Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Porque hoje é... 月曜日

 

Os meus actores favoritos:

 

Gerard Depardieu

 

publicado por Ana Vidal às 00:30
link do post
18 comentários:
De baterdeasas a 6 de Outubro de 2008 às 04:34
pois o Cyrano ...
De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 13:20
Bastaria esse papel para o Depardieu estar na minha lista de favoritos. Mas há mais, muitos mais.
De Paulo Cunha Porto a 6 de Outubro de 2008 às 09:13
o Obelix!!!
Bj.
De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 13:20
E esse também, a provar toda a versatilidade do actor...
De rocha a 6 de Outubro de 2008 às 11:45
Cá está...De perfeito nada tem mas que ia para a cama com ele oh lá se ia...
Sempre
Rocha
De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 13:23
Depardieu on the rocks?
Ora aí está uma declaração clara e explícita!
Que eu percebo muito bem, aliás...
De Manecas a 6 de Outubro de 2008 às 12:36
Até que enfim!!! Este estamos em desacordo.

Não é seguramente dos meus favoritos enquanto actor, e sobretudo tem atrás dele um conjunto de suspeitas comportamentais que o desabonam totalmente.

Sorry!

Muitos beijinhos para ti!
PS - Estás melhor???
De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 13:28
Pronto, Manecas, assim é mais normal... lol
Mas atenção: aqui só os classifico como actores, não como pessoas, na vida real.

Beijinhos
(já estou fina)
De JuliaML a 6 de Outubro de 2008 às 14:24

eu gosto muito dde cinema francês e nos actores franceses, este é uma das minhas referências. gosto!

lembro dele na "mulher do lado", inesquecivel!

De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 15:43
Mais um grande papel dele, Júlia. :)
De CNS a 6 de Outubro de 2008 às 17:22
Este homem tem poesia na voz...
De Ana Vidal a 6 de Outubro de 2008 às 17:36
Nunca tinha pensado nisso, Cristina, mas tem toda a razão. O belo texto do Cyrano mostra bem quanto ganha em ser dito por aquela voz.
De Luísa a 7 de Outubro de 2008 às 04:07
Como actor, Ana, acho-o excelente. Como pessoa, fiquei confusa e muito curiosa, depois das insinuações do Manecas. Fazia-o casado com a Carole Bouquet, mas parece que a história, afinal, tem mais «sumo». Vou aprofundar. ;-)
De Ana Vidal a 7 de Outubro de 2008 às 23:52
Não sei nada da vida dele, Luísa, não a posso ajudar nisso. Quando aprofundar, conte, está bem? :)
De Huckleberry Friend a 7 de Outubro de 2008 às 11:01
E «Le dernier métro» e «La femme d'à côté», de Truffaut?
De Ana Vidal a 7 de Outubro de 2008 às 23:50
São mais dois belos argumentos, Huck. :)
De maria a 8 de Outubro de 2008 às 20:48
...pois! ora e o filme "Camile Claudel"?!.... a esmagadora história da grande paixão de Rodin?????... hoje , recordei esse filme. mas... este senhor nasceu com o gene "charme" e "mistério"... via-se lá saber porque uns...têm e outros não!...subsescrevo: gosto muito dele;)
De Ana Vidal a 8 de Outubro de 2008 às 23:33
:) Eu também, Maria.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds