Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Miss Saudade


A revista on-line alemã "KulturAustausch" promoveu um curioso concurso para eleger a palavra mais bonita do mundo. A votação foi entregue aos leitores, mas desconheço os critérios que presidiram à eleição. A fonética? O significado? Não faço ideia. Mas acho a ideia original e por isso a divulgo aqui.
Yakamoz, uma palavra turca (olá, Istambul!) que significa "o reflexo da lua na água", foi a grande vencedora. Em segundo lugar ficou Hu lu, a palavra chinesa para "ressonar" (?!) e em terceiro Volongoto, que quer dizer "caótico". A nossa Saudade (considerada intraduzível, curiosamente), ao que parece ficou em 6º lugar - uma honrosa classificação, sobretudo se tivermos em conta que cerca de 2.500 pessoas, de 58 países, a escolheram antes de milhões de outras.
Gostei deste concurso de beleza, entre palavras. Parabéns à nossa Miss Saudade.
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 20:50
link do post
12 comentários:
De av a 11 de Janeiro de 2008 às 12:05
Toda a razão, Júlia.
Mas todas as palavras, no principezinho, têm uma carga e um significado especial. A que melhor retive foi "cativar" (já não sei se ainda se escreve com p, com tanto acordo ortográfico...). Também é uma palavra linda.

Beijinho
De JuliaML a 10 de Janeiro de 2008 às 23:06
"Aprivoiser" tirei-a do principezinho. ..não lembro de encontrar em mais lado algum com essa carga.

beijinho
De av a 10 de Janeiro de 2008 às 00:50
Saborear um ratatouille em Kabul... parece-me uma ideia a aprivoiser, embora um bocadinho perigosa. Um ratatouille talibã, como será? E como se comerá com uma burka vestida?
Nah, fico-me por Paris.
Bisoux
De Sofia a 9 de Janeiro de 2008 às 12:12
Eu gosto de supercalifragilisticexpialidocious! O que é que te parece?

Não gosto de palavras com ão, mas gosto de palavras com ia, como maresia ou Sofia (porque será?)! ;)

Gosto da palavra desejo, porque rima com beijo e adoro beijos... mas gosto mais em alemão - küsse!

Gosto de palavras pequeninas e de melodia doce... como por exemplo... pé ou mel! E também gosto de batata... ainda mais se for doce!

Mas a que eu mais gosto de todas é ratatouille... a sério! Gosto de dizer, de fazer, de comer... (nota: tens de provar a minha nova receita... fui eu que inventei!)

beijinhos, ou melhor, küsse
De estrelicia esse a 9 de Janeiro de 2008 às 11:06
Se escolhesse uma palavra elegeria Kabul. Acho que é uma palavra com uma sonoridade esquisita, que apetece balbuciar, sacudir, solfejar, Ka......bulllllllllll!Há qualquer coisa de misterioso no intervalo destas duas sílabas que combinam entre si um princípio breve e um tão prolongado fim. Enfim, ando a tentar perceber o que é que me fascina em Kabul.
De av a 9 de Janeiro de 2008 às 01:52
Júlia,
Aprivoiser é uma palavra bonita, lembra-me a Carmen:

L'amour est un oiseau rebelle
Que nul ne peut aprivoiser,
Et c'est bien en vain qu'on l'appelle,
S'il lui convient de refuser.

Um beijo
De JuliaML a 8 de Janeiro de 2008 às 21:51
Olá, Ana!

Também li esse artigo e o que achei curioso foi que as palavras mais votadas,todas elas têm no seu sigificado qualquer coisa que tem a ver com luz, luminoso,claridade,etc. Portanto, para mim a que ganhou foi a palavra "luz". Daí eu concluir que eles se guiaram também pelo significado, embora o significante não tenha sido posto de lado. Pessoalmente acho que tem um som horrivel,mas pronto.

Já agora, eu digo aqui a palavra que mais gosto HÁ MAIS TEMPO:

"APRIVOISER"
beijo
De av a 8 de Janeiro de 2008 às 02:04
Claro, Ratatouille. Um grande chef domina sempre bem a língua, não é? Não tenho a menor dúvida.
De ratatouille a 8 de Janeiro de 2008 às 01:54
Claro que queria dizer acento...
De ratatouille a 8 de Janeiro de 2008 às 01:49
Eu sei. Também não lhe descobri o assento. Só pode ter sido gralha tipográfica...

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds