Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Amigos de talento - III

 

O talento do meu amigo Luís Leal não se explica nem se descreve: mostra-se. É o que tento fazer aqui, com alguns exemplos (tão poucos, para o que eu gostaria!) do seu fantástico trabalho. O Luís é pintor, ilustrador e caricaturista, e ainda domina com mestria a tecnologia de ponta das artes gráficas. Já fizemos dois livros juntos e foi um prazer trabalhar com ele.

 


  

 

Como artista plástico está a ganhar relevo a um ritmo imparável, o que não pode deixar-me mais feliz, já que sempre o incentivei a mostrar ao mundo a sua arte. O traço é fluido, cheio de força e personalidade, e nunca monótono. Como experimentalista que é, tem obras que vão das grandes telas pintadas a acrílico até às miniaturas em tinta da china sobre papel. Todos eles - mas todos, mesmo - de qualidade superior.

 

 


Tenho dois quadros dele em casa e não me canso de olhá-los, porque lhes descubro sempre alguma coisa de novo. Uma visita ao atelier do Luís é uma garantida viagem ao prazer dos sentidos e à descoberta de novas emoções. E ele recebe toda a gente com simpatia e afabilidade, além do genuíno prazer de conduzir-nos através dos labirintos da sua fecunda imaginação. Já expôs em galerias nacionais e estrangeiras, e esteve este ano representado na prestigiada ARCO, em Madrid. Se se deixarem apaixonar por um dos seus desenhos ou telas, tratem de adquiri-lo já. Daqui a pouco tempo, tenho a certeza, já não será para todas as bolsas...

 

 

 

(Clicar nas imagens para aumentá-las. Na última estão os contactos para uma visita ao atelier do Luís Leal, em Lisboa.  Verão que vale bem a pena. )

 

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 11:58
link do post
11 comentários:
De Teresa a 30 de Maio de 2008 às 13:13
Que beleza!
Fiquei encantada! :)
De Ana Vidal a 30 de Maio de 2008 às 18:55
Calculei que gostavas, Teresa.
Um dia destes combinamos uma "excursão" lá, se quiserem. Vale a pena.
De mike a 30 de Maio de 2008 às 16:01
A mim parece-me mais amigo do talento... :)
De Ana Vidal a 30 de Maio de 2008 às 18:54
:) Mike, tem razão.
De Manecas a 30 de Maio de 2008 às 16:16
Obrigado Aninhas, são realmente espantosos...e pelo que dizes, devem somente ser uma amostra...

Os meus parabéns ao Luís .

Beijinhos para ti!
De Ana Vidal a 30 de Maio de 2008 às 18:53
Beijinhos para ti também, Manecas, e bom fim de semana. Recebi o teu mail, já lhe vou responder.
De O Réprobo a 30 de Maio de 2008 às 18:30
Absolutamente notáveis, sem definição da fronteira das formas com uma linha claramente traçada, consegue com a destreza da manipulação das manchas, dar uma força inegável ao gesto das figuras.
Beijinho grato e... claro que é absolutamente merecedor de Tal Divulgadora.
De Ana Vidal a 30 de Maio de 2008 às 18:52
Muito bom mesmo, Paulo. Merce uma visita, e é fácil: o atelier fica na Calçada das Necessidades, é centralíssimo.
beijinho
De João Paulo Cardoso a 30 de Maio de 2008 às 18:47
Não conhecia e é de facto espectacular!
Merece reconhecimento à escala global.

Os talentos dos meus amigos passam apenas por cuspir cascas de tremoços a grandes distâncias.
E há um que faz esculturas com rolos de papel higiénico.
E um outro é muito bom a correr de costas com uma bilha de gás na cabeça.
De Ana Vidal a 30 de Maio de 2008 às 18:48
Já tinha saudades de me rir contigo, JP! Tenho que passar lá pelo estaminé, não tenho tido tempo para nada.
beijocas
De DaLheGas a 1 de Junho de 2008 às 02:33
adorei esses bichos, liiindos que grande artista deve ser. eu nao pesco nada da materia mas acho genial

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds