Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Bom fim-de-semana

(Raindrops keep falling on my head - Burt Bacharach)
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 18:38
link do post
17 comentários:
De Paulo Cunha Porto a 26 de Setembro de 2008 às 20:51
Sinal de que vai ser retomada a série dos posts sobre ciclismo?
Beijinho
De Ana Vidal a 26 de Setembro de 2008 às 22:08
Nunca foi sobre ciclismo, Paulo (é um desporto que detesto). Eram fotografias e canções sobre bicicletas, e não há assim tantas... mas talvez recomece a série, sim.
Bjs
De mike a 26 de Setembro de 2008 às 22:43
Bom fim-de-semana, Ana.
Sem saber, postou uma música que me transportou a África e me fez recordar viagens em família, em estradas intermináveis abertas entre as savanas angolanas. Sabe o que o Fernando Peça diria nesta altura? :-)
De Ana Vidal a 26 de Setembro de 2008 às 22:57
A mim transporta-me a um dia mágico numa sala de cinema, meia zonza pela beleza da dupla masculina e ainda sonhando com aventuras daquelas. Quem era a minha companhia dessa tarde? Já não me lembro... mas o filme transformou-se numa paixão para o resto da vida. E esta, hein? :)
De RAA a 26 de Setembro de 2008 às 23:24
Suspendi os acordes nocturnos do grande Ray Brown para ouvir esta pequena jóia (as jóias ouvem-se?) do BB. O bem que me fez, vizinha!
De Ana Vidal a 26 de Setembro de 2008 às 23:44
Olá, vizinho! As jóias ouvem-se, sim... como é o caso desta e de outras do BB, também um dos meus bégans musicais.
Ainda bem que gostou.
E agora vou lá ouvir o seu Ray Brown, que é outra jóia.
De Luísa a 27 de Setembro de 2008 às 01:24
Excelente escolha, Ana, para o arranque do que espero que seja, também para si, um excelente fim-de-semana… com Sol? :-)
De Ana Vidal a 27 de Setembro de 2008 às 01:50
Com Sol, Luísa, espero. Infelizmente sem o Newman nem o Redford, mas quem sabe com... uma bicicleta? :)

De Luis Serpa a 27 de Setembro de 2008 às 01:38
Com música e imagens desta o fim de semana será certamente leve e sensual, Ana - ou seja, bom. Há mais sensualidade num fotograma destes do que em dezenas de filmes eróticos que não vi, mas imagino.

E Paul Newman... Se eu fosse uma senhora, apaixonar-me-ia por ele até me esquecer de - enfim, de uma série de coisas.
De Ana Vidal a 27 de Setembro de 2008 às 01:55
Tem razão, Luís, o filme é delicioso e Paul Newman tem o condão de fazer uma branca na cabeça de qualquer mulher, de qalquer idade. E quando traz com ele Robert Redford, pelo meu lado esqueço-me de tudo, mesmo!
De Paulo Cunha Porto a 27 de Setembro de 2008 às 15:45
Querida Ana,
os meus sentidos pêsames. Mas nas fitas viverá para sempre.
Beijinho
De Ana Vidal a 27 de Setembro de 2008 às 16:24
É verdade, Paulo, e com aquele palmo de cara irresistível, sempre jovem. Os filmes são uma espécie de retratos de Dorian Gray para os actores, mas ao contrário.
Beijinho
De baterdeasas a 27 de Setembro de 2008 às 17:11
muito bonito o vídeo.
andei à procura da letra dos "pingos de chuva" da S. Oliv. mas não encontrei na internet.
De sem-se-ver a 27 de Setembro de 2008 às 21:35
premonitório?...

como já saberá, paul newman faleceu hoje.

(bonito tributo antecipado, contudo)
De Ana Vidal a 28 de Setembro de 2008 às 03:00
Parece que foi premonitório, sim... fica o tributo, que aliás seria sempre mais do que merecido.
De Ana Paula Motta a 28 de Setembro de 2008 às 14:03
Ana, rever essa seqüência do Butch Cassidy " me transportou para minha meninice, quando via mil vezes as repetições do filme nas sessões do final da noite na TV. Como o Paul Newman faleceu ontem, peço licença para "roubar" sua idéia e postar também o vídeo no meu blog. No meu espaço estou fazendo um especial de primavera (como sabes moro aqui no Hemisfério Sul) mas o Outono do astro, um dos meus preferidos, não poderia passar em brancas nuvens. Um abraço.
De Ana Vidal a 28 de Setembro de 2008 às 21:32
Claro que pode roubar o video, Ana Paula. Leve o que quiser, esta Porta está sempre aberta.

Um beijo

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds