Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

A minha praia

 

Tenho estado aqui a acompanhar os concertos de hoje à noite no Rock in Rio, enquanto vou escrevendo e fazendo outras coisas. Primeiro Joss Stone, uma figura que contrasta em  absoluto com a da chocante Amy Winehouse: fresca, simpática, bonita, doce, saudável. E a voz... caramba, que voz!, sobretudo tendo em conta a idade da menina-mulher que canta descalça. Um timbre quente e poderoso, que pertence por direito próprio à Soul Music, como se a frágil loirinha fosse afinal negra e tivesse nascido em New Orleans ou no Harlem.

 

E depois, Rod Stewart. Bem... o homem não é, nunca foi, um dos meus cantores preferidos. E a voz está muito fraquinha, embora a rouquidão habitual ainda disfarce. Mas é impossível não me render às canções eternas (cujas letras sei de cor) e à corte que traz consigo: um palco cheio de gente surpreendente. Mulheres, quase todas, ou não tivesse ele uma fama de quebra-corações a defender. Uma saxofonista espampanante, uma violinista igualmente bonita, e, last but not the least, três vozes sublimes no coro. De repente, uma delas canta, a solo, Proud Mary (dos Credence Clearwater Revival) e eu passo a gostar mais de Rod Stewart só por tê-la trazido. Que maravilha! Depois, canta ele próprio Have you ever seen the rain (também dos CCR), bem apoiado pelo coro de luxo. Rod Stewart fez a vontade aos fãs portugueses: quase todas as suas músicas conhecidas estiveram em palco.

 

Se tivesse dúvidas, hoje confirmaria uma vez mais que a "minha praia" é mesmo a Soul Music. Mas depois penso melhor, e vejo que há muitos outros géneros musicais em que gosto também de dar uns bons mergulhos. Outras praias, também as minhas praias. E descubro que aquilo de que gosto, afinal, é de boa música. Seja ela de que praia for.


Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 00:24
link do post
15 comentários:
De psb a 2 de Junho de 2008 às 09:03
Ana
O Rod também é cá dos meus. E acho que tem ganho com a (matur)idade. Há uma série de discos relativamente recentes em que interpreta os grandes temas clássicos de compositores americanos, um outro registo, portanto, que são muito bons. Também achei a voz demasiado baixa. Mas atribuo a menores condições acústicas do recinto e a uma provável má distribuição na gestão do som entre a voz e os instrumentos (nos intervalos entre músicas as poucas palavras que disse tinham outra sonoridade). mas gostei. Pena que o público fosse tão pouco exuberante.
Um beijo e boa semana.
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 16:47
Pedro, eu já acho um milagre que ele tenha enchido o recinto com gente tão nova... talvez fosse o som que não fosse o melhor, mas achei-o com muito pouca voz. E tenho os cd's de que falas, dos clássicos americanos. São muito bons, também acho.
Um beijo
De cristina ribeiro a 2 de Junho de 2008 às 10:24
Na minha praia também cabem vários tipos de música: única condição- que a julgue boa...
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 16:48
É isso, Cristina.
De Huckleberry Friend a 2 de Junho de 2008 às 13:23
Estive por lá no dia da Amy e não faço comentários... a única emoção desse concerto foi sentir dançar alguém que ainda não tem idade para perceber a palhaçada que a menina lá foi fazer. Aliás, alguém que não tem idade, tout-court! Salvaram a noite Ivete Sangalo e Lenny Kravitz, de quem gosto mais do que julgava...

Foi por causa desse tal alguém que decidimos lá voltar ontem. Afinal, era Dia da Criança! E valeu a pena. Ala dos Namorados, Xutos, Vitorino com Boss AC, Joss Stone e Rod Stewart estiveram todos muito bem. Ah, e a tenda electrónica também. Não fui lá, mas uma hora depois de me ter deitado ainda a ouvia, do lado de lá da rua!
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 13:53
Mas tu vives praticamente "dentro" do Rock in Rio, quase nem precisavas de ir lá!! Não sei se é sorte ou azar, calculo que dependa da resistência de cada um aos decibeis...
beijinhos
De Huckleberry Friend a 2 de Junho de 2008 às 15:14
É sorte quando queres lá ir (e, sobretudo, para voltar a altas horas). É azar quando não queres ou quando te apetece dormir... não sei se não vou para outro lado nas próximas quinta e sexta-feira... bjs
De Sofia a 2 de Junho de 2008 às 14:09
Para a Amy não há comentários, mas ainda me diverti! No Sábado tive pena de não ser mosca para assistir aos Bon Jovi, recordando as tardes da adolescência! Mas decidi ir ontem, à última da hora e não me arrependo. Conhecia pouco de Joss Stone e adorei, Rod Stewart arrasou e dancei até não poder mais! Pena o frio, o vento e a gripalhada com que estou hoje... em casa! Não se pode ter tudo!

beijos miúda
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 16:40
Pois é... não se pode ter tudo. Mas valeu a pena a constipação, já vejo.
beijinhos
De O Réprobo a 2 de Junho de 2008 às 15:26
E depois eu e o Mike é que andamos pedrados, não é Menina Ana?
Beijinho
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 16:14
LOL. A cada um a sua Stone, meu amigo, embora eu ache que VExas também não enjeitariam a minha...
beijinho
De rocha a 2 de Junho de 2008 às 16:45
Pois é ....dei comigo também sentada no sofá ansiosa à espera da Amy Winehouse que é a única cantora que me faz tremer outra vez....Há qualquer coisa nela de mágico, trágico e patético mas tão nosso conhecido que faz impressão passados tantos anos...a voz dela é qualquer coisa de maravilhoso, as letras são um grito de Socorro que ninguém a não ser ela própria vai puder acudir..fez-me pena. Que horror que deve ser defraudar e desiludir 90000 pessoas só porque não consegue " acudir "a si própria.Mesmo assim que voz.........Perguntei aos meus sobrinhos " Então????" Oh tia que horror ....o estado dela!!!!!!!!! Sera´que servirá para alguma coisa??? Será que a Janis Joplin e o Jim Morrison ajudaram a nossa geração??????'''
Que Assim Seja
Rocha
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 17:14
Tens toda a razão... acho que o que me repele na Amy W. é o enorme talento desperdiçado, aquele abismo horrível mesmo à nossa vista. Infelizmente, não lhe dou muito tempo de carreira (para não dizer mais) e faz-me pena. Espero que a geração dela não a tome como um ídolo... isso aconteceu com a Janis Joplin e o Jim Morrison, com consequências trágicas para muita gente dessa geração. Eram geniais, é verdade, mas perigosos pela influência que tinham.
De Luísa a 2 de Junho de 2008 às 17:52
Querida Ana, também tenho muitas praias. E, quanto ao Rod Stewart, também nunca foi dos meus preferidos. Mas está ligado ao meu mais divertido passado. É talvez, de todas as «celebridades» que compunham o panorama musical desse tempo, aquele de que estive fisicamente mais perto (ressalvado o caso dos que vi em concerto), quando, em Puerto Banus, salvo erro, vi um Porsche preto com a expressiva matrícula «ROD». Parece que andava por ali, o que, apesar das minhas reservas, não deixou de ser uma sensação. ;-D
De Ana Vidal a 2 de Junho de 2008 às 18:10
Também tenho uma história dessas em Puerto Banus, Luísa: uma das vezes que lá fui estava atracado na marina o "barquinho" da Cristina Onassis, porque ela estava em Marbella com o sogro e a filha para uma das mil curas de emagrecimento que fez. Vi-os chegar e subir para o barco, calmamente, como se fossem pessoas normalíssimas. Ela tropeçou e perdeu um sapato, sem querer, e eu dei-lho. Uma glória!
;-)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds