Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

O mundo a seus pés




Aqui fica o meu contributo para um tema que é caro a todos estes bloggers amigos, e também a mim. E afinal a quase todas nós, mulheres. Porque será que os sapatos são tão importantes para as mulheres? Muitas de nós somos Imeldas Marcos em potência, e só não lhe chegamos aos calcanhares (literalmente, no caso) por falta de verba adequada e de espaço nos armários. Problemas que ela, manifestamente, não tinha. Escolhi estas imagens pelo contraste entre si. Mas têm todas um denominador comum: a criatividade, aplicada a esses objectos míticos que trazemos nos pés e nos encantam como nenhuma outra peça de roupa. Gostava de saber se há razões históricas ou sociológicas para este fenómeno. Alguém quer dar uma achega?
Etiquetas:
publicado por Ana Vidal às 17:17
link do post
17 comentários:
De av a 15 de Abril de 2008 às 22:43
Obrigada, Fugidia. Ná, isto tem mais a ver com alergias do que com sapatos...
:)
De fugidia a 15 de Abril de 2008 às 21:27
As melhoras, querida AV!
(veja lá se a constipaçãozita não foi de andar com modelitos abertos, à chuva...)
:-D
De Sofia a 15 de Abril de 2008 às 14:51
Publicámos ao mesmo tempo!

Acredita que baixo as andas sim! Pelo menos desta vez, tenho um pretexto para comprar mais sapatos!

beijinhos
De Sofia a 15 de Abril de 2008 às 14:45
Já me juntei lá no Cais! ;)

beijos
De av a 15 de Abril de 2008 às 14:45
You're in, Sofs! Vou já arranjar uma palavra no texto para pôr o teu link. Mas vê lá se baixas as andas, por causa do limãozinho/tangerina...
beijos
De Sofia a 15 de Abril de 2008 às 14:13
Olha, também me posso juntar ao clube? Também adoro sapatos, sandálias, sabrinas, botas, 'chanatos'... tenho um pouco de tudo! E eu sou de actualidades... é Betty Boop no Inverno, mas espera aí que daqui a nada já ando de Ivete Sangalo. Infelizmente tenho a mesma tara por carteiras... LOL!!!

beijos
De av a 15 de Abril de 2008 às 12:14
Júlia, os teus pés SÃO pura poesia!
;) Gostei da resposta lá no teu canto. Vai aumentando o clube dos amantes de sapatos, homens e mulheres.


Fugidia,
pois é, demorei. Fotografias do meu armário de sapatos? Acho que não vou fazer isso, até tenho vergonha da quantidade...
Também uso muito botas no inverno, mas os meus preferidos são mesmo os de salto alto, abertos ou fechados. Não resisto a sapatos de toilette, mesmo que não os use muitas vezes.

Pedro,
Tens toda a razão. Pelo menos no meu caso, a avaliação pelos sapatos é definitiva. E essa dos políticos é boa, embora eu tema que seja uma aferição sem surpresas, na maioria dos casos.

Meggy, o que estás tu a preparar com aquela sugestão da bandeja...? Cá ficamos à espera. E... join the club!

Beijos
De Meg (sub Rosa) a 15 de Abril de 2008 às 08:36
Ana, querida, responderei.
Não que saiba e muito menos que possa... mas tentarei.
Assim que voltar.
Um beijinho.
Meg
De PSB a 15 de Abril de 2008 às 00:24
Ao que parece, desde sempre o sapato esteve associado como símbolo social, para lá da sua função objectiva, ambas as perspectivas tão bem ilustradas nas 2 primeiras fotografias. A segunda, para além desta ilustração, indicia uma criatividade sem limite, a que o aforismo 'a fome e o frio metem o lobo ao caminho' é tão bem aplicado.
Sempre ouvi dizer que, pelos sapatos, se tira a 'pinta' de um homem/mulher, e lembro-me de um artigo caricatural sobre os sapatos que os nossos políticos de então usavam, publicado num suplemento do ditoso Independente, creio, no seu início. Há um bom par de anos, portanto. As considerações apresentadas eram acompanhadas de fotos dos ditos com realce nos sapatos, com comentários de chorar a rir e que os definiam como uma luva.
Seria curioso este exercício sobre a actual 'classe' destes senhores, que antecipo numa desilusão, isto é, numa confirmação.
Mas, Ana, desengana-te. Não são só as mulheres que se perdem por este acessório. Os homens fazem-no igualmente, quer como símbolo quer como valor estético da sua apresentação.
Beijos
De fugidia a 14 de Abril de 2008 às 22:29
P. S.
Esqueci-me de acrescentar que no verão vingo-me: sandálias de tiras e unhas pintadas :-p
(e irrita-me ver pés com gretas ou mal pintados: ugh...)

Por favor, corrija o lapso de escrita do comentário anterior: "armário DE quase Imelda"

Mais um beijo :-)
De Júlia a 16 de Abril de 2008 às 19:45
Já linkei os três. Acho o máximo! Eu tenho mais mas já me cansei da brincadeira :-)

Pensei que ontem tinha comentado aqui. Afinal ou não ficou gravado ou respondi para dentro- risos

Comentar post

brisas, nortadas e furacões, por


Ana Vidal
Pedro Silveira Botelho
Manuel Fragoso de Almeida
Marie Tourvel
Rita Ferro
João Paulo Cardoso
Luísa
João de Bragança

palavras ao vento


portadovento@sapo.pt

aragens


“Não sabendo que era impossível, foi lá e fez."

(Jean Cocteau)

portas da casa


Violinos no Telhado
Pastéis de Nada
As Letras da Sopa
O Eldorado
Nocturno
Delito de Opinião
Adeus, até ao meu regresso

Ventos recentes

Até sempre

Expresso do Oriente (3)

Expresso do Oriente (2)

Expresso do Oriente (1)

Vou ali...

Adivinhe quem foi jantar?

Intervalo

Semibreves

Pocket Classic (A Educaçã...

Coentros e rabanetes

Adivinhe quem vem jantar?

Moleskine

Lapsus Linguae

Semibreves

Sou sincera

Rosa dos Ventos

Livros



Seda e Aço


A Poesia é para comer


Gente do Sul

E tudo o vento levou

Perfil

Technorati Profile

Add to Technorati Favorites

Ventos do mundo

Ventos de Passagem


visitantes online

Subscrever feeds