Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

Oldies (9)

E aqui está ela, a minha Diva. Abriram-lhe o caminho outras Divas, de mérito igualmente  indiscutível. Ladrilharam, com as suas vozes míticas, a estrada que ela pisaria algum tempo depois. Billie Holiday, Mahalia Jackson, Ella Fitzgerald... para citar só algumas, foram madrinhas de luxo daquela que é, para mim, a melhor de todas elas. Talvez por achá-la mais completa: a sua voz vai da extrema doçura, apenas sussurada, até ao tsunami imparável e arrasador. É brisa e trovão, é veludo e sólida madeira. Única, irrepetível, eis Miss Aretha Franklin.

 

Difícil, mais do que nunca, foi escolher só 3 canções...

 

(I say a little prayer)

 

(Natural Woman)

 

(Nessun Dorma)

 

Pronto, abro uma excepção para ela, nem que seja para mostrá-la ao piano. Ficam quatro canções, e não três...

(Bridge over troubled water)

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 18:06
link do post
17 comentários:
De fugidia a 18 de Junho de 2008 às 19:14

Hum...
Faltou o "I Say A Little Prayer" (risos)
Beijinhos.
De Ana Vidal a 18 de Junho de 2008 às 19:22
Sabe que chegou a estar cá? Mas depois escolhi Nessun Dorma, onde se avaliam outras nuances da voz dela. Decidi que eram só três... mas ficaram tantas para trás, e todas tão boas...
De fugidia a 18 de Junho de 2008 às 19:46

Hum...
Então está perdoada
De Ana Vidal a 18 de Junho de 2008 às 22:56
Olhe, Fugi, não resisti e troquei. Aquela versão de "Respect" também não era a minha preferida...
:)
De cristina ribeiro a 18 de Junho de 2008 às 22:34
Dela conheço alguma coisa e gosto, mas esta "Nessun Dorma", uma ária de que gosto mesmo muito, foi uma boa surpresa :)
De Ana Vidal a 18 de Junho de 2008 às 23:00
É uma intrepretação originalíssima de Puccini, Cristina. A música é um universo tão vasto, não é?
:)
De O Réprobo a 18 de Junho de 2008 às 23:02
Das vozes citadas confesso que a EF me faz balançar... Mas a Aretha é muito grande, já se vê. Agora vejo em todo o seu esplendor a razão de ser da resposta do outro dia, do gostar anormalmente dela.
Beijinho, Querida Ana
De Ana Vidal a 18 de Junho de 2008 às 23:24
Para que saiba, Paulo: às vezes sou dada a exageros!
beijinho
De fugidia a 18 de Junho de 2008 às 23:58

Yes, adoro esta última!
De fugidia a 18 de Junho de 2008 às 23:59
P. S. E gracias por ter incluido a "little prayer"
De Ana Vidal a 19 de Junho de 2008 às 00:37
Não foi grande o sacrifício, Fugi... eu também adoro esta!
De mike a 19 de Junho de 2008 às 00:31
A senhora sabe cantar. Oh se sabe! Mas para mim não foi difícil escolher, Ana. Quem de 4 tira 2, ficam duas canções. Depois hesitei pouco. I say a little prayer é a minha preferia, de caras, porque é aí que revejo o puro gospel e soul, cantados em ritmo R&B. A outra? Natural woman.
De Ana Vidal a 19 de Junho de 2008 às 00:41
A senhora sabe cantar tanto que até se atreve no Turandot... e sai-se bem.
Concordo com as escolhas, mas gosto tanto de todas elas...
:))
De Luísa a 19 de Junho de 2008 às 17:19
Querida Ana, gosto muito desta sua selecção. Claro que, para quem tem uma especial predilecção pela música de Burt Bacharach, «I say a little prayer» é o máximo! :-)
De Ana Vidal a 19 de Junho de 2008 às 17:27
Então temos mais esse gosto em comum, Luísa: o Burt Bacharach também é um dos meus eleitos. Mal se fala nele, lembro-me logo de "Rain drops keep falling on my head"... a que é impossível não associar (é claro!) as belas caras de Robert Redford e Paul Newman. Fraquezas...
Beijinho
;)
De minucha a 19 de Junho de 2008 às 18:56
Saio daqui, com o dia ainda mais completo, Ana

Um dia destes vou-lhe roubar a ideia, posso?

Beijinho
De Ana Vidal a 19 de Junho de 2008 às 19:02
Claro, Minucha, à vontade. A ideia e as músicas, se quiser.
:) beijinho

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds