Sábado, 13 de Setembro de 2008

Can-can de fim-de-semana

1. Alguém me explica o que pode levar uma mulher que tem uma cara bonita, interessante e cheia de personalidade, a querer transformá-la numa cara vulgaríssima, de feições iguais a tantas outras? É que eu, francamente, não chego lá...

 

 

2. Tive ontem uma experiência traumática, ligada à estética. Um dilema lancinante, a que decidi dar o nome de "síndrome Lili Caneças": como chegar ao olho que se quer pintar com um belo risco de lápis, repetindo a maquilhagem de toda uma vida... não tirando os óculos de ver ao perto, sem os quais o risco será um ziguezague inapresentável? Ou vejo e não pinto, ou pinto e não vejo. Alguém me explica como ultrapassar esta angustiante dúvida existencial? Agradecia.

 

 

 

Adenda: Aleluia!!! Aqui está a resposta às minhas preces, que acabei agora mesmo de descobrir na net: os óculos de maquilhagem. Fantásticos!

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 17:16
link do post
25 comentários:
De psb a 13 de Setembro de 2008 às 18:21
Aninhas
1. Será que foram instruções reais? Exactamente para lhe moldar, pelo menos na aparência, o excesso de personalidade? Assim, com ar de zombie, será mais domável?

2. Minha querida: este é um problema em que nunca tinha pensado, pelas razões óbvias. Acredita que, para fazer a barba, o faço de óculos e não desprezo o espelho de aumentar, estrategicamente pregado na parede ao lado do outro.
Só posso sugerir uma de duas coisas: ou uma mão caridosa e habilitada para fazer o risquinho ou... lentes de contacto para esse efeito.

De alguma forma, espero ter-te ajudado no dilema.
Beijinhos
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 21:25
Não me parece, Pedro: os espanhóis não gostam dela porque a acham uma arrivista, e também porque o rei não gosta dela e nem sequer disfarça. Mas consta que a menina só faz o que quer, por isso a ideia deve ter sido dela.

Sugeres que peça ajuda a um pintor, para me pintar os olhos? Não é má ideia, vou pensar nisso. Mas só um realista, não arrisco os abstractos nem os surrealistas...

Beijinhos
De fugidia a 13 de Setembro de 2008 às 20:21
Querida Ana,
quanto à primeira, creio que só a (real) estupidez e a idiotice podem explicar tal disparate; quanto à segunda, faça como eu - descubra as maravilhas de uma visão a 100% com as lentes de contacto!

Beijinhos
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 21:27
Mas eu só preciso de óculos para ver ao perto, Fugi, acho que ainda não preciso de lentes...
Ao longe, vejo mosquitos na outra banda!

beijinhos
De fugidia a 13 de Setembro de 2008 às 22:51
lol lol lol

mosquitos não vale a pena... agora se for um mouro...
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 23:04
Ó minha querida Fugi, para os mouros ainda chega a minha visão ao perto, costumam ser maiores do que mosquitos... E mesmo que não chegasse, ainda tenho mais quatro sentidos para garantir que não os deixo passar ao lado... lol

De Manecas a 13 de Setembro de 2008 às 20:46
1. Não sei explicar mas tenho esperança que o fotografo, mesmo assim, tenha sido mauzinho, e a realidade supere a foto...

2. Acho que o espelho x3 dá uma ajuda...mas com os teus olhos estás sempre garantida...e já pensaste que a tua geração padece do mesmo mal...Ou seja, o mais certo será o pessoal também já não ver os ziguezagues do risco...eh, eh, eh...

3. Mas tem-me cuidado e na guerra entre o espelho, os óculos, o lápis, preserva-me sempre os teus bonitos olhos...

Beijinhos
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 21:20
Tudo se equilibra, Manecas, é bem verdade... isso não é bem uma solução, mas deixa-me mais descansada que os galãs da minha idade vejam tão bem (ou tão mal) como eu. LOL

E obrigada pela fé nos meus olhos sem tintas, já que - tal como a tradição - já não são o que eram...

Um beijo
De Paulo Cunha Porto a 13 de Setembro de 2008 às 21:29
O ponto dois é demasiado técnico para mim. Quanto ao primeiro, a Moda não é isso mesmo?
Beijinho, Querida Ana
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 21:35
Isto não é Moda, Paulo, é pura estupidez... ou muita insegurança, talvez.

Beijinho
De Dulce a 13 de Setembro de 2008 às 22:39
Olá Ana
Já ouviu falar de lente de contacto para perto num olho só? Aqui no Brasil chama-se mono visão. Eu uso-a há um ano e estou satisfeitissima. Um olho ficou para perto e outro (sem lente) para longe. A principio pode parecer estranho mas funciona maravolhosamente e aposentei definitivamente aquele irritante tirar e por dos óculos para perto. Quanto á maquiagem nem se fala. Retornei ao paraiso!
Dulce
De Ana Vidal a 13 de Setembro de 2008 às 23:07
Mono visão? Uma espécie de antigo monóculo, portanto, mas dentro do olho...
Nunca tinha ouvido falar de tal coisa, Dulce. Mas vou investigar, isso parece a solução ideal para o meu caso!

Obrigada e volte sempre.
De Cristina Ribeiro a 14 de Setembro de 2008 às 02:49
Partilho da mesma curiosidade relativamente ao ponto um.

Solidarizo-me com a Ana no ponto dois, e vou aproveitar a dica da Dulce, quando na Terça-Feira for ao oftalmologista :)
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2008 às 12:21
A dica da Dulce é um achado, Cristina! Conte-nos depois o que disse o seu oftalmologista, sim? Poupa-me uma consulta...
:)
De Paulo Cunha Porto a 14 de Setembro de 2008 às 11:30
Ah, perdão, pensava que a moda era isso mesmo!
Bjinho
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2008 às 12:37
LOL
De JuliaML a 14 de Setembro de 2008 às 14:30

:-)

já te deram a ideia das lentes, que me veio também ao ler-te,mas eu acho que o segredo é conheceres e saber de cor os teus olhos. Assim, a escrita fica automatica e não vacila, que é o meu caso. Pinto-me até sem espelho, asseguro-te :-D

Quanto à Letícia, acho-a muito, muito feia de qualquer das maneiras e ainda consegue ficar mais feia porque o nariz não condiz com ela.

De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2008 às 20:59
Júlia, isso para mim seria impensável! Por muito bem que conheça os meus olhos era incapaz de me pintar "de cor"...

Acho a Letizia antipática, mas bonita e racée... ou melhor, achava. Agora ficou igual a mil outras dondocas espanholas.

bjs
De JuliaML a 16 de Setembro de 2008 às 16:55

eu pinto-me muitas vezes sem espelho, juro...
De Dulce a 14 de Setembro de 2008 às 16:40
Oi Ana
A ida ao oftalmologista é imprescindivel. Ele é que vai determinar em qual dos olhos você deverá usar a lente e o grau da mesma. Elas podem ter a duração anual ou mensal. Eu escolhi as mensais (por uma questão de higiene, fungos ,etc) e compro-as pela internet, com entrega a domicilio. São da johnson&jonson (ACUVUE-Clear-brand contact lenses for daily wear) e são fabricadas na Irlanda. A caixa que eu costumo comprar vem com 6 unidades. O site brasileiro: www.acuvue.com.br.
Voltarei sempre, adorei o seu ultimo post!
Bjs
Dulce
De Ana Vidal a 14 de Setembro de 2008 às 21:24
Obrigada por todas essas informações, Dulce!
Eu estava a brincar, claro que cada caso é um caso...
Na próxima consulta hei-de perguntar ao meu médico se conhece esse sistema e... nem hesito!

Um beijinho.
Volte sempre, claro. É muito bem-vinda.
De Sofia K. a 15 de Setembro de 2008 às 15:47
LOL

Pois são coisas da idade, minha querida! Mas experimenta as lentes, ou os espelhos que aumentam! Eu continuo a pintar-me no caminho para o trabalho, no carro, em pleno andamento... o lápis desliza que é uma maravilha, experimenta na rotunda do Marquês! O mesmo já não posso dizer dos sapatos que já quase não consigo calçar sozinha e muito menos apertar... ;-) LOL

beijinhos
De Ana Vidal a 15 de Setembro de 2008 às 16:15
Não respondo a provocações de jovens... humpff!
Bem feita, essa dos sapatos... Deus é justo... lol

beijinhos

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds