Sábado, 30 de Agosto de 2008

Cata-Ventos


Da natureza dos homens (bons)

Xantipa, no A Senhora Sócrates

 

O quotidiano milagre

Luis Serpa, no Don Vivo

 

Escreves escreves escreves escreves

RAA, no A Sublime Porta


Pelo cachaço como os gatos

Leonor Barros, no A Curva da Estrada


Porno Silly

Eduardo Pitta, no Da Literatura


His Marilyn is mine: my Marilyn

SSV, no Sem-Se-Ver

 

De regresso às serras do mar!

Musqueteira, no Lapis Exilis

 

A rapariga... valha-me Deus, era pouco mais que nada

Pedro Viegas, no Mil Conversas

 

A última semana

Mad, no Juro Que Tenho Mais Que Fazer

 

Post(ais) de Verão II

Mouro da Linha, no Womenage A Trois

 

Coisas do Expresso

Cristina Ferreira de Almeida, no Corta-Fitas


O poder do Karaoke

JB, no Adeus Até Ao Meu Regresso

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 12:35
link do post
9 comentários:
De RAA a 30 de Agosto de 2008 às 23:41
Obrigado, mais uma vez, vizinha!
um abraço.
De Ana Vidal a 1 de Setembro de 2008 às 01:34
Outro!
De musqueteira a 31 de Agosto de 2008 às 08:33
viva ana vidal! agradecida estou pela sua referência às palavras que deixei na praia... à beira sintra;)
De Ana Vidal a 31 de Agosto de 2008 às 14:57
Gostei imenso do seu texto, Maria. :)
De Leonor a 2 de Setembro de 2008 às 12:22
Obrigada, Ana, estive de férias, só agora vi este post :-)
De Ana Vidal a 2 de Setembro de 2008 às 12:31
Já és uma residente no Cata-Ventos, Leonor. Com todo o mérito, diga-se. Este é mais um texto delicioso dos teus.
:)
De Xantipa a 2 de Setembro de 2008 às 21:47
Obrigada pela referência e ainda bem que gostou.
Tenho estado de férias e quase sem net, por isso só agora pude aqui vir.
Um abraço!
De Ana Vidal a 2 de Setembro de 2008 às 22:29
Outro, Xantipa, e volte sempre.
De JuliaML a 3 de Setembro de 2008 às 23:17
ainda não tive tempo deler todos..só li o RAA e o Corta-Fitas,

tenho a certeza que astuas escolhas são boas, por isso voltarei!

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds