Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Convite

Entretanto, duas boas notícias:

1. Gostava muito de contar com todos no lançamento do meu livro Gente do Sul, que será na Azambuja (eu sei, eu sei, não é exactamente o sítio mais prático. Mas aviso que há comes e bebes, talvez convença assim os mais relutantes...), no próximo dia 15 de Dezembro (sábado) às 18h, no Auditório Municipal de Azambuja. O livro será apresentado pelo Dr. Joaquim Ramos, Presidente da Câmara de Azambuja. Apareçam por lá!


2. Soube agora mesmo que outro livro meu, A Poesia é para Comer, acaba de ganhar um prémio internacional: o Gourmand World Cookbook Award 2007, para o melhor livro português na categoria de Best Food Literature Book. Com este prémio, o livro fica automaticamente candidato ao prémio máximo, o Gourmand Best in the World, cujo vencedor será anunciado em Maio de 2008. Para quem não conhece, os Gourmand World CookBook Awards são uma espécie de Óscares para os livros de Cozinha, atribuídos por um júri internacional e muito concorridos. Só por curiosidade, o criador e presidente destes Prémios (belga ou suiço, não sei bem) chama-se, bem a propósito, Mr. Edouard Cointreau.
publicado por Ana Vidal às 17:24
link do post
25 comentários:
De av a 13 de Dezembro de 2007 às 12:40
... Sete ratatouilles e tu és um?

Não é bem o que esperavas, mas, como estamos no Natal, ponho hoje lá uma receita especial. Em breve, volto a prometer, haverá das outras.
Gosto que os meus comentadores me lembrem os compromissos e não me deixem desleixar. O Pasteis, tens razão, tem andado muito esquecido.
De Ratatouille a 13 de Dezembro de 2007 às 09:56
7 e 7 são 14 e mais 7, 21 ...

Ana
Tens um compromisso que acaba amanhã (entrada de 7 de Dezembro às 23.54): prometo um novo post por semana, pelo menos... e nos Pastéis... ainda Nada.
Bem sei. Estás desculpada. Acaba lá as mudanças.
E percebo, também, estás em "pulgas" com o dia 15. É natural e compreensível.
Tens até 21... (estes comentadores são uns chatos!!!)
Beijos
De av a 11 de Dezembro de 2007 às 20:37
Caro Adélio,
Obrigada pelas palavras simpáticas.
Se é o livro "A poesia é para comer", vai ser publicado no Brasil em 2008. A editora brasileira ainda não fixou uma data mas no início do ano já devo saber. Não sei a que aplicações se refere, gostava que me explicasse isso melhor.
Se o livro é o de contos, então diga-me o seu endereço e mando-lho pelo correio, ok?
De Adélio do Tempo a 11 de Dezembro de 2007 às 10:53
Bacana a sua indicação! Merece respeito. Quero comprar este livro para aplicações aqui na America do Sul.
Abraços sulinos
De FL a 6 de Dezembro de 2007 às 16:34
Olá,
Grandes Novidades!!! Muitos parabéns. Obrigada pelo convite, mas vai ser impossível.
Os meus fins-de-semana estão todos ocupados até outros desenvolvimentos;-)

Beijoca grande
De av a 6 de Dezembro de 2007 às 01:33
À Sofia e ao Zabal, obrigada também pela ajuda técnica com as fotografias.
De av a 6 de Dezembro de 2007 às 01:32
Mais uma vez, obrigada a todos por tanto carinho.

Para os que só conheço virtualmente, esta é uma boa oportunidade de nos vermos mesmo, e gostava muito que isso acontecesse. Apareçam mesmo, se puderem!

Ratatouille, continuo sem fazer a mais pálida ideia de quem possas ser. Queres fazer-me a caridade de te identificares, please?????

Miguel, que pena!!

Huck, na Azambuja, travesseiros só se for para dormir. Mas levo-te um daqui de Sintra, ok?

Beijos
De rv a 6 de Dezembro de 2007 às 01:01
1. Já te disse: vou, com muito gosto.
E, para quem acha longe Azambuja, pensem que se pôem lá mais depressa do que fossem visitar a Ana a Sintra!

2. P A R A B É N S, PRIMA! Estás um verdadeiro sucesso!

Beijos
Rosarinho
De RAA a 5 de Dezembro de 2007 às 22:38
Muito bem! parabéns!
De sem-se-ver a 5 de Dezembro de 2007 às 21:28
:))))

parabéns!!

tentarei estar presente na azambuja.

:)

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds