Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Com a casa às costas


Meus amigos, nos próximos dias não haverá novos posts.
Estou na fase final da minha mudança de casa, por isso podem adivinhar o caos que aqui vai!
Mas vou passando por aqui de vez em quando (não resisto), sobretudo à noite.
De dia, sou um caracol...
Fiquem bem. A bientôt.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 12:34
link do post
9 comentários:
De Leonor Barros a 22 de Novembro de 2007 às 14:11
Detesto mudanças de casa :(
De av a 22 de Novembro de 2007 às 01:37
Obrigada a todos.
Felizmente a distância não é grande, porque o carro já andou quase assim várias vezes.
Também gosto de mudar, JG. Acho até que me viciei em mudar de casa, mas agora espero não mudar tão depressa. Isto cansa!
De leonor a 21 de Novembro de 2007 às 15:48
Boa mudança!
De Ratatouille a 21 de Novembro de 2007 às 14:49
Boa, Ana
Em princípio quando se muda é para melhor e espero que seja o caso. Passei por isso há 3 meses, mudança para uma casa maior e mais central, onde os meus 3"meninos" possam crescer à vontade e mais perto de escolas e faculdade. Ainda hoje estou arrumar as pontas soltas que vão ficando para o fim. Parabéns e boa sorte. Ontem deixei um comentário nos Pastéis de Nada que espero que leias.
Beijos.
De manuel teixeira a 21 de Novembro de 2007 às 11:52
Com que então casa nova, hein ?
Parabéns e bon courage para a mudança.
De JG a 21 de Novembro de 2007 às 00:48
Mudei muitas vezes de casa no tempo da minha juventude "incon-ciente". Adorava mudar de vistas, de vizinhança, de café, de barbeiro, de tudo. Também, era no tempo em que tudo o que tinha cabia na mala de um Fiat minúsculo!!!

Força, mesmo que o teu carro vá como o da imagem. É bom mudar, eu acho.
De Huckleberry Friend a 20 de Novembro de 2007 às 17:20
Coragem! A sereia do cais e eu passámos a noite de ontem a arrumar caixotes... nove meses e meio depois da mudança! Beijinhos!
De FL a 20 de Novembro de 2007 às 17:08
Força nisso. Casa nova é muito bom :-)

Beijocas
De Capitão-Mor a 20 de Novembro de 2007 às 15:34
Eis uma das coisas que mais odeio!

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds