Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Luxo

 

Haverá poucas coisas que dêm tanto prazer como uma boa conversa com alguém que nos entende, alguém que entendemos. Com alguém que tem coisas para nos dizer e a quem temos coisas para dizer. Mesmo que sejam nadas, mesmo que sejam ditas pelo simples prazer de trocar palavras, trocar experiências, trocar ideias.

 

E se entre nós e esse alguém se interpõe uma mesa com iguarias raras, sofisticadas, degustadas devagar como merecem, como merecemos... melhor. E se ao jantar se segue um copo de whisky e ainda mais palavras, com Lisboa e o Tejo aos nossos pés... melhor ainda.

 

Às vezes, viver é um luxo.

 

publicado por Ana Vidal às 11:20
link do post
31 comentários:
De fugidia a 9 de Setembro de 2008 às 12:05
Pois...


De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 12:13
Pois, dona Cusca... que imaginação, hein?
:))
De fugidia a 9 de Setembro de 2008 às 12:27
(risos)

«... conta-me histórias de mouros...»
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 12:36
Querida, Lisboa é uma moura encantada, ela própria... ;)
De Luísa a 9 de Setembro de 2008 às 16:49
Não sendo cusca (mas morrendo de curiosidade), posso repetir os comentários da Fugi? ;-D
De fugidia a 9 de Setembro de 2008 às 16:57
Ora, querida Luísa, vamos fazê-lo em coro, bora? (risos)

(querida Ana, hoje a Luísa está ainda mais inspirada, que não lhe digo nada... aguardo ansiosa o post do nocturno...)
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 21:35
Ah, também eu aguardo... vindo da Luísa é sempre especial!

E respondo ao coro com um fado antigo:
"Ai, Mouraria, da velha rua da Palma..."
lá, lá, lá... lol


De baterdeasas a 9 de Setembro de 2008 às 12:10
vim aqui colocar fotografias de um dos milhares de passeios que faço à beira-rio (todos os dias são dois, um de manhã ao acordar e outro ao anoitecer) ... e fiquei surpreendida ao encontrar aqui esta foto espectacular de vista sobre o Tejo...
Bjo
Joana
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 12:25
Linda, não é? Mas Lisboa é linda a qualquer hora.
De sofia k. a 9 de Setembro de 2008 às 12:40
Às veses é mesmo um luxo... e sabe tão bem! Por mim, hoje, também jantava numa varanda sobre Lisboa... mas o repouso leva-me ao sofá da sala... mas há quem me traga o jantar, flores e sorrisos... também um luxo!

beijinhos miúda e sorrisos
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 14:09
Esse é o maior luxo, miúda. Aproveita-o bem.
Beijinhos
De João Paulo Cardoso a 9 de Setembro de 2008 às 13:24
Lisboa e boa mesa é uma combinação imbatível.

Assim de repente, melhor, só me lembro da Adriana Lima (pouco) vestida com o equipamento do Sporting.

Merketing eldoradenho:
Hoje no "Eldorado", uma embirraçãozinha com a nova Tróia do tio Belmiro.

Gostava que comentasses in locco.

Sei que tenho tido leitores, mas faltam-me comentários nos posts (a Flora, a mana, as primas, a Sofia e o Pedro... ninguém comenta! Chuif... vou cortar os pulsos com pedacinhos afiados de esferovite...).

Beijos e vivam as garfadas de maresia porque tudo isto é efémero.
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 14:45
Já lá vou, Calimero...
De CNS a 9 de Setembro de 2008 às 15:05
E um luxo maior ainda, e raro, é quando nos apercebemos disso...
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

E um luxo maior ainda, e raro, é quando nos apercebemos disso... <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>bj</A>
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 15:29
É verdade, Cristina. Mas para esse luxo basta estarmos atentos...
De Luísa a 9 de Setembro de 2008 às 16:56
Desse luxo, Ana, só dispensava o whisky; e continuava fiel ao magnífico tinto que terá regado o não menos magnífico jantar. O whisky (ou o gelo, não sei) arrefecer-me-ia um pouco… ;-)
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 20:51
:) Luísa, normalmente também prefiro o tinto: antes, como "aperitivo" e durante, como "acompanhamento". Cada vez mais, para mim, o vinho substitui tudo o resto (álccol). Mas ontem apeteceu-me um whisky e, como mudámos de poiso, já não vinha a calhar um vinho tinto. E estava uma noite magnífica, nada arrefece uma noite assim! :)
De Cristina Ribeiro a 9 de Setembro de 2008 às 19:36
A vida reserva estes luxos para quem se dá, não é?
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 21:08
Acho que sim, Cristina. Para quem se lhe dá, pelo menos. :)
De mike a 9 de Setembro de 2008 às 21:37
Ah, Ana, viver já é um luxo. Viver, não sobreviver. :-)
De Ana Vidal a 9 de Setembro de 2008 às 22:24
Concordo em absoluto, Mike. Um luxo que não devemos desperdiçar nem menosprezar, nunca. :)
De Anytime a 9 de Setembro de 2008 às 23:55
Não é a vida que é um luxo, Ana. Luxo é aquilo que dela, e nela, fazemos, e tiramos: um bom prato, um olhar rico, um whisky, um sorriso estimulante, um diálogo ligeiro como a lua que acabou de ser nova, o rio que ao longe se vê. Luxo é a sua capacidade de criar, e usufruir, desses momentos.
De Ana Vidal a 10 de Setembro de 2008 às 00:23
Luxo, Anytime, é ter interlocutores como eu tenho neste blog. Os meus comentadores são o meu luxo virtual. :)
De Teresa Ribeiro a 10 de Setembro de 2008 às 00:07
Humm... É tão bom sentirmo-nos vivos! Essa vista parece-me do Chapitô. Acertei?
De Ana Vidal a 10 de Setembro de 2008 às 00:28
É bem possível que seja do Chapitô, Teresa. Vendo bem, parece-me daí. Mas não foi esta exactamente a que eu vi, só está aqui porque é uma possível (e belíssima) vista nocturna de Lisboa. A verdadeira, de que não tenho registo, não é menos fantástica: é a do bar do Hotel Bairro Alto.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds