Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Conto ou não conto?

 

Conto. Eu até nem sou muito vaidosa... mas se alguém compara os meus contos aos de O. Henry, o mestre dos "clever twist endings", como querem que eu fique?

 

Uma pobre contista não é de ferro, ora...

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 00:24
link do post
28 comentários:
De mike a 11 de Setembro de 2008 às 00:50
Vaidosa... (risada)
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 00:54
:) pois é, às vezes...
De mike a 11 de Setembro de 2008 às 01:03
No seu caso, a vaidade não terá uma pena capital. É merecida. :D
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 01:08
Essa foi simpática, Mike... pronto, leve lá as batatinhas e não diga que vai daqui... ;)
De baterdeasas a 11 de Setembro de 2008 às 01:39
A vaidade até fica bem a certas pessoas, uma certa "coquetterie" :)
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 12:09
:)
De marie tourvel a 11 de Setembro de 2008 às 02:40
Pode ficar vaidosa o quanto quiser, querida. Você é demais! Um grande beijo.
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 12:06
Outro bem grande para vc, Marie.
E obrigada.
De Anytime a 11 de Setembro de 2008 às 08:24
Não sei quem lhe disse isso - mas corroboro. Sou leitor de O. Henry há muitos, muitos anos; seu, há menos tempo: mão amiga fez-me recentemente chegar o seu livro de contos, que acabo, por coincidência, de ler.

Na realidade, há mais em O. Henry do que os fins que o tornaram famoso. Gosto da capacidade dele - e que, na minha humilde opinião você partilha - de em três pinceladas definir uma personagem; e gosto também da forma que ele tem de basear os seus contos em episódios da vida real, do nosso mundo de todos os dias, tal como você (se bem os seus temas me sejam mais próximos, e apelativos do que os dele).

Espero que tenha o sucesso todo que merece. E aproveito para lhe dizer (já agora aproveito o momento de vaidade para a reforçar um bocadinho) que há muito tempo não lia nada em português que me desse tanto prazer como o seu livro "Gentes do Sul".

Não é este o lugar para fazer crítica literária, nem eu a pessoa indicada. Mas foi realmente uma delícia ser levado por aquelas histórias, tão verdadeiras, supreendentes, justas.
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 12:02
Caro Anytime, a sua crítica literária é muito bem-vinda (como não?). Pela forma como se exprime, percebo que não será propriamente um analfabeto...
Agradeço a generosidade e tentarei não ficar inebriada com o exagero das suas simpáticas palavras. Anyway, gosto muito de saber a opinião de quem me lê, mesmo quando ela é negativa.

Obrigada.
De CNS a 11 de Setembro de 2008 às 11:56
Que fique vaidosa, pois claro! É mais do que merecido.

bj
De Ana Vidal a 11 de Setembro de 2008 às 12:08
Pronto, Cristina... acho que o meu ego já tem com que se entreter durante uns tempos... mas agora chega de vaidade, que não é uma grande companhia!

Um beijinho
De Leonor a 11 de Setembro de 2008 às 14:52
Vaidosa, claro. Nunca li nada do O'Henry e até nem me traz recordações particularmente agradáveis mas acredito no teu talento :-)
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 12:00
Obrigada pelo voto de fé, Leonor!
Sempre querida.
Beijinho :)
De João Paulo Cardoso a 11 de Setembro de 2008 às 16:36
Ainda não me debrucei sobre eles mas tenho a certeza que são excelentes e que mereces a comparação com o mestre dos "clever twist endings".

E, se não houver nenhum "twist" pelo caminho os teus "clever twist endings" são só o beginning!

Posso fazer publicidade ao "Eldorado", posso?

Hoje recorda-se o "Marco" (está muito giro, diz o macaco) e há ainda polícias e ladrões.

Beijos.
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 11:59
JP, eu dou-me bem com os twists que aparecem pelo caminho. E com os foxtrots, e com os quick steps... tudo se dança, meu amigo, é só apanhar o ritmo.

E tu esperas pela resposta, para fazer publicidade ao Eldorado???? Não, pois não? Claro... :)
De fugidia a 11 de Setembro de 2008 às 22:20
Humpfrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr!
E eu que ainda não vi a cor dos livros que me foram prometidos...


Beijinho de parabéns, de certeza merecidos!
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 01:51
Fica para o próximo almoço, Fugi, quando pusermos a cusquice em dia...
Beijinhos!
De Teresa Ribeiro a 11 de Setembro de 2008 às 23:37
"Gentes do Sul"- já tomei nota e fiquei cheia de curiosidade. Algo me diz, a avaliar por aquilo que transparece da sua escrita aqui, que o investimento vai valer muito a pena!
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 01:50
Teresa, muito obrigada. O livro chama-se "Gente do Sul" e ou muito me engano ou só o encontra já na Bucholz ou na Barata, nas outras já deve ter esgotado a primeira edição (a tiragem foi pequena e ainda não foi feita uma segunda edição). Se não conseguir encontrar diga-me, ainda tenho alguns exemplares comigo.
De Luísa a 12 de Setembro de 2008 às 00:10
Ana, gosto imenso do O’Henry e gosto imenso de a ler. Não resisto a contar-lhe que, há dias, a minha filhota (de 17 anos) estava com dificuldades em adormecer e pediu-me que lhe lesse qualquer coisa. E eu, que tinha aberto o computador dela, resolvi ler-lhe o seu conto «Café Avenida»… não porque o achasse soporífero, claro, mas porque o achava giro. Como se prevê, não só não consegui que fechasse os olhos, como consegui sentá-la na cama a especular sobre os possíveis desenlaces. Quando acabei, ainda debatemos o tema durante algum tempo, enquanto o sono não vinha. Sei que gostou muito (mesmo não delirando com histórias de amores serôdios – é da idade!)... e que depois dormiu bem. :-)
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 01:58
Luísa, nem sei como responder-lhe! Ler os meus escritos à sua filha é uma honra para mim, mesmo que seja para ela adormecer...
Diga-me como posso fazer-lhe chegar um livro, para insónias futuras... (não tenho o seu endereço de e-mail, mas se me mandar um mail com a sua morada, envio-lhe um pelo correio, com muito gosto)

Um beijinho
De Luísa a 12 de Setembro de 2008 às 16:32
Ana, não foi uma leitura para adormecer! Primeiro, porque detesto que as pessoas adormeçam quando estou a falar com/para elas; segundo, porque, se é para adormecer, eu sou a primeira a cair. Escolhi o seu conto porque tinha acabado de o ler, gostado muito e achado especial graça ao «volte-face» final. De repente, apeteceu-me partilhar e discutir com alguém essa «descoberta». :-)
E foi uma excelente oportunidade para debater o problema do envelhecimento e do amor na terceira idade, que impressiona sempre os mais novos.
Quanto ao livro, já tenho em campo o meu «agente», com ordem de busca nos locais que refere atrás. Deixe-me procurá-lo. Se não o encontrar, prometo dar notícias. Mas desde já me declaro imensamente grata pela atenção. :-)
De Ana Vidal a 12 de Setembro de 2008 às 17:09
A propósito do amor na terceira idade, lembro-me de ter lido há muitos anos, pela primeira vez, "O amor nos tempos da cólera" do Garcia Marquez, e de me ter chocado a descrição realista de uma cena de sexo entre dois velhos. Reli o livro há pouco tempo, de propósito, e achei essa descrição um verdadeiro poema... tudo depende da maturidade de quem lê, e da perspectiva.
Esta sua experiência de leitura com a sua filha lembrou-me essa reflexão que fiz, por causa de um autor que adoro e me marcou sempre, por razões diferentes.

Quanto ao envio do livro, já sabe que pode contar com ele. Com muito gosto, claro.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds