Quinta-feira, 17 de Julho de 2008

Até sempre, Paulo!

 

Volto mais cedo que o que me tinha imposto, e só por uma razão de peso: a despedida bloguística de um querido Amigo, que decidiu fechar a sua fantástica casa virtual durante as minhas férias...

 

O Paulo Cunha Porto vai fazer-me muita falta. O Afinidades Efectivas é um dos melhores e mais inteligentes blogs que conheço, e o nosso convívio foi diário durante muito tempo. Com ele diverti-me, reflecti e aprendi muito. Mas não dramatizo. Como diz o seu autor, um blog tem como principal função o entretenimento e só nessa qualidade se justifica prolongá.lo.

 

A vida é feita de ciclos e o do Réprobo chegou ao fim. Outros virão para o Paulo, espero que muito bons, e cá estarei para acompanhá-lo com o mesmo prazer e a mesma amizade de sempre. Um beijo e até sempre, meu Amigo. Termino com uma expressão que lhe é particularmente cara: O Rei morreu, viva o Rei!

 

Ou seja: O Réprobo morreu, viva o Paulo!

 

(Na imagem: S. Lourenço, "o diácono do bom humor". Uma private joke que o Réprobo entenderá...)

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:42
link do post
12 comentários:
De O Réprobo a 17 de Julho de 2008 às 19:25
Querida Ana,
Queria cá eu que interrompesse as férias por tão pouca coisa! Não havia necessidade...
A vida tem destas, mas quem sabe se daqui a uns meses não estarei em posição de regressar, noutra conformidade?
Se algum mérito o blogue teve, foi o de juntar alguns Espíritos Extraordinários no comentarismo salvador dele. E a Ana lá estava, na frente do Grupo Escolhidíssimo.
Muito obrigado por tudo, sempre que puder virei ao «Porta...»
Beijinho
De Ana Vidal a 17 de Julho de 2008 às 19:42
Esta casa é sua, Paulo. Volte sempre que lhe apetecer continuar a nossa bela cavaqueira.
Até que se aventure de novo com outro pseudónimo, heterónimo ou até antónimo, se lhe apetecer. Mas volte, sim?

Beijinho
De Júlia a 17 de Julho de 2008 às 21:24

Faz-nos falta, muita,muita! A sua afectividade, o seu sentido critico, o seu humor, o seu cavalheirismo, enfim a sua inteligência.
Viva o Paulo! Alguem com estas qualidades jamais será Réprobo por muito tempo :-)

bem querer meu aos dois
De Ana Vidal a 17 de Julho de 2008 às 21:36
Agora é que tu disseste tudo, Júlia!
De Cristina Ribeiro a 17 de Julho de 2008 às 19:50
Bem-vinda, Ana!
Sabe que muitas vezes pensei nisso: as afinidades que se foram criando à volta do " Afinidades".
Havemos de nos reencontrar todos: uma questão de tempo, e temos o Paulo de volta...
Beijinho
De Ana Vidal a 17 de Julho de 2008 às 20:00
É verdade, Cristina. O Afinidades foi o fio condutor deste grupo e o Paulo o seu mentor, é justo reconhecê-lo. Mas ele há-de voltar... ;)
Beijinho
De filomeno a 17 de Julho de 2008 às 21:08
Cuando vuelva el gran Paulo, por favor, que no ponga como divisa "cartoon" pesimista......
Saludos a todos.
De Ana Vidal a 17 de Julho de 2008 às 21:50
Saludo, amigo Filomeno.
Sin pesimismos, por supuesto!
De fugidia a 17 de Julho de 2008 às 21:29

Estou mesmo triste: apanhada de surpresa por esta fuga... não há direito...

Beijinhos de bom regresso, Ana
De Ana Vidal a 17 de Julho de 2008 às 21:35
Tem razão, Fugi. Foi mesmo uma surpresa, e também me deixou triste. Mas esperemos pelo regresso do Paulo numa outra pele. Ele volta, tenho a certeza...

Beijinhos, obrigada.
De Meg (Sub Rosa) a 19 de Julho de 2008 às 16:08
Querida Ana, isto do Réprobo é uma "partida" (hahaha) no outro sentido, pois não?
E sempre essas coisas acontecem quando estou *viajando*.
Um beijo, querida.
E bem-vinda de volta.
M.
De Ana Vidal a 19 de Julho de 2008 às 16:38
Não, não é uma partida, Meggy... mas quero acreditar que ele volta em breve, com outro nome qualquer. Nenhum de nós lhe perdoará se não o fizer... :)

E tu, também de volta em grande força? Hope so...
Beijinho, amiga.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds