Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

Porque hoje é... MONTAG

 

Os meus actores favoritos: 

Edward Norton

 

publicado por Ana Vidal às 10:30
link do post
13 comentários:
De Cristina Ribeiro a 4 de Agosto de 2008 às 11:07
Mais um que faz o pleno: bonito, olhar de pessoa carinhosa- seguindo a máxima de que os olhos são o espelho da alma- e bom actor.
Boa escolha.
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 11:32
Querida Cristina, o Norton está num lugar muito alto na minha lista de favoritos porque o adoro como actor, mas não me lembraria de chamar-lhe bonito... e os papéis em que mais gostei de vê-lo, até agora, são precisamente os de personagens seriamente perturbadas ou mesmo psicopatas. O que não significa que ele seja assim, claro... :)
De fugidia a 4 de Agosto de 2008 às 13:31
Bom actor, sim.
Mas... (risos) - eu sei que sou esquisita -, não é o meu género de homem (gargalhada)
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 13:46
Nem o meu, Fugi. Mas não é por isso que ele está aqui...
:) beijinho
De Margarida a 4 de Agosto de 2008 às 16:36
É curioso, de facto, o comentário da Cristina (acho que é mesmo o da Cristina, pois, quando escrevemos o nosso comentário, não temos acesso aos restantes...). Do género "quem vê caras, vê corações". Sugiro-lhe, a propósito, o (excelente) filme "Primal Fear", com este rapaz de olhar doce e o Richard Gere.

Vemos, muitas vezes, o que queremos ver. Não necessariamente o que está à vista. Muito menos aquilo que se esconde atrás do que, simplesmente, parece. E não aprendemos, quantas vezes. Para mal dos nossos pecados. Que são muitos, certamente. Tal a frequência com que nos enganamos...
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 18:08
Gosto de sabê-la por aqui a comentar cinema, Margarida. Sei que é uma das suas paixões e tenho a maior curiosidade de saber o que vai tendo a dizer sobre as minhas escolhas nesta secção das segundas-feiras, "Os meus actores preferidos".
:)
De Luísa a 4 de Agosto de 2008 às 17:42
É verdade, Ana, também o acho um excelente actor e os seus melhores trabalhos são aqueles em que recria figuras surpreendentes, em filmes de final absolutamente inesperado. Ainda há pouco revi «O Ilusionista», muito bom. Mas concordo com a impressão da Cristina. Há nele qualquer coisa de sólido e fiável… até sedutor. O resto – quero crer, apesar do alerta da Margarida - é representação e espectáculo! :-)
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 18:05
Também concordo com o "sólido e fiável", Luísa. E tem personagens inesquecíveis, como por exemplo a do filme A raíz do medo, que aponta a Margarida. E tantas outras, de uma densidade fantástica...
No Ilusionista, acho que ele consegue salvar brilhantemente um filme que não me despertaria muito a atenção. Mas ele vale o filme, sem dúvida.
:)
De Teresa Ribeiro a 4 de Agosto de 2008 às 17:43
Estou de férias, sem acesso diário à Internet, por isso quando acedo é para marcar o ponto no CF e pouco mais. Hoje vim pela primeira vez desde há umas duas semans fazer, finalmente, umas visitas e gostei de ver esta segunda-feira assinalada assim! Para compensar as sextas corta-fiteiras, cada vez mais intoxicadas de gajas :))))
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 18:57
Então gosto ainda mais da visita, Teresa!
Quanto às segundas-feiras... se não formos nós, mulheres, a elevar o nível, quem o fará? ;))
Aqui o critério é a qualidade e não a quantidade, if you know what I mean...
Beijinho
De mike a 4 de Agosto de 2008 às 19:18
Irra, que um homem vem aqui de mansinho à segunda-feira, abre a porta e o vento que sopra é vento do norton...
FAZES CÁ FALTA Ó RÉPROBO! E MAIS AS TUAS SEXTA-FEIRAS!
De Ana Vidal a 4 de Agosto de 2008 às 19:28
Faz muita falta, sim, mas não por essa razão!

Mike, não se martirize e vá a correr ao Corta-Fitas, lá tem umas sextas-feiras mesmo à sua medida... aqui é mais bolos! ;)
De mike a 4 de Agosto de 2008 às 20:59
Já lá fui, Ana ;)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds