Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Última ceia

O que tem de tão mágico esta pintura de Leonardo, para fazer correr rios de tinta e inspirar tantas interpretações ? Aceitam-se sugestões para o mistério.

(Clique nas imagens para ampliá-las)
Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 22:46
link do post
20 comentários:
De ana vidal a 20 de Setembro de 2007 às 18:13
Do interesse pelo tema? Não me parece, a coisa é bem mais antiga. Mas não há dúvida de que ele veio agitar as águas outra vez. Com muitas técnicas de marketing e muita pirotecnia, mas veio.

Seja bem vindo a esta casa, Guga.

Ana
De GUGA ALAYON a 20 de Setembro de 2007 às 18:03
Culpa do Dan Brown
De ana vidal a 20 de Setembro de 2007 às 12:41
Toada a razão, e já tinha pensado nisso. Mas não fiz logo, e agora não tenho tempo, minha amiga. Sorry.
De sem-se-ver a 20 de Setembro de 2007 às 11:37
que post fantástico!

é só pena que cada uma não esteja identificada, sinceramente lho digo. mas magnífica visão!
De ana vidal a 19 de Setembro de 2007 às 14:48
Peri,
Brilhante comentário. Suprema ironia, mas tão verdadeira! Provavelmente aconteceria tudo isso que você diz, caso a Ceia fosse hoje. E mais ainda.

beijo
ana
De peri s.c. a 19 de Setembro de 2007 às 14:09
ana
Interessantíssimo esse post.
Fico imaginando se a Santa Ceia fosse hoje.
Teríamos vários "chefs" esbofeteando-se para ter a primazia de preparar a refeição. Empresas lutariam pelo patrocínio da cerimônia, e exigiriam um lugar à mesa para ser sorteado entre seus clientes. Redes de TV ofereceriam fortunas incalculáveis pelos direitos de transmissão. Na platéia, camarotes para Super VIPs de todo mundo. Ao fundo, os dois tenores cantando.Cineastas famosos seriam contratados para fazer o "making-off" do evento.
Seria num estádio de futebol ?
De carolina a 19 de Setembro de 2007 às 01:13
genial, e comentários idem!
De Mad a 19 de Setembro de 2007 às 01:07
O JP, para variar, fez o melhor comentário.
De Manuel Teixeira a 18 de Setembro de 2007 às 21:47
Lindo, Ana !

Gosto muito especialmente da nº1 e da nº7, a contar de cima.
Quanto á verdadeira interpretação creio que o mistério permanecerá, e ele é a grande parte do encanto.
Manel
De ana vidal a 18 de Setembro de 2007 às 19:05
Meus amigos:

Deixei aqui estas imagens apenas como proposta de reflexão. Não tenho, obviamente, a solução para o mistério. Limitei-me a fazer uma constatação óbvia, já que estas são só algumas das muitas versões que há desta cena (literalmente).
Vejo que há aqui comentários que vão dos mais místicos e profundos pensamentos até às mais heréticas congeminações. Com total liberdade, portanto. Exactamente como eu gosto.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds