11
link do post
16 comentários:
De patti a 13 de Dezembro de 2008 às 11:31
Nós e as marés, também elas fêmeas impetuosas que mandam no ritmo do mar.
De Ana Vidal a 13 de Dezembro de 2008 às 12:14
Também elas fêmeas, Patti, é verdade.
De miguel a 13 de Dezembro de 2008 às 14:17
As mulheres , ousadas, entendem a magia. Certo!

Os cientistas, informados, explicam o fenómeno. Certo, também ! A lua encontra-se neste momentocerca de 30 000 mais perto da terra do que aquilo que é habitual, facto que aconteceu pela última vez há 15 anos.Por isso está excepcionalmente grande e ainda mais bela.

Seja para tentar perceber o " eterno feminino" ( debalde, claro), seja simplesmente para observar a beleza da proximidade da lua ,vale a pena elevar o olhar para o céu, hoje, de noite , se o tempo o permitir.

e um abraço !
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 00:57
Outro para ti, Miguel.
De ka a 13 de Dezembro de 2008 às 15:48
ESteve lindíssima ontem!
E é uma pena que hoje o céu esteja totalmente nublado pois vais estar muito bonita com toda a certeza.

Beijinho e bom-fim-de-semana

ps - vou fazer link, posso?
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 00:58
Claro que sim, Ka.
Beijinho e boa semana.
De Paulo Cunha Porto a 13 de Dezembro de 2008 às 17:26
Descuuuuulpa! E o pobre lobo que lhe uiva sem cobseguir parar?
Ai, esse Feminismo...
Beijinho
De Ana Vidal a 13 de Dezembro de 2008 às 18:01
Esse não a entende, Paulo, embora seja refém dela... :-)
De Ana Paula Motta a 13 de Dezembro de 2008 às 17:27
Tão feminina quanto nos mulheres que somos "de lua" como dizemos cá por essas terras. E parafraseando a Ana vez por outra os espectáculos da lua são "sublimes como marés cheias!". Beijinhos
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 00:59
E são mesmo, Ana Paula!
Beijinhos
De Huckleberry Friend a 14 de Dezembro de 2008 às 10:47
Ai, se algum de nós escrevesse "essa mágica noite que só nós, homens, entendemos"...
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 00:59
Estaria enganado, Huck... ;-)
De Meloes a 14 de Dezembro de 2008 às 14:28
Desculpa mas nao concordo.
A lua cheia e minha, conheco-lhe os segredos mas nao me importo de a partilhar.
Beijo
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 01:00
Hummm, pronto, não vou desenganar-te...
Beijo
De Luísa a 15 de Dezembro de 2008 às 00:36
Ana, desta Lua Cheia só consegui ver os «ameaços», há já uns dias. Mas não escapei à sua influência numas mais recentes noites de dura insónia. ;-D
De Ana Vidal a 15 de Dezembro de 2008 às 01:04
É, Luísa, a Lua Cheia é muito causadora de insónias. E de palpitações... ;-)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds