Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Embirrações

 

A Cristina Ribeiro, do Estado Sentido, pergunta-me pelos meus ódios de estimação. Tenho alguma dificuldade em responder a esta pergunta, já que não odeio nada nem ninguém em particular. Os ódios fazem mal à saúde e a minha é-me preciosa. Claro que poderia dizer que detesto o oportunismo, a insensibilidade, o racismo, a bajulação, a falta de humanidade e de carácter, a inveja, a mentira gratuita, a crueldade, etc.... mas quem não detesta tudo isso?

 

Prefiro revelar, quase em tom de brincadeira, algumas das minhas "embirrações" de estimação, que de imediato me ocorrem: o coco (a não ser no caril); as  tunas (o barulho, a escolha das letras, a invasão); as vozes nasaladas (como as de alguns locutores de rádio, por exemplo); as  mãos suadas (que correspondem, quase sempre, a apertos de mão moles); a overdose de futebol na televisão (embora esteja em vias de me deixar corromper...); a música pimba (o próprio conceito me irrita); as exibições de novo-riquismo; os supostos vips do nosso jet set (que ainda não perceberam que nem ao "jet cinco" chegam).

 

Tenho dito. Passo a pasta a quem quiser pegar-lhe e não tenha ainda sido desafiado.

 

Adenda: Não sei como fui esquecer-me de uma das minhas maiores embirrações, daquelas que me deixam em pele de galinha, me fazem urticária, me arrepiam os cabelos e me dão vontade de morder: o comendador metralha. Isso mesmo, Joe Berardo, o próprio! Felizmente, tenho amigos atentos que me lembram as minhas próprias embirrações...

 

Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 13:07
link do post
23 comentários:
De Júlia a 23 de Maio de 2008 às 16:28

Livra, Ana!! Desta vez demoraste. Tenho andado aqui à roda para ver a tua resposta que nunca mais chegava- risos

Mas valeu a pena! Ri com vontade :-)
beijinho
De Ana Vidal a 23 de Maio de 2008 às 16:32
Só agora tive tempo para blogar um bocadinho, Júlia.

beijinhos
De cristina ribeiro a 23 de Maio de 2008 às 19:00
Identifiquei-me muito com essa embirração com mãos suadas, que quase sempre correspondem a apertos de mãos moles...
A outras, como as exibições de novo- riquismo ou figuras do dito jet set, tento ser-lhes indiferente, mas quando nos "entram pelos olhos dentro", e não lhes podemos fugir (por cá é mais verdade o primeiro caso), ai são irritantes, são..
Beijinho
De Ana Vidal a 23 de Maio de 2008 às 22:14
Tem razão, Cristina, o melhor é ignorá-los. Até porque é o pior que podemos fazer-lhes. Mas irritam-me, nada a fazer.
beijinho
De João Paulo Cardoso a 23 de Maio de 2008 às 20:05
Felizmente nunca embirrrei com alguém que embirra com as mesmas embirrações que eu.

Mas é ainda melhor - e acontece amíude - quando me deixo fascinar por alguém que se fascina pelas mesmas coisas que acho fascinantes.

Enfim... tendências.

Beijos.
De Ana Vidal a 23 de Maio de 2008 às 22:11
Enfim... labirintos. Bons labirintos, aliás, JP!
Viraste filósofo, com o peso da idade...

Beijinhos
De Leonor a 23 de Maio de 2008 às 20:15
Partilho o ódio pelas tunas, e incluo praxes e trajes académicos, mãos suadas também me incomodam, bem como música pimba e o novo-riquismo.
Beijo
De Ana Vidal a 23 de Maio de 2008 às 22:09
Não me espantam as sintonias, Leonor.
Beijinho :)
De Rita Ferro a 23 de Maio de 2008 às 21:57
Magnífico o graffiti que juntas ao teu texto! Vou escrever e pendurar cá em casa! Vale sempre a pena visitar-te, miúda... Onde estás?
De Ana Vidal a 23 de Maio de 2008 às 22:08
Home, sweet home. Um fim de semana pacífico.
Beijo
De Rita Ferro a 24 de Maio de 2008 às 03:36
Ok, só para saber...
De O Réprobo a 23 de Maio de 2008 às 23:31
Enfim, coco... nem por ser o diminutivo da Chanel se safa, em Amiga tão Requintada?
No resto é só pôr aspas.
Beijinho
De Ana Vidal a 24 de Maio de 2008 às 00:28
Nem assim, Paulo. Enjoei coco há muitos anos, e sou incapaz de comê-lo hoje em dia. Mas abro uma excepção para o caril, que não tem a mesma graça sem ele.
Beijinho
De Allan a 23 de Maio de 2008 às 23:51
...'Diachoé "música Pimba"?
De Ana Vidal a 24 de Maio de 2008 às 00:01
Allan, você não imagina a gargalhada que já dei por causa desta pergunta! Esqueço-me de que os meus amigos brasileiros não conhecem estas expressões...
"pimba" significa "brega", mais ou menos, e refere-se a um tipo de música popular de má qualidade. Não sei qual a expressão correspondente no Brasil. E em Itália como é, já agora?

Um beijo
De Allan a 24 de Maio de 2008 às 00:07
No Brasil, música brega. Na Itália, música napolitana.
[Pra falar a verdade, acho que toda a música romântica italiana entra em uma categoria que eu chamo de "música de corno", pois sempre fala de sofrimento, traições e ciúmes. Coisas de corno, sabe como é...?]

Aproveito para informar que o blog "Faça a sua Parte" está com uma série de debates ambientais em preparação à blogagem coletiva que ocorrerá no dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. Segunda-feira 26, estarei publicando um post meio provocatório e gostaria de receber a sua visita lá.

http://www.verbeat.org/blogs/facaasuaparte

:)
De Ana Vidal a 24 de Maio de 2008 às 00:16
Lá irei com muito gosto, Allan.
Quanto à música, o nome italiano é um bocadinho injusto: há "napolitanas" muito bonitas e nada bregas, meu amigo...
De rocha a 24 de Maio de 2008 às 12:22
Ana........esqueceste-te do Berardo!!!!!!!!!!!!!
partilho
Rocha
De Ana Vidal a 24 de Maio de 2008 às 12:29
Toda a razão! Como é que eu me fui esquecer da minha maior embirração dos últimos tempos???? Vou já acrescentar...
De tcl a 25 de Maio de 2008 às 23:56
ai que nervos! um comentário acabadinho de fazer e clico em "publicar" e aparece-me uma página daquelas que dizem "problema de ligação, a internet não consegue..." RRRRRRRR!
Bom, dizia eu que também tenho as minhas embirrações de estimação (ódio é forte de mais, com efeito) mas evito falar delas em público sobretudo quando o objecto visado é de carne e osso... Mas partilho quase todas as tuas embirrações com uma variante e um acrescento:
- variante - embirro com o jet-set em geral, suposto ou não suposto
- acrescento - odeio (aqui odeio mesmo, paciência) beiços eternamente húmidos e brilhantes de saliva. Vontade de dizer: feche a boca, limpe isso, que nojo! Enfim, manias.
De tcl a 26 de Maio de 2008 às 00:05
mas gosto de coco e aguento as overdoses de futebol quando está em jogo a selecção. aí até ponho a bandeira na janela! :-)
De Ana Vidal a 26 de Maio de 2008 às 13:36
Até eu, que embirro com futebol, já pus uma bandeira na janela... e até acho graça aos jogos da selecção, vê lá tu!

Essa do cuspinho ao canto da boca... blerghhhh, que nojo!

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds