Sábado, 2 de Agosto de 2008

Cata-Ventos

 

Ah, vai pro Inferno!

Marília, no Ainda podia ser pior

 

Outros tempos

JB, no Adeus, até ao meu regresso

 

Massagens

FJV, no A Origem das Espécies


O desencontro

João Távora, no Corta-Fitas


Eu hoje acordei assim...

Charlotte, no Bomba Inteligente


Os dias de Oxford

Leonor Barros, no A Curva da Estrada

 

Virgens até o fim chegar

Teresa C., no Sem Pénis nem Inveja

 

Pão

POS, no A Criação do Mundo

 

Narciso

MJM, no Teatro Anatómico

 

Não é o segredo do passado Domingo

SSV, no Sem Se Ver


Noites de memória

Isabel G, no Miss Pearls

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 23:50
link do post
12 comentários:
De fugidia a 3 de Agosto de 2008 às 00:04
Ana, o link da Bomba (eu hj acordei assim) está errado: repete do do desencontro, do corta-fitas.
Beijinho.
De Ana Vidal a 3 de Agosto de 2008 às 00:12
Obrigada, Fugi, já vou emendar.
beijinho
De fugidia a 3 de Agosto de 2008 às 00:09
Gostei sobretudo do das virgens
Beijinho, outro
De Ana Vidal a 3 de Agosto de 2008 às 01:23
Era assim mesmo, Fugi... tive uma tia-avó que era igualzinha a este quadro, com sanatório e tudo!

Beijinho
De sem-se-ver a 3 de Agosto de 2008 às 02:39
(corei...)
De Ana Vidal a 3 de Agosto de 2008 às 10:09
Ora, SSV, o post sobre a Caroline Henderson é fantástico, e eu também gosto muito de desconstruções que servem para construir...
De Cristina Ribeiro a 3 de Agosto de 2008 às 09:59
Bom dia, Ana,
Como gostei de ler «Outros Tempos»!
Uma realidade de todos os dias...
Beijinho., Que o seu Domingo seja bom
De Ana Vidal a 3 de Agosto de 2008 às 10:11
Quadros vivos do paredão do Estoril, Cristina, vistos pelo olho clínico do João. A partir de amanhã serão sobre África, outras realidades...
Bom Domingo!
De João Távora a 4 de Agosto de 2008 às 11:50
Agradeço a simpática referência,
Ana.
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 19:35
Gostei muito do seu texto, João.
De Leonor a 4 de Agosto de 2008 às 15:01
Obrigada, Ana, pelo carinho :-)
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 19:36
És sempre bem-vinda ao Cata-Ventos, Leonor. :)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds