Terça-feira, 24 de Junho de 2008

Coisas que gostava de fazer?

Um salto de paraquedas, um dia destes. Outra forma de voar. 

 

 

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:05
link do post
15 comentários:
De mike a 24 de Junho de 2008 às 14:00
Isso de andar à pendura não tem lá muita piada... (risos)
De Ana Vidal a 24 de Junho de 2008 às 15:55
Pelo contrário, eu acho que ir à pendura é o ideal. Tudo o que quero é alguém que se preocupe com a parte técnica e com a minha sobrevivência, eu só quero gozar a vista e a viagem...
De mike a 24 de Junho de 2008 às 23:29
Bah! E a adrenalina? (risos)
De Ana Vidal a 24 de Junho de 2008 às 23:59
A adrenalina está sempre garantida, basta saber que estamos a 4.000 metros de altitude...
:)
De rocha a 24 de Junho de 2008 às 15:42
Não está a contar com a Tribo não????
Rocha
De Ana Vidal a 24 de Junho de 2008 às 15:56
Com grande pena minha, devo dizer... era um programa diferente para a Tribo ou não era?
LOL
De cristina ribeiro a 24 de Junho de 2008 às 17:52
A ideia é bonita, mas, e o medo que tenho de coisas , demasiado radicais? Vou planando com os pés em terra , e deliciando-me com imagens vistas do céu, assim como as do «África Minha» :)
De Ana Vidal a 24 de Junho de 2008 às 21:55
Essa é outra forma de voar, Cristina, e acabou de dar-me mais uma ideia para as coisas que eu gostava de fazer!

Mas planar com os pés em terra não vale...
:)
De O Réprobo a 24 de Junho de 2008 às 20:56
Querida Ana,
fica notificada de que, depois desta, me vou meter Consigo, lá no estaminé. É só procurar uma coisinha que eu cá sei...
Beijinho
De Ana Vidal a 24 de Junho de 2008 às 21:52
Aguardemos a provocação, então...
;)
De Júlia a 25 de Junho de 2008 às 00:37
por acaso nunca tive esse desejo...
De SC a 24 de Junho de 2008 às 22:57
Se tudo correr bem, acontecerá este Verão (Agosto). Mas nem quero pensar muito no assunto, não vá, até lá, arrepender-me!
De Ana Vidal a 25 de Junho de 2008 às 00:40
Boa, SC!
E não se pode pensar muito, ou não se faz...
De fugidia a 26 de Junho de 2008 às 10:38
Com ou sem pendura, quem me dera, neste instante...

Beijinho.
De marcio a 27 de Junho de 2008 às 01:57
Belissíma foto!!

Abs!

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds