Sábado, 5 de Abril de 2008

Avec...quoi?


Demoiselles... dêem largas á imaginação... abram portas e janelas de par em par... ás zero... em ponto... Maldoror depositará uma flor... em vossos corações... eleitas entre biliões...
"J'ai fait un pacte avec la prosttution afin de semer le désordre dans les familles"

Chat Noir avec

À minha caixa postal têm vindo parar, ultimamente, mensagens surreais de um tal Chat Noir Avec (???), escritas num francês macarrónico ou num português arrevezado, que se supõem misteriosas mas não passam de cómicas. Imediatamente antes da assinatura, a invariável frase ameaçadora: J'ai fait un pacte avec la prosttution afin de semer le désordre dans les familles.

Ora bem, o que eu quero dizer a este gato preto é que as únicas coisas que tem semeado por aqui são... erros ortográficos de bradar aos céus. A não ser que o Avec esteja ainda por aparecer com novas pragas, mais sedutoras do que uma flor depositada no coração das eleitas escolhidas entre biliões (não conheço as outras demoiselles contempladas mas estou habituada a ser a única eleita, pelo que o plural ainda me parece excessivo), até agora esse pacto de desunir famílias ainda não fez qualquer efeito.

Não perca tempo comigo, bichano. Há-de haver quem se deslumbre com o seu francês de Alcabideche e o seu Maldoror Valentino, semeando flores em noites de lua cheia. A mim, ingrata como sou, só me dá para rir. Já tentou as Mães de Bragança?

Adenda - Não resisto a partilhar a última mensagem que recebi, hoje mesmo, do Chat Noir Avec, que agora se tomou de fervores monárquicos e poéticos e acrescentou mais um idioma à sua vasta cultura linguística: o castelhano. Ora vejam:

..."todas ibamos a ser reinas"...se Leticia...lo iba...porque no tu...noche de sueño...

...esta noche... petite demoiselle ...te daré el...cielo...deste amor...que és de Pedro...por...Inês...

Estou quase a ceder. Quem é que resiste a isto, digam lá??

(07/04/2008)


Etiquetas: , ,
publicado por Ana Vidal às 12:04
link do post
9 comentários:
De av a 7 de Abril de 2008 às 16:35
Sofia, tu deves ganhar o 2º prémio porque o 1º é meu... todas as semanas!!
LOL

Pitucha, completamente delirante. Também queres ser rainha por um dia, petite demoiselle?
Bjs
De Pitucha a 7 de Abril de 2008 às 15:53
Delirante!
Beijos
De Sofia a 7 de Abril de 2008 às 15:48
Gosto ainda mais da adenda! Poliglota e tudo!E se promete dar o 'cielo' e o reino, pois aceita... é um doce! Eu não resistia, não! Mas eu ando pouco resistente a doces, enfim!

As coisas que nos aparecem por e-mail... eu estou sempre a ganhar a lotaria, tu não?

beijinhos barrigudos
De Once In a While a 7 de Abril de 2008 às 12:57
Hilariante Querida Ana .. o gato com ares vampirescos, o avec que provavelmente substitui macarronicamente o "dot com" e o drama da separação de famílias levemente ameaçador no tom utilizado.
Haja quem se deslumbre com a sorte do sorteio (risos) ;)
Enfim ..
De av a 6 de Abril de 2008 às 18:02
Tem razão, Paulo, este Gato nem com Botas convenceria alguém no seu juízo perfeito! Com o francês maltrapilho que tem, deve ter confundido Chat com Chant...
De O Réprobo a 6 de Abril de 2008 às 14:47
Querida Ana,
o que é grave nem é a confusão aguda, é usurpar a figura do Gato e o nome de um escritor considerável para graçolas ocas.
Beijinho
De Júlia Moura Lopes a 6 de Abril de 2008 às 01:17
Grande Leoa! :-)
De av a 5 de Abril de 2008 às 14:58
Não resisti, Júlia. Com aquela do pacto com a prostituição para desunir famílias, também acho que em Bragança ele não se safava. Podia ser que me deixasse em paz, se fosse corrido à vassourada pelas Mães em fúria...
Beijinho, lol
De Júlia Moura Lopes a 5 de Abril de 2008 às 13:44
estou a rir aqui :-))

As mães de Bragança, hummm!

mas que má, risos. Elas têm bigode,meias de lã até ao joelho e são mal amadas...ainda por cima devem estar desejosas de vingança!

D++
beijinho

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds