Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2008

Portuga, afinal

Finalmente, a verdadeira humanização do gélido Sócrates:
faltava-lhe esta dimensão, tão portuga, de pato bravo.

(Nota: Imagem roubada no Corta-fitas)
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 01:46
link do post
5 comentários:
De av a 7 de Fevereiro de 2008 às 02:14
Estes azulejos de 1982 são uma preciosidade, tens razão. Ainda vão parar à Madre Deus, e esta beleza ainda vira casa-museu José Sócrates...
De marta a 6 de Fevereiro de 2008 às 18:58
Que maravilha!

adorei o T2,5 e o alpendre para o piriquito, uma delícia.

Então pensavas que o azulejo português era só o dos sec. XVII e XVIII?

Como é que nos podemos esquecer dos azulejos de 1982?
De Carla a 6 de Fevereiro de 2008 às 13:31
e que bela criatividade!
De PSB a 6 de Fevereiro de 2008 às 01:51
E é. Pinto de Sousa é petit nom...
Mas a espectacularidade do projecto, a estética, o bom gosto dos materiais, a finura do desenho, não têm ímpar. Cheira-me que o arquitecto também devia ser independente...
E há que realçar a criatividade patenteada: o alpendre para o canário (que humanidade), o T 2,5 (serão duas divisões e meia?), a geometria variável (que iluminação). Parabéns, Pinto de Sousa, parabéns. Belo projecto...
De Vieira Calado a 5 de Fevereiro de 2008 às 14:33
Pensei que era assinado pelo dito cujo...
Bom Carnaval

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

favoritos

O triunfo dos porcos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil


ver perfil

. 16 seguidores

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds