Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Música

Continuo com música. Sempre que tenho que me concentrar, pensar seriamente em alguma coisa ou tomar decisões importantes, é a música que me proporciona o pano de fundo ideal para tudo isso. É uma aliada indispensável, que nunca me falhou.
Não tenho um género específico: a escolha depende do momento, da minha intuição, do assunto que pede reflexão. Toda a música me pode inspirar ou ajudar a encontrar-me. Hoje, não sei porquê, é Puccini que me apetece ouvir. Aqui está o mestre em todo o seu esplendor, ampliado pela belíssima voz de Angela Gheorghiu.

(O mio babbino caro - Madama Butterfly / G. Puccini)

O mio babbino caro, mi piace è bello, bello;

vo'andare in Porta Rossa a comperar l'anello!

Sì, sì, ci voglio andare! E se l'amassi indarno,

andrei sul Ponte Vecchio, ma per buttarmi in Arno!

Adenda: E pronto, cá está ela: a maravilhosa Dame Kiri Te Kanawa, em honra de um novo comentador deste blog. E, assim, já são duas as senhoras que ameaçam atirar-se ao Arno do alto da Ponte Vecchio, se o seu amor não for correspondido. Em Florença, até um suicídio tem outro estilo.

Adenda 2: E vão três. A bela Anna Netrebko junta-se à festa, e de repente descobrimos que Puccini também pode ser muito sensual. Eu não digo que trato muito bem os meus comentadores? Melhor é impossível!

Etiquetas: ,
publicado por Ana Vidal às 12:42
link do post
15 comentários:
De av a 12 de Janeiro de 2008 às 10:15
Bom, estou a ver que tenho que pôr aqui também a Netrebko para levar ao rubro o entusiasmo dos meus comentadores...
Aí está ela, meus amigos. Duvido que alguém deixasse esta menina atirar-se ao Arno. Que tal agora, Miguel?

Capitão,
Um beijo e bom fim de semana também para ti.

Flora,
Também gostei muito de rever-te, e assim tão feliz até dá gosto!
De PSB a 11 de Janeiro de 2008 às 23:11
Miguel, Miguel
deixa-te de brejeirices, que a minha 'admiração' pela Kiri é puramente estética, ascética, aséptica e audiométrica. A Senhora tem umas belas cordas vocais, lá isso tem, se era a isso que te querias referir. E claro que me conheces. Foste professor do meu filho Simão, na D.João. Um abraço.
De Capitão-Mor a 11 de Janeiro de 2008 às 20:29
Bom fim de semana!
De Flora a 11 de Janeiro de 2008 às 17:09
Ana,
Adorei rever-te ontem! E obrigada pelos livros (eu agradeci? Não? Não me leves a mal... sou loira e um bocado distraída!).

Prometo que entre viagens de combóio, malas de trapilho e muito namoro, vou devorá-los.

Beijos
De av a 11 de Janeiro de 2008 às 15:52
Miguel, o Baleal é sempre bem vindo nesta Porta. O meu Baleal, e o de todos que gostem dele tanto como eu. E como vês, só cá vêm parar balealenses de bom gosto!
De miguel a 11 de Janeiro de 2008 às 14:26
espera lá! Com psb o Baleal parece que está a atacar de novo, aqui no éter! Quer dizer, acho que conheço o psb de qualquer lado.E o homem gosta da Kiri. Pois também eu, que ela não é pedaço que se deite fora!
De av a 11 de Janeiro de 2008 às 11:53
Os meus comentadores são tratados a pão-de-ló, Pedro. Não quero que lhes falte nada. E os melómanos têm um tratamento especial: se o meu amigo prefere a Kiri, manda-se vir a Kiri! (e sem nenhum sacrifício, porque ela é mesmo a rainha).
Um beijo

Mad, vai dar banho ao cão (ao Fum, mais exactamente)...
De Mad a 11 de Janeiro de 2008 às 11:34
Olha a menina Kiri!

(para bom entendedor, meia palavra basta.)
De PSB a 11 de Janeiro de 2008 às 01:48
Ana
Agradeço o tributo da Kiri. Claro que também gosto da interpretação da Ângela, e acrescento ainda a da Renée, mas a Kiri, além da limpidez, fá-lo com um ar de facilidade que quase nos faz acreditar que todos poderíamos cantar, assim.
De av a 10 de Janeiro de 2008 às 23:59
E dos meus também, vizinho. Magnífico, o Puccini.

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds